BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Turismo em Viena na Áustria

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










Olá pessoal, estamos de volta trazendo mais um artigo para lá de útil e relevante para quem está planejando fazer turismo em Viena, na Áustria.

Se você é apaixonado por música e músicos, como eu, tem que incluir Viena em seu roteiro de viagem, quando visitar a Europa, afinal, quem não gostaria de conhecer a capital da música, onde viveram os famosos músicos Mozart e Schubert?

No nosso roteiro de viagem em família pela Europa Central, fizemos questão de incluir a Áustria, especialmente Viena, capital do país.

Uma cidade que já foi escolhida diversas vezes como a melhor cidade do mundo em qualidade de vida, destacando-se principalmente nas áreas de natureza, lazer, educação e saúde.

Vamos trazer aqui as nossas experiências de viagem para Viena, falar sobre os principais pontos turísticos de Viena e dar dicas para que você consiga fazer uma viagem tão bacana quanto a que fizemos.

Nossa chegada em Viena

Chegamos a Viena pelo começo da tarde a bordo de um voo da Lufthansa, vindos da nossa viagem para Budapeste, na Hungria, conforme relatamos no nosso artigo aqui no blog.

O encanto começou quando o avião pairava sobre a cidade, esperando licença para pousar, quando ficamos maravilhados com a imagem do Rio Danúbio, que segue à margem da cidade, onde o sol mergulhava com seus raios em chamas.

Estávamos ansiosos por conhecer seus famosos parques e cafés. Por isso, após o desembarque no Aeroporto Internacional de Viena, fomos direto para o hotel. Ficamos hospedados no Sans Souci Wien Hotel (vamos contar mais detalhes abaixo do hotel).

“Chegamos em Viena com fome e fomos em busca de algo próximo ao hotel, para que pudéssemos desfrutar de uma boa refeição regada a cultura e temperos locais.”

Fomos a um restaurante muito típico, o Zu Ebener Erde Und Erster Stock, onde fomos atendidos por uma verdadeira austríaca, e desfrutamos de um delicioso mini banquete regado a bom vinho e tradicional comida.

Esse restaurante em Viena fica em uma antiga casa, localizada na Burgstrasse, e tem um charme bem atípico, mas muito acolhedor.

Nos deliciamos com salada de batatas, o clássico wiener schnitzel (escalope à moda de Viena), coelho, e no fim a divina e tradicional sobremesa austríaca, apfelstrudel, é lógico.

Dica: no Brasil, você pode experimentar esse prato em cidades do Vale Europeu catarinense, como Blumenau, Timbó e Pomerode.

Nossa hospedagem em Viena

Ficamos hospedados por cinco dias no Sans Souci Wien Hotel, um excelente hotel, de categoria 5 estrelas, com uma hospitalidade ímpar, localizado a meio quarteirão de museus, incluindo o Museu Quartier.

O hotel oferece acomodações extremamente confortáveis, café da manhã impecável, com cardápio incluso, diversas variações para café da manhã em nível internacional.

Confesso que existiram alguns momentos que deu vontade de ficar dentro do hotel ao invés de sair batendo perna por aí, de tão charmoso que era o hotel e do quanto nos sentimos acolhidos nele. Fica a dica para hospedagem.

>> Consultar preço de hospedagem em Viena

Bar do Hotel Sans Souci Wien em Viena
Bar do Hotel Sans Souci Wien em Viena

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

Como se locomover em Viena

A cidade de Viena é dividida em 23 distritos, mas o Inner City (primeiro distrito) e Leopoldstadt (segundo distrito) são os mais visitados, pois ficam no centro de Viena.

Muitos turistas optam por visitar suas atrações utilizando trem e metrô, facilmente acessíveis. Outros alugam um carro para conhecer a cidade com mais agilidade.

“Optamos por conhecer a cidade de táxi, pois era mais fácil, já que não saberíamos dirigir ali. Também fizemos passeios previamente comprados com transporte incluso.”

Achamos todos os locais que visitamos incríveis, sempre trafegando pela Ringstrasse, popularmente chamada de Ring, uma via circular que liga diversos pontos turísticos locais, como o Palácio Real Hofburg, o Museu de História da Arte, o Burgtheaer, a Bolsa de Viena, o Parlamento de Viena e a Prefeitura de Viena.

Costumes de Natal em Viena

Como fomos na época de Natal, pudemos apreciar um costume local de Viena: as ruas são pintadas com faixas onde você pode andar de patins ou skate.

As ruas do centro são repletas de lojas famosas, e se você não levar seu par de patins ou skate, pode alugar por lá mesmo para deslocar-se de forma mais rápida.

Uma boa pedida é visitar as maravilhosas feiras de Natal de Viena, que se encontram em vários pontos da cidade. Nessas feiras pode-se degustar comidas típicas, comprar souvenires e até mesmo um belo presente para você mesmo!

Não perca a oportunidade de comer lanches de salsicha na rua, o famoso Frankfurter, feito com a típica salsicha vienense.

Flávia e Renato devorando um Big Frankfurter em um mini trailer
Flávia e Renato devorando um Big Frankfurter em um mini trailer

O que fazer em Viena

Vamos falar agora dos principais pontos turísticos de Viena que visitamos durante a nossa viagem e nossa percepção do que achamos de cada um deles.

Rathauspark

O Rathauspark é um parque com área verde de 40 mil metros quadrados, muito bem cuidado, com muitos bancos e árvores.

Já se imaginou no meio de um parque de sonhos, aquele que geralmente só vemos em filmes, mesmo?

“É nesse local que os vienenses aproveitam para reunir a família, ler um livro ou simplesmente relaxar em seus momentos de lazer.”

É claro que fizemos ali algumas paradas! Senão para lanchar, pelo menos para apreciar a natureza e os costumes dos usuários, tão diferentes dos nossos.

Confesso que até pintou aquela tal de “inveja branca”, onde queremos igual para nós, sem querer mal à pessoa invejada.

O parque fica em frente à Prefeitura de Viena e permanece aberto 24 horas para acolher os visitantes e os moradores locais. Para nós, que adoramos natureza, foi um ponto excelente para recuperar as energias nos intervalos das visitas.

Para os moradores locais, o Rathauspark é uma das opções preferidas para divertir as crianças com atividades sadias, já que possui um playground bem no meio do parque com balanços, escorregadores e caixas de areia, longe do movimento e ruído das ruas.

O local possui uma excelente infraestrutura, o que torna o passeio muito prático, oferecendo uma estação de água potável, banheiros públicos muito limpos e mesas de madeira para o lanche das crianças.

Prédio da Prefeitura, em frente ao Rathauspark
Prédio da Prefeitura, em frente ao Rathauspark

Palácio Schloss Schönbrunn

Construído no século XVIII, o Palácio Schönbrunn, conhecido ainda como Palácio de Versalhes de Viena, foi residência de verão da família imperial de Viena e é tão lindo e importante, que faz parte da lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Localizado no 13º Distrito, possui jardins imensos e floridos, que dão a sensação de você encontrar-se em um oásis. É um espaço excelente para tirar fotos, por isso passamos ali uma grande parte de nosso passeio.

Dentro dele pode-se ter acesso a 40 aposentos. O percurso no Palácio Schönbrunn é detalhado por áudio guia em português, incluído logo que entramos, o que nos permitiu entender melhor os fatos ocorridos no palácio em sua época de esplendor.

Fizemos questão de visitar os aposentos singelos da famosa imperatriz da Áustria e rainha da Hungria, Isabel da Baviera, conhecida como Sissi.

Passamos também por cômodos decorados em estilo rococó e outros espaços mais chamativos do palácio, como a Grande Galeria, onde eram realizados os banquetes imperiais.

Tivemos oportunidade conhecer a Sala Chinesa Circular, onde Maria Teresa mantinha suas conversas privadas, a Sala Chinesa Azul, onde em 1918 Carlos I abdicou do trono e a Sala do Café da Manhã. Todos belíssimos!

Outro local acessível aos turistas é o Salão de Bailes, onde eram também realizados outros tipos de festas, audiências e banquetes.

Na hora de comprar as entradas, temos a opção de escolher o percurso que queremos fazer dentro do recinto do museu, que incluem o labirinto e o jardins privados, dentre outros locais interessantes.

>> Comprar ingressos para os passeios em Viena

Esse é o famoso Palácio de Schonbrunn
Esse é o famoso Palácio de Schonbrunn

Stephansdom (Catedral de Viena ou de São Estevão)

A Stephansdom é a igreja mais famosa de Viena, que com seus campanários, vitrais e telhado multicolorido, é um dos cartões postais da cidade.

E não é para menos! Construída em 1147, tem um design mesclado pelo estilo gótico e estilo romano. É um edifício emblemático, que conserva ainda alguns detalhes originais, como a porta e a Torre dos Pagãos.

Localiza-se na área central de Viena, em sua parte mais comercial. Não se paga nada para entrar na Stephansdom, mas certas partes da catedral tem horários limitados de visita, para não atrapalhar as missas.

“No interior da Stephansdom existe um museu que ostenta pinturas religiosas dos séculos XVI e XVII, lindíssimas!”

É na Torre Norte dessa catedral que se pode observar o maior sino da Áustria, o Sino Boomer, ao lado do qual situa-se a entrada para as catacumbas subterrâneas, que pudemos conhecer em uma visita guiada. Nessas catacumbas encontram-se enterrados os corpos de figuras ilustres do país.

Infelizmente, no período em que estivemos lá fazendo turismo em Viena, a igreja estava em restauração e não pudemos desfrutar da maneira que gostaríamos.

Ópera de Viena ou Wiener Staatsoper

Como já falamos aqui no texto, a capital da Áustria é conhecida também com o Capital da Música, devido ao grande número de compositores austríacos que se tornaram famosos, como Schubert e Mozart, dentre outros.

Ópera de Viena

A Ópera de Viena é uma esplêndida construção neorenascentista, inaugurada em 1869 com uma apresentação de Mozart. Assim, a Ópera de Viena é um ponto obrigatório de visita para os amantes de cultura que visitarem a capital da Áustria.

Você pode conhecê-la por meio de visita guiada, que oferece opções de guias que falam inglês ou espanhol. Optamos pelo guia que fala espanhol, e não nos arrependemos, pois entendemos tudo devido à similaridade das línguas.

Mas um programa imperdível é assistir ali um espetáculo de ópera ou balé no Ópera de Viena. Por ser considerada uma das casas de ópera mais importante do mundo, o ingresso não é caro.

Para que de fato você consiga isso, é preciso reservar seus ingressos com antecedência de pelo menos 2 meses e assim garantir bons lugares na plateia, a preços nada exorbitantes.

Ao agendar sua viagem o ideal é reservar ingressos pela internet, onde pode-se optar por diversas faixas de preços, das mais baratas (em pé) às mais caras.

>> Comprar ingressos para os passeios em Viena

Ingresso para o espetáculo A Flauta Mágica que assistimos no Volksoper
Ingresso para o espetáculo A Flauta Mágica que assistimos no Volksoper

Volksoper

Não fizemos isso antes de viajar, e acabamos optando por assistir uma ópera no Volksoper Wien, outra grande casa de ópera de Viena, já que só lá conseguimos encontrar ingressos disponíveis.

Fomos apreciar a ópera A Flauta Mágica (Die Zauberflöte), de Mozart. Dentro do lindíssimo teatro, há a opção para quem não entende a língua, por sinal muito difícil, em minha opinião, pois não falo mais que meia dúzia de palavras em alemão.

O que ajudou foi acompanhar em um letreiro simultâneo, com legendas em inglês. Mesmo assim um dos passeios do nosso turismo em Viena onde saímos de lá encantados.

Museu Sigmund Freud

Para quem admira o “pai da psicanálise”, essa é uma visita dos sonhos! Nesse local encontram-se cartas, livros, fotografias, móveis e mais de 400 objetos que reconstroem a vida do psicanalista e nos levam mais próximos à sua história, conceitos e importância de sua contribuição.

Embora as exposições não sejam muito visuais, você recebe um áudio guia gratuito, onde pode optar por um dos 6 idiomas. Esses áudios contam os detalhes da vida de Sigmund Freud.

Freud foi morar na Áustria aos 4 anos de idade, proveniente da República Tcheca, onde nasceu. Depois Freud viveu e trabalhou em Viena até a Segunda Guerra Mundial, quando (por ser de origem judaica), foi obrigado a retirar-se do país.

Entretanto, teve tempo de levar a maioria de seus pertences para Londres, na Inglaterra, até o ano de 1939, quando veio a falecer.

O Museu Sigmund Freud é a casa em que ele habitava e trabalhava. Na sala de espera de seu consultório se conservam, ainda, alguns móveis e pertences. As visitas são abertas ao público mediante entrada paga.

Roda Gigante ou Wiener Riesenrad

Com 65 metros de altura, a Wiener Riesenrad é um atrativo realmente fantástico de Viena. A Roda Gigante foi construída em 1897 em celebração ao jubileu de ouro do imperador da época, Franz Joseph I.

Fica no segundo distrito, um pouco afastada do centro da cidade, e oferece cabines especiais para jantares românticos à luz de vela, para casais que querem realmente marcar esse momento.

“Tudo isso enquanto você admira pelos vidros da cabine que gira na roda, uma vista ímpar de Viena.”

O Palácio Belvedere de Viena é Patrimônio Mundial da Unesco
O Palácio Belvedere de Viena é Patrimônio Mundial da Unesco

Palácio Belvedere ou Schloss Belvedere

Embora tenha sido construído como moradia de verão do Príncipe Eugene de Saboya, somente alguns locais do palácio Schloss Belvedere podem ser vistos por dentro, como eram antigamente, dentre eles o hall de entrada, a sala de mármore e a capela.

Mesmo assim, o Schloss Belveder tornou-se Patrimônio Mundial da Unesco no ano de 2001, tamanha a sua beleza e imponência.

Os demais ambientes já não guardam decorações antigas e são utilizados para expor coleções de pinturas. A primeira coleção austríaca de arte moderna, onde brilham os nomes de Claude Monet e Vincent Van Gogh, e que inaugurou a Galeria Moderna de Belvedere no ano de 1903.

Lindo monumento no jardim do Palácio Belvedere
Lindo monumento no jardim do Palácio Belvedere

Café Central de Viena

Os cafés são tão procurados em Viena, que além de fazerem parte dos guias turísticos, desde 2011 já estão incorporados à lista de Patrimônico Cultural da Unesco.

Fundado em 1876, o Café Central é elegantemente decorado e foi preferência de famosos como Leon Trotsky, Sigmund Freud e também por Adolfo Hitler, dentre outros, que além de degustar o café, costumavam jogar xadrez no local. Por esse motivo, nos anos 30 ganhou o apelido de Universidade do Xadrez.

Atualmente o local serve café e outras bebidas, acompanhados por tortas deliciosas, ao som de músicas ao vivo tocadas ao piano.

“Visitamos esse café e, sem dúvida, tomamos a bebida acompanhadas por um de seus doces de “comer rezando”.”

No caminho para o café tivemos a oportunidade de degustar castanhas portuguesas, feitas na hora e vendidas em saquinhos, como se fossem pipocas. Divinamente deliciosas.

Essa é a Igreja de Mariahilf que encontramos a caminho do Café Central
Essa é a Igreja de Mariahilf que encontramos a caminho do Café Central

Museu de História da Arte ou Kunsthistorisches

Localizado na Maria-Theresian Platz, o Kunsthistorisches foi construído em 1891 oferece a oportunidade apreciar-se clássicos como Canaletto, Velázquez e outros.

Ao entrar no Museu Kunsthistorisches, ouve-se um áudio guia que explicam sobre as peças que tem sob sua curadoria e indica em quais dos três andares você pode encontrar seus objetos de interesse, dentre os mais de 700 mil objetos ali expostos.

Por exemplo: antiguidades orientais, romanas, egípcias e gregas podem ser encontradas no piso térreo. As pinturas podem ser encontradas no primeiro andar e coleções de moedas e medalhas ficam expostas no segundo andar.

Aproveitamos e visitamos uma exposição que fazia parte de uma ala, com pinturas do artista Rubens (Peter Paul Rubens), um gênio conhecido como Mestre do Barroco e da Transformação. Imperdível.

A cidade de Viena oferece uma vasta lista de museus e recomendamos que você faça pelo menos uma visita a um deles, já que todos são muito bem preservados e cuidados e oferecem fotos belíssimas, além de aumentar nosso conhecimento sobre história e cultura.

O Museu da História da Arte é dica certa para fazer turismo em Viena
O Museu da História da Arte é dica certa para fazer turismo em Viena

Hundertwasserhaus

O Hundertwasserhaus trata-se de um encantador conjunto residencial criado pelo arquiteto Friedensreich Hundertwasser, vanguardista e ícone de Viena, entre os anos 1983 e 1986.

Possui 52 apartamentos e 19 pátios com pisos irregulares e paredes onduladas, mas surpreende com suas 250 árvores que surgem nos telhados e janelas com ares irreverentes, proporcionando lugares ímpares para tirar fotos.

Além de visitar o conjunto residencial, visitamos também o Hundertwasser Village, um centro comercial logo em frente, onde adquirimos algumas obras e souvenires para trazer aos amigos do Brasil.

Obra de Rubens em exposição no Museu de História e Arte
Obra de Rubens em exposição no Museu de História e Arte

Gastronomia de Viena

Tivemos a oportunidade de conhecer alguns restaurantes e polos de gastronomia em Viena, sendo que vamos falar abaixo de alguns deles que mais gostamos.

Porém quanto à gastronomia em geral, podemos dizer que a comida típica lembra muito a comida da Alemanha, também pudera, é um dos países vizinhos e parceiros dos alemães.

“Se prepare para comer muitos pratos baseados a batatas, marrecos, carne suína, chucrute, salsichas, pretzel, e tudo mais.”

Restaurante Salm Brau Gatstatte

Quando você sentir fome quando estiver fazendo turismo em Viena e não souber qual a melhor opção de restaurante, eu garanto: o restaurante Salm Brau Gaststatte é “o lugar”!

É tão bom, mas tão bom, que em poucos dias fomos duas vezes! Não deixe de consultar mais sobre o restaurante e suas delícias, clicando AQUI.

Café e Restaurante Raimund

O Café e Restaurante Raimund é um local simples, mas com uma comida muito boa, que adoramos conhecer para tomar um delicioso café e comer algumas delícias durante nosso passeio durante a tarde. Saiba mais sobre o café clicando AQUI.

A família saboreando costela e joelho de porco no Salm Bräu Gatstatte
A família saboreando costela e joelho de porco no Salm Bräu Gatstatte

Dicas de viagem para Viena

Se você for fazer turismo em Viena durante o período natalino, não deixe de adquirir um enfeite artesanal nas feiras de Natal.

Outra dica é escolher um hotel que fique próximo de locais que queira visitar. Vale mais gastar com uma boa acomodação e localização do que pegar muita condução.

Faça seus passeios pelas ruas de Viena a pé. Vale muito a pena para realmente conhecer a cidade caminhando e encontrando pequenas preciosidades pelo caminho.

Feira de Natal de Viena com enfeites de decoração
Feira de Natal de Viena com enfeites de decoração

Finalizando

Nos despedirmos de Viena não foi uma tarefa nada fácil, pois gostaríamos de passar meses visitando museus e apreciando óperas. Para amenizar essa sensação de perda, ainda no aeroporto nos deleitamos com mais um delicioso frankfurter!

Minha dica é que se você puder reserve 4 dias para conhecer com calma Viena, porque a cidade realmente merece uma estadia mais longa. Nossa visita foi mais corrida e ficaram faltando vários pontos turísticos para visitar. Agora usamos isso como desculpa para voltar.

Espero que tenham gostado das dicas, dos pontos turísticos que trouxemos e também da nossa aventura de viagem.

Lembre-se de que ao fazer turismo em Viena se faz obrigatório o seguro de viagem, já que a Áustria faz parte do Tratado de Schengen.

Agora queremos ouvir a sua opinião. Qual dos pontos turísticos você mais ficou com vontade de conhecer? Deixe abaixo o seu comentário!

Abraço e até o próximo post!

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI!

  • Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem em resorts e hotéis de tirar o fôlego.
  • Para encontrar a passagem aérea com o menor preço do mercado, não deixe de consultar o site da MaxMilhas que consulta os preços em várias companhias aéreas!
  • Reserve diárias de hotel no mundo inteiro de maneira prática e segura no Booking.com, com opção de cancelamento grátis e sem precisar pagar antecipadamente!
  • Precisa de aluguel de carro? Na RentCars o pagamento é feito em reais, sem cobrança de IOF parcelado sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.
  • E não esqueça do seguro viagem. Na Seguros Promo você usa o cupom VIDADETURISTA5 e ganha desconto de 5% na compra.
  • Para os passeios, ingressos para tours, shows e entradas em museus você pode contar com a Get Your Guide em vários lugares do mundo.
  • Com o cupom VIDADETURISTA da América Chip você ganha 5% de desconto na compra de um chip internacional para viajar conectado o tempo todo.

Ao fazer uma compra com um parceiro através do blog recebemos uma pequena comissão. Ninguém paga a mais por isso e de quebra ajuda o blog a trazer sempre artigos e novidades atualizadas. Obrigado! =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *