BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Visto de Estudante para a Austrália: Saiba como solicitar

Solicitar o visto de estudante para a Austrália é muito mais fácil do que muitos brasileiros imaginam. Por isso, se você deseja se tornar um imigrante nesse país, basta atender aos requisitos básicos solicitados.

Neste artigo, vamos falar sobre o visto de estudante para a Austrália e tudo o que você precisa saber para passar uma temporada de estudos em terras australianas sem complicações.

Por quê estudar na Austrália?

O levantamento feito pela Economist Intelligence Unit, da revista britânica The Economist, classificou a Austrália como uma das melhores cidades do mundo para se viver e, consequentemente, estudar.

Tanto é que Sydney é a mais requisitada pelos estrangeiros que querem aprimorar o inglês. O país conta com mais de 40 universidades distribuídas em todos os setores da educação, sendo que sete delas constam na lista das 100 melhores do mundo, segundo dados da QS University Rankings.

Além de ensino de qualidade, a Austrália ficou em segundo lugar no ranking de desenvolvimento humano de 2017 de acordo com o índice da Organização das Nações Unidas, a ONU.

Como solicitar o visto de estudante para a Austrália
Como solicitar o visto de estudante para a Austrália

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










O que é e quais são os tipos de visto que existem na Austrália?

Em geral, os vistos são solicitados pelo site do Departamento de Imigração da Austrália para a apresentação da documentação e não tem entrevista. Normalmente a aprovação leva 40 dias e não é um processo tão burocrático como nos outros países.

As informações pessoais são gravadas na central de imigração e já ficam vinculadas ao número do passaporte, não havendo necessidade de ser “colado” no passaporte.

Ao todo são mais de 80 tipos de vistos, os mais comuns:

  • Visto de turismo: Visitor Visa (subclass 600)
  • Visto de estudante: Student Visa (subclass 500)
  • Temporary Graduate: Visa (subclass 485)

>> Leia também: Visto de estudante para o Canadá: Como solicitar?

Visto de turismo: Visitor Visa (subclass 600)

Ele permite por três meses passear pelo país e fazer cursos de curta duração (até 12 semanas), como cursos de idiomas, por exemplo. Também é usado em casos de viagens rápidas a negócios.

O visto é válido por dois anos. Não é permitido trabalhar com ele com risco de ser deportado. Se a intenção é retornar ao país, é preciso sair e voltar para ficar mais três meses.

Documentos solicitados para tirar esse visto, conforme informações retiradas do site do consulado:

  • Carta do empregador informando: cargo, tempo de serviço, salário e período de férias ou contrato social da empresa, caso seja sócio-proprietário;
  • Comprovante de matrícula da escola ou universidade;
  • Cópia do itinerário ou reserva de passagens. O Departamento de Imigração e Proteção de Fronteira do Governo Australiano não recomenda que os requerentes de vistos comprem as passagens antes de ter seu requerimento de visto finalizado;
  • Carta convite de um familiar ou amigos na Austrália (na forma de Statutory Declaration);
  • Comprovante de visto permanente, se não tiver nacionalidade do país no qual o requerente pedirá o visto;
  • Provas de disponibilidade financeira ou acesso a recursos financeiros disponíveis, do próprio requerente ou da pessoa que esteja concedendo suporte financeiro, suficientes para a realização da viagem.

Observação: Caso o requerente esteja recebendo suporte financeiro, deverá também apresentar uma declaração com firma reconhecida confirmando a disposição da pessoa em custear a viagem.

Provas de disponibilidade financeira podem incluir, mas não são restritas a:

  • Três últimos contracheques;
  • Declaração de imposto de renda atual;
  • Extratos bancários de conta corrente ou investimentos de renda fixa dos três últimos meses; e
  • Extratos de cartão de credito dos três últimos meses.

>> Leia também: Visto de estudante para o México: Como solicitar?

Melbourne - Austrália
Melbourne – Austrália

VAMOS FALAR DE DINHEIRO?

Se precisar de empréstimo para a viagem, existem empresas especialistas em crédito pessoal para ajudar nesse sentido. Para conhecer algumas delas, clique aqui.

Um cartão de crédito internacional ajuda a acumular milhas e evita que você carregue muito dinheiro na viagem aumentando a segurança. Clique aqui para conhecer algumas opções.

Para ter acesso a vários serviços financeiros, gerenciar gastos e pagar boletos durante a viagem você pode criar uma conta digital em sites como esses aqui da lista.

Visto de estudante: Student Visa (subclass 500)

O visto de estudante para a Austrália é o visto para quem deseja estudar por mais de 14 semanas, independentemente do tipo de ensino.

Com ele o estudante pode, inclusive, trabalhar por até 20 horas semanais nos períodos letivos, e 40 horas semanais durante as férias. É preciso ser aceito por uma instituição de ensino certificada pelo governo.

Documentos solicitados para tirar esse visto, conforme informações retiradas do site do consulado:

  • Passaporte válido pelo período do curso matriculado e estadia no país;
  • 2 fotos 3×4;
  • Formulários e vistos exigidos pelo consulado, conforme link;
  • Comprovação do histórico escolar e a carta de aceite da instituição contratada;
  • Comprovação de matrícula do curso contratado (COE);
  • Carta de intenção, custeio e de apresentação que o leva a fazer o curso;
  • Comprovação do histórico profissional como diplomas, certificados, carteira de trabalho, currículo, etc (caso sua opção seja trabalhar e estudar no país);
  • Exames com médicos credenciados pela embaixada;
  • Passagens de volta e documentos de vínculo com o Brasil;
  • Comprovantes financeiros para se manter no país (imposto de renda, holerites, extratos bancários, etc);
  • Antecedentes criminais;
  • Vacina Febre Amarela e carteira de vacinação em dia;
  • Seguro saúde;
  • Aprovação do Departamento de Imigração na Austrália (DIMIA).

Temporary Graduate: Visa (subclass 485)

Pode ser usado após a conclusão de um curso de graduação ou pós-graduação. Permite trabalhar temporariamente (40 horas semanais), caso o interessado esteja na listagem SOL (Skilled Occupation List). Válido para pessoas com menos de 50 anos. A duração do visto depende da área de trabalho.

Documentos solicitados para tirar esse visto, conforme informações retiradas do site do consulado:

  • Resultados de testes de inglês;
  • Certificado de credenciamento da polícia australiana;
  • Seguro saúde;
  • Certificado de qualificação e comprovante de estudo;
  • Atestado médico.

>> Leia também: Visto de Estudante para os Estados Unidos

Apollo Bay é uma das lindas praias australianas
Apollo Bay é uma das lindas praias australianas

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

5 Passos para solicitar o visto de estudante para a Austrália

Para que você possa tirar o visto para ir para a Austrália, é de extrema importância que foque nestes 5 passos para assim ter uma chegada sem muitas surpresas e bem mais preparado para tudo o que esse país tem a oferecer.

  1. Reunir toda a documentação
  2. Escolher onde morar e estudar
  3. Optar por graduação, estágio ou College
  4. Definir qual é o seu objetivo para aprender inglês
  5. Pesquisar a possibilidade de ajuda governamental

1. Reunir toda a documentação

Toda a documentação deve ser apresentada em estado original e com cópia autenticada e com tradução juramentada.

Aqui, já citamos quais são os tipos de documentos a serem reunidos de acordo com o tipo de visto que você irá tirar.

2. Escolher onde morar e estudar

O que não falta é diversidade: regiões praianas, centros urbanos, custos de vida mais alto e mais acessível.

Porém, como o foco é o estudo, vale pesquisar as universidades ou cursos mais interessantes de acordo com o objetivo individual e analisar as regiões mais próximas, afim de facilitar o deslocamento.

A preferência dos intercambistas são: Sydney, Melbourne, Brisbane, Gold Coast e Perth. Mas, é possível analisar as possibilidades de se viver em Adelaide, Cairns, Byron Bay, Sunshine Coast e Noosa.

Ao todo, o país conta com 43 universidades com sistemas globais de educação e reconhecimento mundial, sendo que sete estão entre as 100 melhores do mundo, segundo a QS University Rankings:

  • Universidade da Austrália Ocidental
  • Universidade de Melbourne
  • Universidade de Monash
  • Universidade de Nova Gales do Sul
  • Universidade de Queensland
  • Universidade de Sydney
  • Universidade Nacional da Austrália
  • Universidade de Sydney
  • Universidade de Melbourne

A maioria delas oferece oportunidades para estrangeiros por meio de bolsas de estudo.

Abaixo você encontra uma lista das principais universidades da Austrália:

Ao estudar na Austrália você vai ter a oportunidade de conhecer os famosos cangurus
Ao estudar na Austrália você vai ter a oportunidade de conhecer os famosos cangurus

3. Optar por graduação, estágio ou college

Na Austrália, é obrigatório estudar até o décimo ano do High School, sendo os dois outros anos opcionais para quem pretende ingressar em uma universidade, o que permite escolher as disciplinas que foquem mais na área que o futuro profissional pretende atuar.

No caso de não querer a graduação, existem dois caminhos: os estágios profissionalizantes ou o College, com cursos vocacionais e técnicos certificados.

No caso dos imigrantes, o que não faltam são opções de cursos para quem quer aprender o idioma (detalharemos este item com mais profundidade adiante), facilidades das universidades e benefícios do governo com os programas de bolsas de estudos, que, em alguns casos, chegam a cobrir 100% das despesas de estudos e moradia do aluno.

E prepare-se: os processos seletivos para a graduação, extensão e especialização exigem fluência no inglês com certificação comprovada junto com o currículo (normalmente aceitam o exame C1 Advanced de Cambridge Assessment English).

Uma característica interessante é que o aprendizado vai além das salas de aulas. Os australianos prezam pelo conhecimento prático e a vivência do dia a dia, ou seja, o mundo é um verdadeiro laboratório.

O conselho aqui para quem pretende estudar no país é fazer uma pesquisa das universidades e o que elas oferecem (a seguir listaremos isso com mais detalhes) e do tipo de ensino que deseja, pois existem cursos de curta duração (que podem ser feitos no período de férias do Brasil) e os de extensão.

Se o aluno já cursa uma faculdade brasileira é possível verificar se algumas disciplinas podem ser eliminadas. Para isso, a instituição deve ser certificada pelo governo australiano.

Um caminho é olhar a listagem que consta no Registro de Instituições e Cursos para Estudantes Estrangeiros da Comunidade da Austrália (CRICOS).

  • Graduação: O undergraduate, de dois a cinco anos, equivale a graduação brasileira.
  • Pós-Graduação e Pesquisa: é composta por três módulos: Graduate Certificate, Graduate Diploma ou Master. Cada um dura de um a dois semestres, totalizando um ano e meio a dois anos de estudos. Os módulos podem ser feitos separadamente e são opcionais. No caso da Master é dividida em Master by Coursework e Master by Research. A segunda opção equivale ao mestrado brasileiro e possui um tempo para desenvolver uma pesquisa de campo.
  • Master of Business Administration (MBA): para quem tem interesse no ambiente de gerenciamento de negócios.

>> Leia também: Como é o réveillon na Austrália?

Réveillon Sydney 2020
Réveillon Sydney 2020

DICAS PARA A BAGAGEM

Importante conhecer as regras de bagagem antes de viajar para não pagar multa ou ser barrado de entrar no avião. Para conhecer as regras, clique aqui.

Se ainda não tem a mala para a viagem, pode fazer uma consulta e cotação de malas de viagem a partir de sites como esse clicando aqui.

Reserve um espaço nas malas para eventuais compras de roupas, presentes ou produtos típicos do destino.

4. Definir qual é o seu objetivo ao aprender inglês

Antes de tudo, qual é o seu objetivo em aprender inglês? Aprender a língua no nível intermediário, conversação, interpretação de texto, voltado para negócios? Existem milhares de opções, confira:

  • General English: o mais procurado para melhorar o nível de inglês, incluindo gramática, conversação, linguagem coloquial e conhecimentos gerais. As escolas oferecem no mínimo quatro semanas de aula, sendo possível fazer pelo tempo desejado.
  • Inglês para Negócios: para os profissionais que já dominam o idioma, mas precisam aprofundar e praticar o idioma para trabalhar incluindo técnicas de argumentação, apresentação e vocabulário. Em média dura de oito a 12 semanas.
  • Cursos preparatórios de proficiência em inglês: os certificados têm validade de dois anos para cada um dos cursos.

Entre os cursos preparatórios de proficiência em inglês existem:

  • IELTS (International English Language Testing System);
  • TOEFL (Test of English as a Foreign Language);
  • TOIEC (Test of English for International Communication);
  • Exames da Cambridge pelo certificado ESOL (English for Speakers of Other Languages) – sendo que este a validade não expira;
  • CAE (Certificate in Advanced English) com reconhecimento também do governo;
  • CPE (Certificate in Proficiency English)

A seguir segue uma listagem de alguns cursos de idiomas na Austrália:

5. Pesquisar a possibilidade de ajuda governamental

Anualmente, o governo australiano investe pesado em educação, principalmente, para os estudantes internacionais.

O objetivo é reter profissionais qualificados no mercado de trabalho, mão de obra que falta no país.

Os programas de bolsas de estudo oferecidos são reconhecidos mundialmente e extremamente concorridos. Se esta for a sua opção, vale a pena se informar mais profundamente sobre o Endeavour Scholarships and Fellowship, por exemplo.

Como já mencionado no início da matéria, o governo também facilita as condições para quem busca conciliar estudo com trabalho.

Vale a pena conferir a listagem da SOL (Skilled Occupations List), que traz uma lista de vagas profissionais que oferecem mais oportunidades no país e as vagas abertas para elas.

>> Leia também: Visto de estudante para o Canadá: Como solicitar?

O Ópera de Sydney é a principal atração turística da Austrália para conhecer na viagem
O Ópera de Sydney é a principal atração turística da Austrália para conhecer na viagem

Perguntas e respostas sobre o Visto para a Austrália

Onde solicitar o visto de estudante na Austrália?

O visto pode ser solicitado pelo site do Departamento de Imigração da Austrália para a apresentação da documentação.

É preciso fazer entrevista para tirar o visto de estudante na Austrália?

Não. Há apenas a necessidade de reunir a documentação completa.

Aqui já demos todas as orientações de como ela pode ser reunida para que você possa realizar o processo de maneira tranquila.

É preciso ficar quanto tempo no país para ter um visto de estudo e trabalho?

O visto de estudo e trabalho é concedido para quem ficar mais de 12 semanas no país.

Os órgãos governamentais asseguram os imigrantes com a Lei dos Serviços Educacionais para Estudantes Estrangeiros e o Código Nacional de Boas Práticas para as Autoridades de Registro e Prestadores de Educação e Formação para Estudantes Estrangeiros.

Assim, é preciso se planejar para esse tipo de viagem com a intenção de permanecer por mais tempo o possível e usufruir de todos os benefícios que essa viagem pode trazer.

>> Leia também: Como é o visto de estudante para Portugal

É obrigatório seguro de viagem para estudantes da Austrália?

O seguro de viagem em si, não é obrigatório. Contudo, estudantes que viajam para a Austrália precisam de um seguro médico que já está incluso no seguro viagem. 

Existem vários tipos de seguro viagem aos quais o estudante pode aderir, no entanto, indicamos Seguros Promo , que são parceiros deste site devido à qualidade de seus serviços.

Vantagens de se estudar na Austrália

Estudar na Austrália permitirá que você viva novas experiências em um país muito receptivo para estrangeiros e cheios de oportunidades para quem deseja também trabalhar ali e estabelecer uma carreira.

Além do ensino, a Austrália é referência em qualidade de vida. As cidades são extremamente limpas e bem cuidadas, os sistemas de segurança, policiamento, leis, transporte e saúde realmente são bons e funcionam. O custo de vida é alto, mas com empregos bem remunerados também.

No quesito moradia, a Austrália oferece opções para todos os gostos e bolsos, desde as badaladas cidades como Sydney e Melbourne, como as cidades interioranas e litorâneas, consequentemente, mais calmas.

E falando em praia (que em sua maioria são paradisíacas), o clima é temperado e as águas muito frias na maior parte do ano. Caso more em uma região afastada do litoral, é possível se deslocar facilmente até ele por trem.

Aprendizado de novos idiomas

Os professores estão preparados para receber os estrangeiros que querem aprender o idioma, visto que metade da população local é composta por eles.

Inclusive, o calendário acadêmico é dividido em dois semestres igual ao que ocorre no Brasil, com início em fevereiro e julho. Tudo isso para minimizar a diferença do impacto cultural entre os países.

Desvantagens de estudar na Austrália

É difícil encontrar desvantagens de estudar na Austrália. Realmente a Austrália é um dos países mais bacanas para os brasileiros estudarem fora do país.

Entre os pontos que podemos mencionar é a distância entre a Austrália e o Brasil, onde fica mais difícil fazer um bate-volta caso você sinta saudades de casa.

Outro é o custo da passagem aérea e o tempo da viagem, já que você praticamente atravessa o mundo inteiro para chegar na Oceania e também faz várias paradas em cidades ao redor do mundo.

>> Leia também: As 7 melhores agências de intercâmbio no Brasil

Conclusão

Solicitar visto para estudo na Austrália é mais simples do que se parece e você terá muitas vantagens e permanecer por alguns meses nesse país.

A melhor delas, sem sombra de dúvidas, é poder estudar e trabalhar, permitindo assim, que você ganhe experiência enquanto adquire conhecimento. Vale a pena investir nisso.

Basta a pessoa ter o interesse de morar fora, se candidatar para um curso de faculdade, ser aprovada e reunir a documentação necessária, conforme mencionado no texto.

Depois basta comprar a passagem aérea, reservar um local para morar e contratar o seguro de viagem para cobrir toda a viagem.

Inclusive, você encontra um guia completo para contratar seguro de viagem para a Austrália.

Se ficar alguma dúvida sobre o processo de tirar o visto de estudante para a Austrália, deixe abaixo nos comentários. Vamos responder assim que possível e sua dúvida pode ser a dúvida de outras pessoas.

Abraço e nos vemos por aí!

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI!

  • Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem em resorts e hotéis de tirar o fôlego.
  • Para encontrar a passagem aérea com o menor preço do mercado, não deixe de consultar o site da MaxMilhas que consulta os preços em várias companhias aéreas!
  • Reserve diárias de hotel no mundo inteiro de maneira prática e segura no Booking.com, com opção de cancelamento grátis e sem precisar pagar antecipadamente!
  • Precisa de aluguel de carro? Na RentCars o pagamento é feito em reais, sem cobrança de IOF parcelado sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.
  • E não esqueça do seguro viagem. Na Seguros Promo você usa o cupom VIDADETURISTA5 e ganha desconto de 5% na compra.
  • Para os passeios, ingressos para tours, shows e entradas em museus você pode contar com a Get Your Guide em vários lugares do mundo.
  • Com o cupom VIDADETURISTA da América Chip você ganha 5% de desconto na compra de um chip internacional para viajar conectado o tempo todo.

Ao fazer uma compra com um parceiro através do blog recebemos uma pequena comissão. Ninguém paga a mais por isso e de quebra ajuda o blog a trazer sempre artigos e novidades atualizadas. Obrigado! =)

Avatar
Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat