Para onde voce quer viajar?

Antes de você ler este post, recomendo você ler o post com minha visão sobre Ciudad Del Este, para conhecer o ambiente que você encontrará na cidade quando for realizar compras em nosso país vizinho.

Fazer compras no Paraguai chama muito a atenção, pois é possível encontrar lá produtos de renome internacional por um preço muito barato.

Mas por que isso? Por que os produtos no Brasil são mais caros que os do Paraguai?

A explicação é simples. O Paraguai é um país que não tem indústrias. Se não tem indústrias não produz produtos para vender. Ele importa os produtos dos mais variados países e vende para os países vizinhos, principalmente o Brasil.

Só que para conseguir vender para o Brasil, ele precisa vender por um preço mais barato, senão não existiriam compradores. Só para ter uma idéia, Ciudad Del Este representa metade do PIB do Paraguai, sendo considerada a terceira maior zona franca de comércio do mundo.

Porém não devemos nos limitar somente a Ciudad Del Este na hora de visitar o Paraguai. Existem também cidades vizinhas menos movimentadas que oferecem a mesma quantidade de produtos. É o caso de Guaíra.

Dessa forma, respondendo a pergunta de muitas pessoas, vale a pena fazer compras no Paraguai? Vale. Os produtos chegam a sair até menos que a metade do preço do Brasil.

A questão é que para fazer compras no Paraguai é requerido um cuidado maior, pois o fluxo de pessoas é intenso e existem muitos vendedores que tentam dar uma de espertinho vendendo produtos falsificados. Nada diferente dos cuidados que devemos ter ao comprar produtos no Brasil. Portanto confira sempre os produtos na embalagem, veja a garantia do produto e peça para testar os eletrônicos.

Outro ponto de atenção é com relação à cota de compras que podemos trazer de produtos importados. Para quem vai por via terrestre, a cota é US$ 300,00. Para quem vai via passagem aérea, a cota é US$ 500,00. Se passar desse valor, você deve pagar um imposto de 50% sobre o que passar do limite. A cota somente pode ser utilizada de 30 em 30 dias para uma única pessoa.

Sobre a quantidade mínima de produtos, não é permitido comprar uma quantidade que caracterize que você vai revender no Brasil. Recomendo comprar somente um produto de cada, evitando produtos iguais.

Se você já sabe que vai comprar passando da cota, você é obrigado a preencher a DBA (Declaração de Bagagem Acompanhada) declarando que passou o limite e pagando o imposto sobre as mercadorias. Essa declaração é preenchida na aduana brasileira, na volta ao Brasil. Leve sempre a nota fiscal, pois ela será a base para o cálculo do imposto.

Na experiência que tive na viagem a Foz do Iguaçu pelo BlogTur, vi que a fiscalização esteve mais intensa em produtos únicos que infringem a cota, por exemplo, câmeras digitais, smartphones, celulares, tablets, consoles de games, entre outros equipamentos eletrônicos ou objetos de maior valor. Porém vale o cuidado para todos os produtos.

Se você foi para o Paraguai por via terrestre, mas até Foz do Iguaçu você veio de avião e retornará por esse meio de transporte, saiba que a Polícia Federal tem um posto de fiscalização dentro do aeroporto.

Não recomendo levar seus produtos importados para o Paraguai, pois eles podem ser entendidos que foram comprados lá e, mesmo tendo ranhuras (mostrando que é um equipamento antigo), a Polícia Federal pode questionar dizendo que este é um produto comprado de refugo. Se for necessário, sempre leve suas notas fiscais dos produtos.

Sobre os documentos, leve sempre seu RG com validade menor que 10 anos ou o passaporte. Outros documentos não são necessários.

Da moeda que você vai utilizar para comprar, a maioria das lojas aceita que você compre em dólares, real ou guarani (moeda paraguaia). Prefira sempre em dólar, pois na hora da conversão da moeda você tem como base a cotação internacional do dólar, seja dólar turismo, ou até mesmo dólar paralelo, facilitando na negociação.

Cartões de crédito são aceitos somente em algumas lojas, sendo que estas costumam cobrar a taxa de serviços da operadora do cartão de crédito. Também é necessário você entrar em contato com seu gerente de conta ou direto na agência solicitando a liberação para compras com cartão no exterior.

No meu caso, no Banco do Brasil precisei aceitar uma cláusula especial de que iria comprar no Paraguai naquele período x de dias. Questão de segurança, caso o cartão seja clonado ou extraviado.

Compras no Paraguai

Compras no Paraguai

É isso. Essas são somente algumas dicas que podem ajudar você a fazer compras no Paraguai com mais tranqüilidade.

E você, tem alguma dica para compartilhar com outros leitores do blog? Já fez muitas compras no Paraguai? Tem alguma dúvida que possamos ajudar?

Abraço e até o próximo post!

Participaram do BlogTur em Foz do Iguaçu

Os Blogueiros: Maurício Oliveira (Trilhas e Aventuras), Átila Ximenes (Vou Contigo), Carol Wieser (Travel Forever), Carol May (Dicas e Roteiros de Viagens), Ana Catarina (Turista Profissional), Jana Calaça (Jeguiando), Julie Fank (De Mochila), Clarissa Donda (Dondeando por aí), João Aguiar (Viajando no Mundo), Flávia Vieira (Viajar é Tudo de Bom), Vinícius Raupp (Inquietos), Deise de Oliveira (Viagem pelo Mundo), Pedro Serra (Sem Destino) e Thiago Busarello (Vida de Turista).

Os Parceiros: Trilhas e Aventuras (Realização), Agência Loumar Turismo e Hotel Bella Italia (Patrocínio) e Gol Linhas Aéreas Inteligentes (Transportadora Aérea)

Acompanhe as postagens pelo Twitter através da Hashtag #BlogTurFoz e curta a Fanpage do BlogTur no Facebook.

Tags: , ,


23 Comentários on Compras no Paraguai

  1. Xan disse:

    Olá, gostei muito da matéria, está de parabéns.

    Espero ir para esse destino qualquer dia desses e fotografar lindas paisagens para depois mostrar aos amigos. É sempre agradável encontrar textos, fotos e vídeos de qualidade na internet, meus parabéns novamente.

    Sempre uma boa viagem e bom passeio.

    Atenciosamente.
    Xan

  2. Paola disse:

    Nossa e muito real eu more em Paraguai 3 anos!! e agora mora em Brazil, mas sou de Buenos Aires.
    Eu nao goste de Paraguai, tem muita cosa “turbia” la, alem de eso brazil teria q priorizar seu industria.
    Beijao!!

    • Thiago disse:

      É verdade Paola, tem que cuidar bastante. Sempre que possível é bom valorizar os produtos nacionais, mas nesse caso acaba sendo vantajoso comprar produtos internacionais que são vendidos no Brasil muito mais caro. Daí vale a pena fazer uma viagem de compras para o Paraguai.
      Abraço,
      Thiago

  3. Paola disse:

    Si alguem quer dicas de onde comprar barato no Brazil, eu dou, proricemos este pais q recebe tantas culturas e nos mata a fome!!

    • Thiago disse:

      No Brasil, é muito comum encontrar produtos baratos na Rua 25 de Março e Santa Ifigênia em São Paulo. Mas ainda assim requer cuidados nas compras, pois também existe fraude.
      Abraço,
      Thiago

  4. Paola disse:

    Para o Xan. voce nao ira a encontrar lindos paisagens em Cidade del Este, por favor!!! so em asuncion podera, mas cidade del este es muito sucia e fea

  5. Magno Garay disse:

    Ola, Vendo Oculos de Sol HARLEY DAVIDSON, NEW BALANCE e CATERPILLAR. otimos precos…me mande um mail….Abracos

  6. Angela Almeida disse:

    Já estive aí e tive uma experiência não muito boa por que levei meus filhos pequenos, a sensação de insegurança é muito grande tive que ficar agarrado a eles o tempo todo. Recomendo, portanto, que caso vá com a intenção de comprar não leve seus filhos pequenos.

    • Thiago disse:

      Excelente dica Angela. O Paraguai não é lugar para crianças pequenas. Muita muvuca, agito, barulho, sensação de insegurança. Não recomendo.

      Assim como a dica vale para quaisquer outros lugares onde tem aglomerado de pessoas fazendo compras. Inclusive no Brasil.

      Abraço,
      Thiago

  7. [...] – ArgentinaParque Nacional das CataratasUsina Hidrelétrica de ItaipuParque das AvesTemplo BudistaCompras no ParaguaiBlogueiros – Macuco SafariE você poderá conferir os conteúdos e opiniões de todos os blogueiros [...]

  8. luiz carlos disse:

    fui 2 vz no paraguai e achei mais seguro que na 25 de março em são paulo é claro que vc não vai mostrando o seu dinheiro. quer perfume original vai na macedonia, eletronicos na mega teste tudo mas se der problema e trocado.

  9. luiz carlos disse:

    esqueci de falar se vc não der atenção os vendedores te deixarão em paz e dificilmente vc vai ser assaltado no paraguai. Preoucupe=se antes e depois com a receita federal

    • Thiago disse:

      E incrível como os vendedores puxam. Sabem que somos brasileiros e ficam chamando, empurrando, acompanhando nossa caminhada. O principal é ignorar.

      Com relação à Receita Federal, se preocupe mesmo, seja nos postos de fiscalização, aeroportos, estradas dentro e fora do Paraguai.

  10. lUBIA disse:

    Já estive no Paraguai achei uma loucura, mais o importante é preços baratos…então estou indo novamente…
    Gente eu até me diverti viu…ria demais dos apuros que passei é cada beco que da medo me perdi várias vezes, mais achei que eles são legais me ajudaram a achar as lojas nas quais procurava gostei do povo.

    • Thiago disse:

      Eu também voltaria lá. Com certeza. Pelo preço dos produtos vale muito a pena.

      A questão principal é a pessoa estar preparada para o que for encontrar. Ter jogo de cintura para driblar as ocasiões que acontecem. O resto se tira de letra.

      Obrigado pela mensagem.

  11. Próxima Rota disse:

    Muito boa as dicas. Estamos preparando uma viagem para o referido país para postagem na nossa página e vamos atentos seguindo suas dicas. Parabéns pelo post!!!

    Saudações do PRÓXIMA ROTA

    VISITE A NOSSA PÁGINA.

  12. william disse:

    a onde melhor comprar no paraguai ou na 25 de março replicas de marcas

Deixe uma resposta