BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Viagem para Pequim na China

A ideia de turismo em Pequim não é incomum. Isso porque a capital chinesa é uma das cidades mais visitadas do planeta. Com um legado histórico de mais de três milênios, Pequim já concentrou dinastias e presenciou diversas revoluções.

No entanto, o passado altamente grandioso não pesa para que a cidade também se alinhe com os conceitos atuais em todos os segmentos. Diariamente, novas construções e estabelecimentos surgem, o que faz com que Pequim se torne um local tão diferenciado e peculiar.

Além do seu centro financeiro, a cidade também conhecida como “Beijing” é o polo cultural nacional. Museus de altíssimo nível, galerias de arte e locais para realização de espetáculos musicais e artísticos não são poucos. Por isso, o pensamento de fazer turismo em Pequim pode ser uma excelente sacada para qualquer brasileiro que quer cair no mundo!

O que fazer em Pequim

O turismo em Pequim pode fazer com que você se junte aos milhões de moradores de Beijing a fim de se divertir pelas ruas históricas, que conservam todo o legado milenar e se mesclam aos prédios e aos centros comerciais. Ou seja, a cidade proporciona um encontro perfeito entre o moderno e o antigo por quase todos os lados.

A área central é recheada de vias estreitas, prédios baixinhos, conservados ao longo dos séculos e hutongs. Ao trafegar por esses locais, você vai se apaixonar por todos esses detalhes e descobrir que há muito mais o que fazer do que tempo de estadia. Além disso, a deliciosa gastronomia local é um elemento sensacional que pode ser apreciado juntamente com o cenário musical, que surge quando a noite chega.

Grande Muralha da China

Uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, a Grande Muralha da China é um verdadeiro símbolo do país e a estrutura mais longa já feita pela humanidade. A construção iniciou em 215 a.C. e se encerrou em 1568, isso significa que precisou de mais de 20 séculos para ser concluída.

A intenção da muralha era proteger o país. Hoje em dia, é a principal atração, contando com locais abertos para turismo muito pertinho da capital. A parte de Badaling é a mais conhecida, possuindo um acesso simples. Já Mutianyu é o lugar mais próximo do aeroporto.

Em função do distanciamento do centro da capital, o ideal é que esse seja o seu primeiro passeio. Já que nem dá para cogitar fazer turismo em Pequim sem passar pela Grande Muralha, não é? Além disso, opte por conhecer a estrutura nas primeiras horas da manhã para fugir dos horários mais cheios e não ficar tanto tempo no sol, bem como salvar tempo para outras atrações.

A Grande Muralha da China é uma das principais atrações de Pequim
A Grande Muralha da China é uma das principais atrações de Pequim

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










Rua Qianmen

Um dos locais mais conhecidos da capital chinesa, a Qianmen é um calçadão com 840 metros de extensão, destinado para pedestres que podem caminhar de maneira tranquila por lojas e shoppings, enquanto conhecem toda a redondeza repleta de hutons, becos estreitos movimentados.

Vale salientar que a região é extremamente turística e possui muita coisa para se contemplar, ótimas opções de gastronomia rápidas para renovar as energias e partir para a sua próxima visita durante a passagem na cidade.

Rua Dashilan

Já que você está buscando conhecer a área de Qianmen, é indispensável tirar um tempinho para conhecer a Rua Dashilan, uma vez que esta é uma via muito próxima e também conta com boas opções de entretenimento para turistas. Basicamente, você vai ter muita coisa para olhar e conhecer suas nas idas e vindas!

Rua Liulichang

E quem está fazendo turismo por Pequim nas proximidades das ruas Dashilan e Qianmen precisa dar uma passadinha pela Liulichang, uma região turística muito interessante. O viajante pode aproveitar essas andanças para almoçar, jantar ou matar a fome com algum prato delicioso. Além disso, os estabelecimentos oferecem boas alternativas para distração e fazer algumas das suas compras de viagem!

Hutongs

Como citado anteriormente, você certamente vai se deparar com alguns hutongs quando estiver perambulando pelas ruas desta região da capital da China. Portanto, você pode circular pelas lojinhas, negócios locais e conhecer os hutongs, becos bem estreitinhos espalhados pela região e onde muita agitação costuma acontecer.

Praça da Paz Celestial

Considerado um cartão-postal de Pequim, a praça já recebeu inúmeros protestos no passado. Hoje em dia, o espaço corresponde ao seu título e é um local bastante calmo para que os visitantes possam conhecer, apreciar o vai e vem diário, com uma visão excepcional da Cidade Proibida, que pode ser acessada através de um túnel para os pedestres.

Essa via é muito bem sinalizada na região. Lembrando que o horário de funcionamento da Praça da Paz Celestial varia das 8h30min até as 17h durante a alta temporada de visitação e fechando meia-hora antes na baixa temporada.

Parque Jingshan

O turismo em Pequim em outro ângulo pode ser feito a partir de uma visita neste parque, porque assegura uma visão sensacional da parte central da cidade, inclusive da Cidade Proibida. Isso acontece porque a cidade se situa em uma colina, que conta com aproximadamente 50 metros de altura. A experiência se torna ainda mais encantadora ao ser feita ao entardecer, uma vez que o cenário é incrível! Existe um mirante fenomenal em cima na colina deste parque e o turista consegue ter a melhor visão da Cidade Proibida.

Cidade Proibida

A relevante história local manteve o seu peso aqui. Afinal, Pequim possui seis Patrimônios Mundiais da Humanidade da UNESCO, sendo que a Cidade Proibida é o maior palácio do planeta! Localizada bem no coração de Pequim, o local também é reconhecido como o maior e mais conservado conjunto de prédios antigo do país.

Entre 1400 e 1900, a Cidade Proibida foi a casa oficial dos imperadores e dos seus servos. Apenas o imperador, os seus familiares e seus funcionários do mais alto escalão podiam entrar no local, que é realmente uma cidade com 980 prédios. Isso significa que você não pode sequer cogitar não incluir esse passeio no seu roteio de viagem!

A Cidade Proibida ficou restrita por muitos anos e hoje é aberta ao público
A Cidade Proibida ficou restrita por muitos anos e hoje é aberta ao público
Cupom desconto viagem

Parque Beihai

Outra idaque precisa ser adicionada a sua agenda é aos parques locais, sobretudo, ao belíssimo Beihai. O parque se situa na área central da capital chinesa, muito próximo da Cidade Proibida, o que permita dois programas consecutivos e um dia inesquecível em Pequim.

Neste ambiente, o visitante vai se deslumbrar com uma beleza natural incomparável, as pessoas aproveitando o espaço para se divertir, brincando com as crianças, dançando e realizando atividades físicas. De modo geral, essa é uma experiência cultural muito rica e que compensa todos os minutos dedicados!

Templo do Céu

Um fantástico e imenso templo circular, erguido no século 15 e utilizado pelos imperadores para orar por colheitas de qualidade. Esse Patrimônio Mundial da Humanidade foi construído em cima de uma plataforma de três níveis de mármore, o que lhe concede um ar ainda mais grandioso. Sem dúvida, você vai querer fazer uma paradinha no Templo do Céu para tirar algumas voltas e conhecer, não é?

Arquitetura e beleza do Templo do Céu em Beijing
Arquitetura e beleza do Templo do Céu em Beijing

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

Palácio de Verão

Com inúmeros jardins, pontes e lagoas, o Palácio de Verão foi projetado ainda no século 18 para que os imperadores tivessem a possibilidade de ter um espaço de diversão e repouso nos dias com temperaturas mais altas durante o ano. A dica para os turistas é que não deixem de conferir a ponte com 17 arcos, com os seus leões em mármore, e a colina da longevidade. Locais incríveis e que valem a sua visita!

Templo de Confucio

Criado no século 14, o Templo de Confucio é considerado o segundo maior templo de toda a China. Antigamente, o lugar era utilizado para repassar aos alunos o tradicional conceito “confucianos”. Atualmente, o espaço serve como abrigo como um enorme museu.

O templo também fica do ladinho do Yonghe temple, popularmente conhecido como Templo Lama, incentivando um programa duplo. A única separação é a via Yonghegong, contando com acesso muito rápido pela estação de Metrô Yonghegong. Dentro do templo, o visitante encontra locais específicos para queima de incenso, produto que é comercializado no próprio lugar.

Templo Lama

Já que você estará passando pelo Templo de Confucio, você pode dar um pulinho no Templo Lama, também conhecido Templo da Harmonia no seu contexto original. Esse é o visto como o principal templo religioso de toda a Pequim e uma parada obrigatória para quem gostaria de conhecer um ambiente budista tibetano.

É memorável e possui um conceito arquitetônico muito particular da China. No local, dá para passear por todas as instalações e conferir diversas apresentações tradicionalíssimas do país. Além disso, o lugar conserva uma enorme quantia de imagens de Buda dos mais variados estilos e dimensões.

Templo de Dongyue

Erguido como uma forma de homenagear o Grande Deidade do Pico Oriental, o Tempo de Dongyue é um lugar bastante relevante para ser visitado ao longo da estadia na capital da China.

Isso porque o turista pode andar por três pátios, além de assistir as preces e todas cerimônias. Além disso, o Templo também possui imagens mais estranhas e diferenciadas, que se referem a entidade Lao Zi.

Rua Wangfujing

A cidade tem muitas feiras gastronômicas de rua e um passeio não estará devidamente completo sem conhecer uma dessas atrações. A feirinha mais conhecida se situa na rua Wangfujing, com uma grande variedade de iguarias, que se não estão totalmente de acordo com as suas preferências, ao menos, asseguram excelentes imagens e memórias.

Isso porque você não deve se deixar enganar pelos espetinhos de insetos ou cardápios estranhos. Há também ótimas alternativas de pratos mais habituais, como rolinhos primavera, arroz frito e noodles. Que tal experimentar um hambúrguer chinês? Um saboroso sanduíche de carne temperada em um pão, uma receita de 221 a.C. e classificado como o primeiro hambúrguer do planeta.

Linda vista do horizonte da cidade de Pequim
Linda vista do horizonte da cidade de Pequim
Grupo de desconto de viagem

Estádio Ninho do Pássaro

Qualquer pessoa que gosta do cenário esportivo já deve ter ouvido falar do Estádio Ninho do Pássaro (bird’s nest) e se sentirá muito animada em ter essa experiência. O local foi feito especialmente para receber os eventos esportivos referentes aos Jogos Olímpicos de 2008, sediada na capital chinesa.

De maneira geral, esse passeio tende a levar cerca de duas até três horas em função das longas caminhadas necessárias para cobrir todo o espaço. Uma boa dica é fazer essa visita na parte da tarde a fim de conferir tanto os efeitos da iluminação durante o dia quanto a noite.

Centro Aquático Water Cube

Como ocorreu com o estádio de futebol, o centro aquático também foi erguido para as Olimpíadas de Pequim e é uma atmosfera bastante encantadora, sobretudo, para os fãs de esportes.

A boa notícia é que essa estrutura fica coladinha com o Ninho do Pássaro, sendo que a distância pode ser percorrida a pé por qualquer pessoa que não está com pressa demais e deseja apreciar a paisagem e cada detalhe a sua volta. Os locais ficam abertos até o período da noite, oferecendo muito tempo para conhecer, fotografar e curtir toda a iluminação noturna. Aprecie a vista!

Sanlitun

A Sanlitun é fama pela vida noturna e a culinária sofisticada com restaurantes que servem o pato assado crocante. Bistrôs internacionais e confeitarias fornecem pratos da Europa, e estabelecimentos de pequeno porte distribuem macarrão com pães e carne de porco para os clientes que aproveitam os negócios com karaokê, bares e clubes noturnos. Além disso, dá para se divertir no imenso shopping Taikoo Li que conta com diversas lojas de fora do país e apreciar as obras de arte ao ar livre.

Xidan Street

A Rua Xidan é uma relevante área comercial muito conhecida na capital da China, situada no Distrito de Xicheng. A parte comercial do bairro abrange um espaço cultural, bem como diversos mercados e redes de departamento. A estrutura cultural local é o principal lugar para acontecimentos cultural no centro da capital.

Vale salientar que esse ambiente também possui a assistência de uma estação de Metrô, o que é uma variação entre as linhas da capital. Por isso, os turistas conseguem acessar essa parte da capital com o transporte público de maneira simplificada e rápida.

Suzhou Street

O lugar é extremamente antigo e data ainda do século 6 a.C, conhecida como Veneza do Leste, por contar com diversos canais que dividem a cidade. Esse é um espaço altamente charmoso e muito bonito, um local indispensável para qualquer um que queira fazer turismo em Pequim realmente.

Já que esse é um dos lugares mais memoráveis da capital chinesa, afinal, você ainda poderá fazer um passeio de gondola pelas vias inundadas, andar pelas ruas de pedra e andar nas edificações tradicionais. Imperdível, não é?

Um dos pontos mais marcantes de uma viagem para Pequim é sua cultura e tradição
Um dos pontos mais marcantes de uma viagem para Pequim é sua cultura e tradição
Dicas para a bagagem

Como chegar até Pequim

Quem deseja fazer turismo em Pequim deve estar ciente que não existe voo direto entre cidades do Brasil e a capital chinesa. A partir de São Paulo, por exemplo, algumas empresas possuem caminhos com apenas uma escala visando diminuir o tempo de viagem.

Boa parte dos voos acaba chegando ao Aeroporto Internacional de Beijing Capital, que se situa a cerca de 30 quilômetros da cidade. Para alcançar a parte central de Pequim, a melhor maneira são os trens expressos, que partem dos terminais frequentemente. Outra possibilidade é tentar solicitar um táxi até o seu local de estadia.

Passagem aérea para Pequim

O valor da passagem aérea pode oscilar por inúmeros fatores, desde o tempo de antecedência na sua aquisição, a quantidade de paradas ao longo do caminho, a época do ano, a valorização da respectiva moeda, a empresa escolhida, entre outros.

Além disso, o turista pode acompanhar algumas promoções e obter passagens com valores consideravelmente mais baixos do que os praticados normalmente, todavia, o trajeto entre o Brasil e a China é bastante longo e tende a ser custoso. Em função de todos os itens apontados, esse valor pode oscilar de R$ 4 até 25 mil reais, dependendo as escolhas do turista.

Caminho terrestre

Um dos pontos positivos de fazer turismo em Pequim é a facilidade de se locomover sem depender um veículo. Isso porque é muito simples e econômico andar de bicicleta por lá em função das bicicletas públicas que se destacam em função das cores vermelhas e que são espalhadas por toda a cidade.

Lembrando que os primeiros 60 minutos de utilização são gratuitos, só que cada hora extra custa CNY 1. Além disso, as ciclofaixas são muito seguras e são feitas separadas das vias onde circulam os carros e demais automóveis. Caso você esteja com pressa, é possível recorrer ao transporte público, táxis ou carros alugados.

Aluguel de carro

Inicialmente, o pensamento de locar um automóvel para se locomover por Pequim não é necessariamente uma ideia tão produtiva, já que o fluxo de trânsito é extremamente confuso e tende a não ser facilmente compreendido por visitantes!

Ou seja, você vai perder muito tempo para se adaptar a loucura do trânsito, nos congestionamentos e parado tentando achar uma vaga para deixar o carro. E é indispensável ter uma licença de permissão temporária para dirigir na China.

Algumas companhias como a China Auto Rental e a Avis chegam a ter agências no próprio aeroporto internacional e disponibilizam automóveis a partir de CNY 1000, se você ainda tiver interesse em ter um carro a sua disposição. Outra possibilidade é utilizar a internet para agilizar a operação e desembarcar na cidade com um automóvel a disposição.

Onde ficar em Pequim

Por ser um local gigantesco, Pequim conta com hotéis para todos os perfis e orçamentos. Sendo assim, as pessoas que estão procurando por hotéis luxuosos podem optar pelo The Peninsula Beijing, que cativa os seus clientes com uma fantástica piscina, um SPA sofisticado e um restaurante de altíssimo nível.

Mas, tudo é uma questão de adequar a sua opção de hospedagem para aos objetivos durante a permanência na capital. Por exemplo, aqueles que querem aproveitar o tempo em Pequim para fazer compras e ter acesso facilitado a locais como a Cidade Proibida, a melhor opção é ficar na Wangfujing, principal bairro turístico da capital chinesa.

Hotéis em Pequim

Uma pessoa que não está pensando em economizar na sua temporada de turismo em Pequim pode conseguir um quarto no Opposite House, que tem uma aparência elegante e um restaurante com fusão de culinárias da Espanha e da Itália.

Na outra ponta, o Yolo House é uma alternativa para quem viaja com um orçamento contadinho! Esse é um albergue com banheiros e cozinha compartilhados, só que os quartos têm uma vista bem legal da cidade.

Quem busca uma localização privilegiada, comprar algumas lembrancinhas e conhecer a verdadeira cozinha chinesa, o melhor ponto turístico de Pequim é realmente Wangfujing, que oferece uma via recheada de lojas de roupas, antiguidades, comidas saborosas e lembranças.

Aluguel de temporada em Pequim

O turista pode optar por diversos tipos de alugueis de temporada próximos dos pontos turísticos mais famosos na cidade, como o Palácio de Verão. Outra possibilidade é se hospedar em locais mais longe para ter uma estadia muito mais sossegada. Já aqueles que preferem atrações focadas em arte e cultura tendem a cena artística e os museus da capital. Por isso, a localização de sua parada durante o tempo em Pequim pode fazer toda a diferença visando um deslocamento mais rápido e fácil.

Gastronomia de Pequim

O turismo em Pequim passa por desfrutar da culinária regional, que é muito mais do que apenas um rolinho primavera ou o famoso frango xadrez. Afinal, há mais de seis mil restaurantes na capital chinesa que conseguem comportam exemplos cozinhas de praticamente todas as partes do planeta. E, consequentemente, alguns itens dificilmente são encontrados no território, como o mongol e a Uyghur. Por isso, vale a pena dar oportunidade para descobrir novos sabores!

Seguro de viagem para Pequim

Ao contrário de outros destinos, a China não exige a contratação de um seguro viagem. No entanto, quem vai fazer turismo em Pequim deve considerar que estará em um ambiente bastante diferente, longe de sua pátria e com um idioma bastante complexa.

Com esse auxílio, o visitante terá um passeio com mais segurança, já que o serviço oferece cobertura com atendimento 24 horas em português e até translado em situações extremas. Deste modo, o ideal é nunca cogitar uma viagem rumo ao continente asiático sem que o seguro faça parte da sua lista de prioridade.

Finalizando

Como você viu, Pequim é a capital da China, ficando ao norte do país, cujo nome significa capital do norte, e possuindo aproximadamente 10 milhões de habitantes, conforme consta na Wikipédia.

Pequim é uma cidade que possui atrações para lá de interessantes, características principalmente da cultura milenar chinesa.

O destaque fica com a cultura e à história do país e a Cidade Proibida com o Palácio dos Imperadores chineses, que ficou restrito durante anos para somente o imperador, sua família, alguns oficiais e empregados entrarem.

A Praça da Paz Celestial que circunda a Cidade Proibida é outro atrativo turístico e também é repleta de história, pois foi ali que se anunciou a criação da República Popular da China (a China que conhecemos hoje em dia), além de já ter recebido vários outros movimentos históricos.

Se for possível, aproveite um período de estudos na China para conhecer o país com mais calma e por completo. Nesse artigo trazemos todas as informações de como tirar visto de estudante para a China.

Agora queremos ouvir a sua opinião! Qual dos pontos turísticos você ficou com mais vontade de conhecer? Deixe abaixo o seu comentário!

Abraço e até o próximo artigo!

FAQ – Perguntas e respostas

Que roupas levar para Pequim?

A primavera que acontece entre os meses de março a maio e o outono que ocorre de setembro a outubro são consideradas as melhores épocas para realizar o turismo em Pequim, já que a temperatura se mantém muito amena e a paisagem ganha traços ainda mais coloridos. Isso porque no verão (junho, julho e agosto), o visitante pode enfrentar até 40ºC, comprometendo a sua experiência com muito calor. Enquanto o inverno reserva condições abaixo de zero e até possibilidade de neve, também restringindo os dias de passeio. Ou seja, avalie a temporada adequada para a sua viagem e faça a mala com peças apropriadas a época do ano. Dê preferência para peças e calçados leves e confortáveis para facilitar nos seus passeios.

Quais documentos obrigatórios para Pequim?

De modo geral, os turistas brasileiros necessitam de visto para ingressar na China, que pode ser conseguido de maneira direta em consulado perto de sua residência. Todavia, o governo chinês está autorizando a entrada para brasileiros em um curto espaço de tempo correspondente a 144 horas, ou seja, seis dias em determinados aeroportos. O aeroporto de Pequim faz parte dessa lista, algo que pode ser útil para a sua viagem, mas limita consideravelmente sua estadia.

Quanto custa uma viagem para Pequim?

Fazer turismo no outro lado do planeta não é necessariamente algo econômico, mas tudo sempre vai depender do estilo de passeio que você está planejando. Afinal, apenas um bilhete aéreo para chegar no continente asiático pode representar uma pequena fortuna. Sendo assim, o ideal é ficar de olho nas promoções que podem aparecer de tempos em tempos, especialmente, partindo da cidade de São Paulo. Hoje em dia, você pode encontrar uma passagem promocional de São Paulo a Pequim, dependendo da quantidade de paradas ao longo do trajeto. O tempo de sua permanência e a hospedagem conseguida também tendem a impactar consideravelmente no seu orçamento. De modo geral, essa viagem para uma pessoa adulta pode variar de R$ 13 até 15 mil reais, sempre frisando que os seus objetivos também podem reduzir ou ampliar esse valor. Não se esqueça disso!

Que moeda levar para Pequim?

A moeda oficial de Pequim e, de todo o país, é chamada de Renminbi (RMB), que quer dizer moeda do povo. Além disso, a sua unidade básica é o YUAN (CNY). Uma dica é trocar o dinheiro no momento de desembarque no aeroporto, porque as taxas são praticamente iguais em todos os locais por ordem do governo local. Além disso, o ideal é sempre conservar os recibos por perto, porque esses documentos são indispensáveis no momento de realizar a conversão para outras moedas. Fique atento a esses detalhes!

Qual língua se fala em Pequim?

O mandarim é a língua oficial de Pequim, sendo falado sobretudo no Norte e no Sudoeste do país. Além disso, o mandarim é o idioma que conta com mais falantes do que qualquer outro idioma no planeta. Procure conhecer algumas palavras básicas, já que é bastante difícil encontrar pessoas que se comuniquem em inglês no local.

Onde fazer compras em Pequim?

Você quer fazer turismo em Pequim para fazer umas comprinhas? Então, o local é um paraíso! Neste caso, a parada obrigatória é Wangfujing que possui uma das vias de comércio mais populares e antigas da cidade, com inúmeros shopping, como o Beijing Department Store, lanchonetes, restaurantes, livrarias e cafeterias. Outro ponto relevante é a Qianmen une inúmeros estabelecimentos comerciais em instalações de estilo antigo. Isso porque o viajante não vai achar enormes conglomerados ou centros comerciais, mas lojas de calçados e itens de roupa, além da tradicional culinária local.

O que fazer em Pequim à noite?

Além dos seus passeios diurnos, você terá de deixar um pouco de energia para desbravar Pequim no período noturno. Afinal, não faltam alternativas de bares, festas e restaurantes na capital da China. Os chineses amam uma rotina bem agitada e oferecem dezenas de opções para os seus visitantes, é uma questão de se acertar com o fuso horário, não se esqueça deste detalhe! Quem se identifica com as festas, uma possibilidade é se encaminhar para o Bar Street. Neste lugar, as casas noturnas mais populares são: Bungalow Tiki and Cocktail Bar e o Mao Livehouse. Agora, se você deseja algo mais calmo, o The Bulgari Beijing, porque você poderá se deliciar com uma refeição sofisticada e altamente deliciosa.

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

2 comentários em “Viagem para Pequim na China
  • 27/03/2009 em 13:04
    Permalink

    As Olimpíadas foram super legais. O Brasil obteve grandes conquistas e algumas coisas nos decepcionaram, mas a vida continua. Vamos treinar mais para as próximas!

    Resposta
  • 30/03/2009 em 16:18
    Permalink

    É verdade Jaíza..
    Com planejamento esportivo a gente chega lá.. 😉
    Abraço..

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat