SelfBooking – Sistemas de Turismo

Continuando a série de posts sobre sistemas de turismo, trouxe aqui informações sobre uma grande ferramenta que administra e controla as viagens das empresas: o selfbooking.

Como o gasto com viagens chega a ser até o quinto principal gasto nas grandes corporações (de acordo com dados da ABGEV), nada melhor que ter um sistema que administre os gastos e as viagens das empresas de forma a fazer elas economizarem com viagens.

Destaque de sistemas selfbooking

Os sistemas selfbooking têm como principal destaque serem totalmente web, podendo realizar consultas nos sistemas das companhias aéreas, redes hoteleiras, locadoras de carros e GDS, retornando informações importantes para você mesmo finalizar seu pacote de viagem, além de efetuar o adiantamento de viagens que os funcionários vão precisar.

Não é a toa que um dos principais públicos-alvo do sistema são os próprios funcionários das empresas e não somente a pessoa responsável do departamento de viagem para comprar as passagens da empresa, fazendo com que cada pessoa tenha responsabilidade ao efetuar suas reservas de viagem.

Como principal meio de controle das empresas estão as políticas de viagem, podendo a empresa limitar horários de vôos, preços, companhias aéreas, hotéis, locadoras de carro e tudo mais o que quiser no sistema.

Outro destaque dos sistemas de turismo selfbooking é que a empresa consegue saber exatamente qual funcionário está em viagem no momento, além de quais tem viagem programada e quais são os locais que a empresa mais viaja, dando um poderio de informações que qualquer liderança gostaria de ter para tomada de decisões.

As agências de viagem também acabam ganhando com esse sistema pelo fato de tornar o processo de vendas e gestão de viagens mais simples para seus clientes.

Selfbooking - Sistemas de turismo
Selfbooking – Sistemas de turismo

Opções de sistemas selfbooking

Dentre os principais sistemas selfbooking que conheço estão:

 

SelfBooking - Sistemas de Turismo
SelfBooking – Sistemas de Turismo

Como são os controles de viagens de sua empresa? Complicados? Quem sabe um sistema selfbooking pode ajudar. Deixe seu comentário!

Abraço e até o próximo post!

Sua viagem começa aqui!

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Precisa alugar um carro? Na RentCars a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem.

E não esqueça do seguro viagem. Na Real seguro viagem o pagamento pode ser em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto.

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigado! =)

Conteúdo relacionado

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

22 comentários em “SelfBooking – Sistemas de Turismo

  • 30/03/2010 em 17:43

    Você sabe qual é o preço desses sistemas? Abs,

    Resposta
    • 11/04/2010 em 18:10

      Olá Vinicius..
      Os preços variam muito.. Geralmente tudo depende da análise do cliente pelo fornecedor..
      Existem contratos que são feitos por licença de uso mais taxa de manutenção mensal, contratos que cobram um valor por transação e outros modelos..
      Cada fornecedor também pratica seus próprios preços, por isso, sugiro você entrar em contato com eles para buscar um que se adapte às suas necessidades..
      Espero que tenha ajudado..
      Abraço..

      Resposta
  • 29/09/2010 em 15:44

    A Wooba oferece soluções tecnológicas com foco no gerenciamento para Consolidadoras, Operadoras e Agências de viagens do mercado de turismo, buscando sempre oferecer a melhor ferramenta ao agente de viagens e ao consumidor final.
    No âmbito nacional e internacional, o Travellink integra grande variedade de sistemas de hotéis, carros e passagens aéreas. Todas as interfaces podem ser acessadas por meio de qualquer computador que esteja conectado à internet, sem limites de usuários.

    Além de Interfaces como Travellink, também possuímos Interface Corporativa e voltada para Operadora.

    Atualmente pelo sistema da Wooba são emitidos em média 150.000 (cento e cinquenta mil) bilhetes mensalmente,
    cerca de 900.000 (novecentos mil) bilhetes semestralmente.

    Resposta
    • 07/05/2016 em 11:16

      Olá Manoel, obrigado por um representante comercial da Wooba ter prestigiado o blog e deixado o comentário. Se tiver interesse, podemos fazer uma reportagem completa do sistema e colocar no blog. Qualquer coisa me procure. Abraço!

      Resposta
  • 24/11/2010 em 11:32

    Por favor, poderiam me indicar emporesas fornecedoras do Sistema Self-Booking de viagens? No momento, na empresa não temos nenhum. obrigada

    Resposta
    • 07/05/2016 em 11:17

      Olá Márcia, tem algumas empresas fornecedoras de sistemas selfbooking citadas no texto e aqui nos comentários. Dê uma lida lá e se não encontrar me avise. Abraço!

      Resposta
  • 05/08/2011 em 14:27

    Está procurando soluções em gestão de viagens? Entre em contato com a Lemontech e descubra como as nossas ferramentas podem auxiliar você e a sua empresa.

    Resposta
    • 07/05/2016 em 11:18

      Olá Camila, obrigado por um representante comercial da Lemontech ter prestigiado o blog e deixado o comentário. Se tiver interesse, podemos fazer uma reportagem completa do sistema e colocar no blog. Qualquer coisa me procure. Abraço!

      Resposta
  • 03/09/2014 em 23:24

    Ola, Eu to começando no ramo, e tenho muitas duvidas, existe algum programa que contenha esse processo de pesquisar as passagens e estadias em hoteis e fazer as reservas direto do programa, mostrando opcoes de varias agencias e hoteis, com diferentes precos.
    Aguardo resposta,
    Obrigado!

    Resposta
    • 07/05/2016 em 11:21

      Olá Rodrigo, desculpe a demora em responder. Sim, existem vários sistemas hoje em dia que fornecem esse tipo de serviço. Muitas desses sistemas estão citadas no artigo. Sugiro entrar no site de cada um e agendar uma visita comercial para a sua agência. Abraço!

      Resposta
  • 21/01/2015 em 15:09

    Olá Thiago,

    Você saberia informar quais procedimentos e como se registrar na IATA para acesso aos sistemas GDS?

    Obrigado.

    Resposta
    • 07/05/2016 em 14:46

      Olá Bernardo, desculpe a demora em responder. Você tem de entrar no site http://www.iata.org e se candidatar para aplicação ao programa de agente de viagens. Lá dentro tem um guideline em português que explica o passo-a-passo para aplicação. Estando aplicado no órgão você terá acesso a um número IATA que permitirá comprar passagens aéreas em cias aéreas internacionais e nacionais. Abraço!

      Resposta
  • 04/05/2016 em 09:13

    A Must Tour pode fazer uma visita e apresentar as opções existente, pois nossa agência integra com alguns e oferece isso as empresas.
    Caso precisem de algum suporte podem me contatar.

    Resposta
    • 07/05/2016 em 14:48

      Olá Alcione, obrigado pela indicação. Deixarei seu contato aqui caso alguém tenha interesse. Abraço!

      Resposta
  • 08/12/2016 em 15:45

    Olá, boa tarde.
    Primeiro gostaria de agradecer pelo site e pelas informações, obrigada por nos ajudar. Gostaria de saber se hoje há um ranking com os melhores sistemas de viagens, e onde está a posição do TMS(argo) , Reserve e WTS. Hoje trabalhamos com o TMS, houve uma grande mudança recentemente no layout, porém para o ano que vem gostaríamos de abrir concorrência você acha que vale a pena trocar o sistema da argo por outro?
    Desde já agradeço.
    Abraços.

    Resposta
    • 18/12/2016 em 22:01

      Olá Juliana, de nada, faço o blog com o maior gosto e disponibilidade para ajudar. As visitas e comentários de vocês é que incentivam ainda mais a continuidade do blog.

      Não conheço um ranking atualizado de sistemas de viagem porque não estou mais atuando nessa área em específico. Porém se fosse para fazer uma busca, recomendações e busca de números do setor eu iria telefonar e entrar em contato com a ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) e também com a Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação).

      Depois eu ligaria para cada uma das empresas indicadas e buscaria informações em específico sobre os clientes que eles atendem, preços, qualidades do sistema e tudo mais. Pediria inclusive uma visita técnica de apresentação do sistema.

      Em termos de troca de sistema, eu preciso te dizer que uma troca de sistemas é sempre complicada. O custo da troca é muito alto, pelos dados que já estão existentes na base de dados, as personalizações já feitas para a sua necessidade e o custo de treinamento dos seus colaboradores. O certo mesmo é acertar o sistema da primeira vez fazendo bastante pesquisa.

      No seu caso, o que eu faria é uma renegociação com o fornecedor atual, cobrando um posicionamento quanto às melhorias, solicitando treinamentos gratuitos sobre as novas funcionalidades e um melhor tempo de resposta para os problemas envolvidos.

      Se eles não lhe atenderem conforme as expectativas e você já tiver feito de tudo para a manutenção da boa parceria, aí sim abriria concorrência.

      Vai por mim, a troca é custosa e mais vale a pena pegar o dinheiro que seria investido para a troca em melhorias e adaptações para o sistema atual até chegar ao atendimento das suas necessidades.

      Se você precisar de apoio de uma empresa e consultoria para essa negociação, você pode contatar a AMcom, empresa que estou prestando serviços no momento como gerente de projetos. A AMcom inclusive ajuda a personalizar sistemas terceiros de acordo com a necessidade dos clientes.

      Espero ter ajudado! Abraço!

      Resposta
  • 10/12/2016 em 09:51

    Gostaria de conhecer grupos de pessoas de 60 anos que costumam viajar em grupo. Eu tenho 66 anos, sou funcionária pública e moro sozinha. Viajar sozinha não rola, por isso que estou tentando descobrir para conhecer. Não sei como funciona.

    Resposta
    • 18/12/2016 em 22:03

      Olá Nilzete, obrigado pela visita. Nós não trabalhamos com grupos no momento, mas uma dica que eu daria para você é se inscrever em grupos da terceira idade da sua cidade. A prefeitura da sua cidade deve conhecer e indicar grupos que se encontram, dançam e fazem viagens juntos. Assim, inclusive, vocês terão vários assuntos em comum para trocar experiências. Abraço e boas viagens!

      Resposta
  • 22/12/2016 em 18:58

    Estou iniciando no ramo com muitos estudos e estudos, rsrs. Ainda não entendi a diferença entre as SBT (self booking tools, certo?) e o GDS. Poderia me explicar? Se puder, gostaria de conversar sobre várias dúvidas que o empreendedor de primeira viagem no setor de turismo possui.

    Resposta
    • 31/12/2016 em 16:57

      Olá Thiago, se tem algo que ninguém pode tirar da gente são os estudos, conhecimentos e experiências. Vai firme nos estudos que você vai se dar muito bem.

      A diferença entre as ferramentas de selfbooking e GDS é que:

      – No sistema selfbooking, o cliente mesmo faz a reserva, seja ele um funcionário usuário de uma empresa ou então uma pessoa da área administrativa, que faz a reserva para os funcionários. Não é necessário intervenção do agente de viagens de uma agência.
      – No GDS, o agente de viagens é que faz a reserva para os clientes, consultando as melhores opções e disponibilidades para eles.

      Abraço!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *