Pantanal brasileiro

Estamos quase chegando ao fim da nossa série especial de posts sobre a viagem a Bonito e Pantanal e hoje começaremos a falar sobre o Pantanal brasileiro.

O Pantanal foi um dos lugares que mais me surpreendeu na viagem e por isso sempre friso que minha viagem não foi só a Bonito e sim Bonito e Pantanal.

Confesso que após grandes passeios feitos em Bonito, minha expectativa para o Pantanal não era muito alta. E como é bom se surpreender. O Pantanal brasileiro é muito bacana! Reserva surpresas e maravilhas únicas da natureza para quem o visita, vide suas paisagens, seu pôr-do-sol e seus animais, como o tuiuiú.

Tuiuiú - Ave símbolo do Pantanal
Tuiuiú – Ave símbolo do Pantanal

A começar pela geografia do Pantanal, não vista em nenhum outro lugar do país. Ele é uma das maiores extensões alagadas contínuas do planeta totalizando mais de 150 mil quilômetros quadrados, sendo 65% do território no estado do Mato Grosso do Sul e 35% no estado do Mato Grosso. A vegetação predominante é o cerrado.

O Pantanal que conhecemos foi o Pantanal do Mato Grosso do Sul e quando estivemos lá pegamos uma época de seca, portanto não havia tanta água como vemos nos principais documentários sobre a região.

Pantanal na seca
Pantanal na seca

Mas para quem gosta de turismo, é um grande fator motivacional para querer voltar lá. Se nós gostamos do Pantanal brasileiro na seca, imagina na época das cheias. Portanto a primeira dica é você estudar o melhor período para visitar o Pantanal de acordo com seu gosto.

Durante os meses da seca (maio a outubro), a paisagem sofre mudanças radicais, já que no baixar das águas são descobertos campos, bancos de areia, ilhas e os rios retomam seus leitos naturais. É a melhor época para a observação de animais.

Durante os meses de cheia (novembro a abril) as chuvas caem torrencialmente nas cabeceiras dos rios e vão alagando as áreas mais baixas, umedecendo a terra e fazendo brotar o verde na região. Os rios e baías transbordam formando ilhas que servem de abrigos para os animais.

Pantanal brasileiro
Pantanal brasileiro

As fazendas do Pantanal são enormes, cada uma com grandes cercas dividindo seus espaços territoriais e placas indicando as propriedades. As estradas para chegar lá são na sua maioria estradas de chão e não são tão simples de se chegar. Nas cheias, inclusive fica mais difícil o acesso. Algumas fazendas ficam isoladas e só é possível chegar nelas por barcos ou transporte aéreo.

Minha recomendação é contratar um serviço de transporte para o Pantanal. Quem nos levou até lá foi a Vanzella e estava incluso no pacote que fizemos. A compra de pacotes para o Pantanal pode ser feito em agência de viagens receptivas como a H2O Ecoturismo.

O que fazer no Pantanal dependerá muito da fazenda que você ficar hospedado. Por isso, vale a pena pesquisar e escolher bem a fazenda da sua hospedagem. Portanto no próximo post da série vamos falar da Fazenda 23 de Março, local onde ficamos hospedados na viagem.

Lago no Pantanal
Lago no Pantanal

Abraço e até o próximo post!

Sua viagem começa aqui!

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Precisa alugar um carro? Na RentCars a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem.

E não esqueça do seguro viagem. Na Real seguro viagem o pagamento pode ser em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto.

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigado! =)

Conteúdo relacionado

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

5 comentários em “Pantanal brasileiro

  • 11/03/2014 em 07:22

    Oi Thiago!
    Parece super bacano! Vou viajar pelo Brasil durante a minha volta ao Mundo. Terei apenas um mes e meio para explorar o Brazil- O Bonito esta na minha Lista, mas o Pantanal não sei O que e’ que voce acha? Vou tambem a Amazonia, a zona de Manaus- e’ parecido?
    Abraco

    Resposta
    • 11/03/2014 em 08:08

      Opa, bom dia Tiago! É diferente e vale a pena! A região do Pantanal é coberta por savanas e tem fazendas enormes de criação de gado e cavalos imergindo você em um clima rural e pantaneiro. Nos próximos posts vou contar das atividades que fizemos, como safári, focagem noturna, passeio com cavalos, pesca de piranha em um lago repleto de jacarés, voo panorâmico sobre o Pantanal, observação de aves e das iguarias culinárias da terra.

      Resposta
      • 11/03/2014 em 08:14

        Wow- parecem ser actividades muito fixes (como se diz em portugal! 🙂 Vou ficar atento!
        AB

  • 08/10/2016 em 13:36

    Pretendo ir a Bonito no início de dezembro e estou muito entusiasmada, porém minha amiga e companheira de viagem me perguntou,: E porque não incluirmos o Pantanal na mesma viagem?
    Estou com algumas duvidas porque me informaram que é bem distante, gostaria de saber se a informação procede, se o roteiro fica muito caro, e se é uma boa época para viajarmos. Desde já agradeço, um abraço
    Vitória.

    Resposta
    • 08/10/2016 em 21:49

      Olá Vitória, é distante de Bonito, mas não é tão distante assim. O trajeto até Miranda ou Aquidauana (cidades onde é possível conhecer o Pantanal) tem aproximadamente 160 quilômetros, o que deve demorar umas 2 horas de viagem. O roteiro não fica tão caro e você vai voltar com uma experiência incrível. Minha sugestão é ficar pelo menos 2 noites hospedadas em uma fazenda no Pantanal. O período que vocês vão viajar é o período das cheias das vazantes, o que vai tornar a paisagem ainda mais linda. Abraço e boa viagem para vocês!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *