Timbó – SC

Tenho o Vida de Turista há anos e uma pendência que tinha comigo há muito tempo era falar da minha cidade: a cidade de Timbó – SC. Ela fica localizada no Médio Vale do Itajaí e é muito conhecida como a Pérola do Vale, justamente por sua beleza e qualidade de vida.

Timbó possui uma população estimada em 39 mil habitantes e possui forte ligação com a cultura européia (Germânica e Italiana), fruto dos imigrantes que se estabeleceram na região no século XIX.

Sabemos que chegamos em Timbó quando o carro começa a sacolejar pelas estradas de paralelepípedo com pedras colocadas manualmente há décadas, criando aquele sentimento bom de chegar numa cidade do interior.

Cidade bonita, tranqüila, de povo simpático e acolhedor. Motivo de orgulho para muitos timboenses, principalmente eu, que aqui escrevo.

A arquitetura das casas na cidade chamam a atenção, pois muitas delas ainda preservam o estilo típico dos imigrantes europeus. O capricho dos moradores também merece destaque por manterem suas residências e jardins sempre bonitos, limpos e bem conservados. Nas próprias ruas é difícil você encontrar lixo jogado pelos cantos.

E por menor que pareça Timbó, dificilmente a trocaria por alguma outra cidade para morar. Falo isso pela tranqüilidade e o bem estar que ela proporciona aos seus moradores. É uma cidade encantadora, organizada e cheia de mimos da natureza.

Para quem vem de fora, Timbó pode não oferecer grandes pontos turísticos como vemos em outras cidades melhor preparadas, mas o que você encontra aqui é marcante pela simplicidade e beleza misturadas.

Hotéis em Timbó

Pontos turísticos de Timbó

Como principais pontos turísticos de Timbó temos:

Morro Azul (Parque Ecológico Freymund Germer): É o ponto mais alto de Timbó. Conta com uma linda vista das cidades vizinhas o que atrai muitos amantes da prática de vôo livre e camping.  Só tem de cuidar com a subida ao morro, pois é um caminho íngrime, no qual muitos carros derrapam na subida. E minha recomendação é ir de carro, pois é longe do centro da cidade.

Morro Azul - Timbó - SC
Morro Azul – Timbó – SC

Jardim Botânico (Parque de Exposições Franz Damm): Possui uma grande área verde com trilhas ecológicas, parquinho para as crianças, lagos, churrasqueiras, etc. É perfeito para as famílias e amigos que gostam da natureza e queiram passar um dia divertido com as pessoas que amam. De preferência vá num dia que tenha sol.

Jardim Botânico - Timbó - SC
Jardim Botânico – Timbó – SC

Morro Arapongas: É um mirante da cidade, mas de difícil acesso. Geralmente é freqüentado por amantes de aventura e esportes radicais, principalmente os fãs de vôo livre.

Complexo Turístico da Thapyoka (Represa do Rio Benedito): Esse é o principal ponto turístico da cidade, pois possui um conjunto de elementos que chamam a atenção, como a própria represa que foi construída por imigrantes alemães no século XIX.

A represa fica localizada bem no centro cidade sob a represa do rio Benedito. A ponte da Thapyoka permite maior visualização do rio e da represa o que atrai muitos turistas e também moradores da cidade que procuram por sossego e belas fotos.

Além da ponte, no local encontra-se também o restaurante da Thapyoka, sendo nossa principal recomendação já que possui pratos típicos de ótima qualidade. Excelente local também para tomar chopp com os amigos, seja num happy hour ou num sábado à noite.

Para quem quiser, faz parte do complexo turístico a boate da Thapyoka, logo no outro lado da ponte, agitando as noites de sábado da cidade.

Thapyoka - Timbó - SC
Thapyoka – Timbó – SC

Praça Urbano Bertoldi (Praça Central): É uma das grandes novidades da cidade. Localizado bem no centro, conta com quadras esportivas, pista de skate, playground para crianças, local próprio para caminhada, além de possuir uma área verde repleta de flores e jardins.

É uma praça exclusiva para o lazer, a saúde e prática de atividades físicas. Ótima oportunidade para dar um passeio e cuidar da saúde.

Museu da Música (Salão de Bailes Hammermeister): O Museu da Música foi construído no início do século XX e conta com uma coleção de mais de mil peças, entre instrumentos musicais, partituras, desenhos técnicos, livros e acessórios. Um prato cheio para os amantes da arte. Só não vá esperando que o museu seja grande, pois ele é pequeno quando comparado aos grandes centros, assim como os demais museus da cidade.

Museu do Imigrante: Local onde se encontra toda a memória da região, preservando a história e a cultura dos colonizadores da cidade. Bom para acompanhar a evolução de Timbó a partir de fotos e relatos.

Casa do Poeta Lindolf Bell: Um dos poetas destaque na cena poética brasileira é timboense. E por isso há na cidade um local completo com a preservação do estilo e das raízes da vida do Poeta Lindolf Bell. Conta com documentos e fotografias, biblioteca com livros de poesia, poemas e contos de autorias catarinenses e de outras regiões brasileiras.

Avenida Getúlio Vargas: A Avenida Getúlio Vargas foi totalmente remodelada e é o principal ponto comercial da cidade. Ali você encontra lojas, bancos, restaurantes, padarias e tudo mais. Nos dias normais ela é extremamente movimentada, então vá preparado para pegar trânsito.

Prefeitura de Timbó: A arquitetura da prefeitura é em estilo colonial o que rende boas fotos. Logo em frente possui uma praça bem cuidada que complementa a visita.

Praça das Bandeiras: É um local novo na cidade que possui um belo jardim e uma série de mastros com as bandeiras hasteadas. Logo ao lado fica o centro gastronômico e um local com exposição de obras de arte que é trocada de tempos em tempos. Nesse local também é possível apreciar a vista do rio dos Cedros.

Para a hospedagem, Timbó possui poucos hotéis. O principal deles é o Park Hotel Timbó, famoso por receber os grandes artistas que fazem shows pela região e oferecer a melhor estrutura hoteleira da cidade.

Uma das recomendações é visitar Timbó durante o período da Tradicional Festa do Imigrante que faz parte das Festas de Outubro de Santa Catarina. Ou seja, no mesmo momento que você ir para a Oktoberfest, aproveite para conhecer a cidade de Timbó.

Mapa de Timbó

E então, gostou de Timbó? São por esses vários motivos que os moradores de Timbó são apaixonados pela Pérola do Vale!

Abraço!

Sua viagem começa aqui!

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Precisa alugar um carro? Na RentCars a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem.

E não esqueça do seguro viagem. Na Real seguro viagem o pagamento pode ser em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto.

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigado! =)

Conteúdo relacionado

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

26 comentários em “Timbó – SC

  • Pingback: Gramado - RS | Vida de Turista

  • Pingback: Rio dos Cedros - SC | Vida de Turista

  • Pingback: Médio Vale do Itajaí - SC | Vida de Turista

  • Pingback: Duas viagens fantásticas em 30 dias de férias

  • Pingback: Bonito - MS - Belezas naturais para encantar do início ao fim

  • Pingback: Turismo religioso - A fé movimentando muito mais do que só pessoas

  • Pingback: Balneário Camboriú - SC - Praia, natureza, lazer e diversão em SC!

  • 22/06/2015 em 09:05

    Timbó é encantadora!

    Resposta
    • 29/06/2015 em 21:08

      Verdade Camila! E vai ficar ainda melhor quando as obras do anel viário e reforma do complexo turístico estiverem prontas! Quem conheceu Timbó há 2 anos atrás vai conhecer uma nova cidade após as obras.

      Fora que está vindo para Timbó um novo hotel que dará mais uma opção de hospedagem aos turistas.

      Resposta
  • 05/10/2015 em 13:56

    Thiago, muito bacana o seu blog. Objetivo, claro e direto. Vou à Pomerode e pretendo conhecer também Timbó, Lages e talvez Blumenau (não sei se terei tempo suficiente para tudo kk). Para conhecer os pontos turísticos de Timbó (com exceção dos morros) dois dias é suficiente? Para ir aos morros há alguma equipe que faz os passeios? Aproveitando o ensejo, vc tem alguma dica para Lajes e Blumenau? E mais….. fiquei morrendo de vontade de ir à Balneário Camboriú depois de ler seu comentário, mas…. quantos dias são necessários em Balneário para curtir o básico?

    Resposta
    • 06/10/2015 em 00:02

      Legal Pilar, obrigado! Muito bacana você vir aqui conhecer minha cidade e região. Espero que goste. A cidade está cada dia mais linda, principalmente agora com as vias de acesso principais asfaltadas e as praças reformadas. 🙂

      Uma novidade para os turistas que vem visitar Timbó é a possibilidade de se hospedar em um novo hotel construído do zero chamado Blue Hill Hotel Timbó. Outra opção continua sendo o Park Hotel Timbó.

      Para conhecer os principais pontos turísticos de Timbó 1 dia é o suficiente. Reserve um dia de sol, porque em dia de chuva a cidade não tem muito a oferecer. Minha sugestão de roteiro para conhecer Timbó em 1 dia:

      – Tomar café no hotel
      – Dar uma volta no Pavilhão Municipal reformado
      – Dar uma volta na Avenida Getúlio Vargas
      – Conhecer as lojas da cidade
      – Dar uma volta no Parque Central
      – Almoçar no Complexo da Thapyoka
      – Dar uma volta no Complexo da Thapyoka
      – Conhecer o Museu da Música
      – Dar uma volta no Morro Azul
      – Tomar um café na Padaria das Capitais
      – Dar uma volta no Jardim Botânico (pôr-do-sol)
      – Jantar no Rooster

      Não conheço nenhuma equipe que faz passeio nos morros. Acredito que não exista. 🙁

      Para conhecer Blumenau um dia também é o suficiente. O principal ponto turístico de Blumenau é a Vila Germânica, local que é o palco da Oktoberfest. Lá tem praça de alimentação e lojas de souvenir. Um ótimo local para tirar fotos. Ao lado dele, tem o Parque Ramiro Ruediger, um local arborizado com um lago, ótimo para uma caminhada. No centro, tem a Avenida XV de Novembro, com muitas lojas locais para conhecer os produtos da região, assim como o Teatro Carlos Gomes.

      Pomerode idem para conhecer tudo em 1 dia. É a cidade mais alemã do Brasil e se destaca principalmente pela arquitetura germânica de casas e estabelecimentos locais. Lá é possível dar uma volta no centro, visitar o zoológico da cidade, fazer um passeio de charrete e tomar um café delicioso na padaria Torten.

      Lages é distante umas 4 horas de todas as cidades acima. Fica na região serrana de Santa Catarina. É uma cidade bonita, mas não creio que vale o deslocamento até lá se você tem pouco tempo disponível. É melhor voltar um outro momento para fazer todo o roteiro da região serrana conhecendo as cidades de Lages, São Joaquim e Urubici. Você vai aproveitar mais o passeio.

      Se sobrar um dia, eu incluiria a cidade de Rio dos Cedros para conhecer a região dos Lagos. É um local com muitas cachoeiras e lindas paisagens. Além disso tem a represa e a opção para fazer passeios de barco.

      Sobre Balneário Camboriú, sou suspeito a falar porque adoro a cidade. Se ainda tiver dias sobrando, com certeza eu daria uma volta por lá. Eu reservaria uns 4 dias para conhecer bem Balneário Camboriú. Lá tem a praia central, a praia de Laranjeiras, a praia dos Amores, o Parque Unipraias, o Cristo Luz, o zoológico, a avenida XV de Novembro e a avenida Brasil, todos como excelentes pontos turísticos.

      Bem, é isso, espero ter ajudado de alguma forma. Desejo desde já uma excelente viagem! Abraço! 😉

      Resposta
  • 16/11/2015 em 17:52

    Oi Thiago, parabéns pelo blog, so aqui achei boas informações!

    Vou em janeiro para Timbó e gostaria de saber se há algum lugar para acampar. Ouvi falar do morro azul, mas nao achei nenhuma informação se esta em funcionamento, sabe me dizer se é possivel acampar la ou em outro lugar?

    Muito obrigado!

    Resposta
    • 22/11/2015 em 15:56

      Olá Gustavo, obrigado pelos elogios. Lá no Morro Azul tem um local específico para camping. Liguei diretamente na Prefeitura de Timbó e eles me passaram a informação de que está em funcionamento. Eu só não fui até lá nos últimos anos para confirmar a informação. Espero que dê certo. Abraço!

      Resposta
  • 09/11/2016 em 18:42

    Olá Thiago beleza! Eu e minha família estamos querendo mudar de vida. Moramos em Araraquara SP e temos lido muito sobre Timbó. A princípio adoramos sua cidade e estamos querendo muito morar aí. Mas antes gostaria de saber sobre moradias, alugueis, empregos,saude e educação. Temos uma vida sem luxo algum atualmente, o dinheiro quase não dá para pagar as contas e em Timbó também não queremos luxo mas uma qualidade de vida melhor. O que vc me diz? Obrigado

    Resposta
    • 12/11/2016 em 15:37

      Olá Carlos, eu acredito que você vai gostar da cidade nesses quesitos. Aqui sempre tem espaço para pessoas trabalhadoras e esforçadas. Abraço!

      Resposta
  • 08/12/2016 em 15:09

    oi Thiago, como sao as praias de Timbó? e que bairro é melhor pra morar? aí tem enchentes? estou querendo mudar prá Santa Catarina, atualmente moro no Uruguay. Sou brasileira do Rio de Janeiro e minha mae mora em Camboriú e quero ficar perto dela já que já tem idade. obrigada e agradeço qualquer informaçao um abraço e realmente está excelente teu post!

    Resposta
    • 18/12/2016 em 21:46

      Olá Dagmar, a cidade de Timbó fica distante 77 quilômetros da praia mais perto em Navegantes. Então aqui não tem praias, hehe.

      Eu moro atualmente no Bairro das Capitais, mas outros bairros também são muito bons de morar como o Bairro Quintino, Bairro das Nações, Bairro dos Estados, Bairro dos Imigrantes e tantos outros.

      Aqui acontecem algumas enchentes, porque a cidade é cortada por 2 rios principais: o Rio dos Cedros e Rio Benedito Novo. Inclusive, ambos se cruzam mais para a saída da cidade. A sugestão é encontrar uma casa que fique longe de áreas de enchente e a Prefeitura da cidade pode ajudar nesse caso, indicando as ruas e cotas de enchente.

      Espero ter ajudado! Abraço e obrigado pela visita!

      Resposta
  • 05/03/2017 em 11:12

    Olá, vi que o povo não gosta muito do Bairro Araponguinhas…
    Saberia me informar algo sobre esse Bairro?

    Resposta
    • 14/03/2017 em 22:51

      Olá Daiana, confesso que não entendo o preconceito de algumas pessoas em relação a esse bairro. Para mim só é mais um dos bairros de Timbó que engrandece essa linda cidade. Abraço!

      Resposta
  • 09/06/2017 em 13:05

    Thiagão, bom dia, como vai? Como é o campo imobiliário de Timbó? Sou corretor. Dá para viver aí? Outra coisa, consigo fazer o caminho do circuito europeu sozinho? Obrigado!

    Resposta
    • 15/06/2017 em 16:27

      Olá Wilson, eu tenho meu primo que é corretor aqui na cidade e posso falar com propriedade.

      O mercado aqui ficou bem saturado nos últimos anos. A crise acabou batendo, no qual até existem boas ofertas de apartamentos que ficaram recentemente prontos e alguns terrenos, porém com preços lá em cima, já que os preços subiram muito nos últimos anos e poucas pessoas gastando dinheiro para comprar. Indiferente a situação da crise, eu acho que mercado sempre existe para todos, basta a pessoa estar bem qualificada, ter dedicação e construir bons relacionamentos.

      Quanto a fazer o circuito do Vale Europeu, é possível fazer sozinho, sem problemas. Porém como o trajeto é longo, eu recomendaria pelo menos fazer amizade com algum dos grupos que vêm para fazer o passeio na cidade. Vai ser mais divertido e seguro. Abraço!

      Resposta
  • 17/06/2017 em 15:22

    Olá! Sou novo em Timbó… Concordo com quase tudo que você falou da cidade, menos no ponto da hospitalidade. O pessoal não é muito receptivo com quem vem de fora para morar aqui. São fechados e desconfiados… O resto é verdade… É uma bela cidade!

    Resposta
    • 17/06/2017 em 15:26

      Verdade. Só quem vem de fora e sente na pele como é isso. A hospitalidade não é o forte da cidade (salvo exceções). No mais, a cidade é ótima.

      Resposta
    • 28/06/2017 em 23:39

      Olá Elias e Fábio, obrigado pela participação aqui no blog. Deixarei aqui no blog compartilhada a opinião de vocês. Abraço!

      Resposta
  • 09/11/2017 em 21:17

    Thiagão, boa noite! Parabéns pelo seu blog! Você pode me ajudar de como fazer um pacote para duas pessoas para pedalar pelo Vale Europeu? Talvez a indicação de uma agência de viagens da cidade? Obrigado!

    Resposta
    • 12/11/2017 em 23:19

      Olá Wilson, obrigado, minha sugestão é você entrar em contato com a Manitur, no qual a sócia inclusive faz parte da organização dos passeios do cicloturismo pelo Vale Europeu. O site é esse aqui. Abraço e boa viagem!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *