BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Bruxelas – Bélgica

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










Olá pessoal, hoje vamos falar sobre o turismo em Bruxelas. Bruxelas é a capital da Bélgica e por suas origens históricas tem dois idiomas como dialetos principais, o neerlandês (popularmente referida como holandesa) e o francês.

Bruxelas não é apenas a capital da Bélgica, é a capital de toda a Europa. É a sede do Parlamento Europeu e da OTAN. O país fica estrategicamente localizado entre a França, a Holanda e a Alemanha.

A cidade é uma metrópole com ar de cidade pequena. São muitos os monumentos e pontos turísticos de Bruxelas.

Para quem visita a cidade, não pode deixar de experimentar a culinária local. Destaque ficam para os chocolates belgas e também para as cervejas belgas. Ambas de se tirar o chapéu. Os variados restaurantes de Bruxelas podem proporcionar uma experiência única, já que é repleta de chefs renomados.

Possui destaque turístico principalmente pelo turismo cultural voltado para sua história com prédios com uma arquitetura antiga enrustida entre as modernidades de empreendimentos e novos prédios.

A cidade de Bruxelas tem um clima tipicamente frio, no qual é comum ocorrer a presença de neve, o que dá uma visão incrível da cidade, levando em consideração sua arquitetura rústica.

O que fazer em Bruxelas

Além de conhecer muitos lugares bonitos e tomar um banho de cultura, você com certeza vai se deliciar com os inúmeros chocolates e, para quem gosta, as cervejas da Bélgica.

Alguns passeios, prédios e monumentos devem ser marcados na sua lista como “must go”. Vamos conhecer melhor alguns deles?

Dicas de turismo em Bruxelas na Bélgica
Dicas de turismo em Bruxelas na Bélgica

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

Atomium

Com certeza o Atomium será um dos prédios mais diferentes que você irá conhecer na sua vida. A começar pela famosa arquitetura, em formato de um cristal. Vale a pena observar bem a estrutura que, por si só, já é uma grande aração.

Mas o que fica ainda mais interessante é que você pode entrar no edifício. Lá de cima, você terá uma vista excelente de parte da cidade e verá a Mini Europa de um ângulo privilegiado.

Você vai se surpreender ao passar por tubos futuristas, subir e descer escadas até perder a noção de qual altura está. Lá também vai poder ver uma exposição permanente que conta um pouco a história do edifício. E também tem um restaurante (muito caro).

Lembre-se, o Atomium é um ponto turístico muito disputado, a fila para entrar é gigante. Por isso, compre o seu ingresso com antecedência. Uma dica é comprar o ingresso ainda no Brasil em sites como do Get Your Guide que muitas vezes oferece desconto para os passeios.

Planetário

O planetário de Bruxelas é um programa muito interessante, especialmente se você estiver viajando com crianças.

No planetário você terá uma visão de 360 graus, onde poderá assistir a lançamentos de foguetes, voar sobre a superfície de Marte, observar a terra do espaço e muito mais.

Com certeza você passa a olhar para o céu de outra maneira depois de visitar e começa a buscar onde ficam as principais constelações.

Leia mais: Turismo na Bélgica após o coronavírus

Mini Europa

Um dos lugares favoritos de Bruxelas é a Mini Europa, onde você pode conhecer praticamente toda a Europa em apenas um dia.

É onde as crianças se encantam e os adultos deixam as crianças dentro deles saírem e florescerem. E nem precisa de ratinhos e outros personagens famosos.

O mais impressionante é a qualidade e os detalhes nas maquetes da Mini Europa. É incrível e vale a pena demais conhecer.

Grand Place

Sem dúvidas, a Grand Place é o cartão postal mais famosos da cidade, é o ponto de encontro dos turistas do mundo inteiro e o lugar mais fotografado. É uma das praças mais bonitas da Europa, cercada por construções imponentes.

Ao redor da praça, você poderá encontrar prédios como a Prefeitura de Bruxelas, o Hotel de Ville, Maison des Ducs de Brabant, Le Pigeon e Le Roy d’Espagne, dentre outros. Todos são construções que saltam aos olhos pela beleza.

Torre da Câmara Municipal

A Torre da Câmara Municipal é uma das atrações que mais se destaca na Grand Place e certamente é o alvo da maior parte dos olhares, especialmente à noite, quando se ilumina.

A torre mede aproximadamente 96 metros de altura também construída conforme a arquitetura de toda a Grand Place nos estilos gótico, barroco opulento, neoclássico e neogótico.

Casa do Rei (Le Roy d’Espagne)

Localizada na Grand Place, a Casa do Rei (também conhecida como Le Roy d’Espagne) atualmente abriga o Museu da Cidade de Bruxelas.

O museu conta a história da cidade de Bruxelas através das mais diversas obras de arte, como pinturas, esculturas, gravuras e imagens, além de ter varias peças de mobília. Vale muito a visita pela qualidade das obras e variedade.

Casas de Guildas da Grand Place

Durante a Idade Média, os comerciantes, artistas, dentre outros, se reuniam em associações, para se ajudarem uns aos outros, que funcionavam no centro da cidade de Bruxelas, nos arredores da Grand Place.

Esses grupos eram chamados de Guildas e os locais onde essas associações ocorriam hoje são vários dos prédios nos arredores da Grand Place, que compõem a arquitetura do local.

Catedral de São Miguel

Uma das catedrais de estilo gótico mais impressionantes que você irá conhecer é a Catedral de São Miguel. O interior já foi alvo de vários saques na antiguidade, porém permanece imponente, especialmente pelos seus famosos vitrais.

É uma parada obrigatória para os católicos, pois é considerada a igreja mais importante de toda a Bélgica.

Quem puder, fica a dica também de acompanhar uma das várias missas que acontecem na igreja, agradecendo a oportunidade de fazer turismo em Bruxelas ao lado de amigos e familiares.

Durante a visita, não deixe de observar o imponente órgão Grenzing, com mais de 4.000 tubos e 4 teclados.

Leia mais: Como é o réveillon na Bélgica

Cinquentenário

O Parque do Cinquentenário é um local agradável para dar uma caminhada e recuperar um pouco as energias.

Durante a semana, na hora do almoço, é possível ver muitas pessoas que trabalham na região comendo e descansando por lá.

Ao lado do parque existe o Palácio do Cinquentenário, com uma entrada linda, que lembra o Portão de Brandeburgo na Alemanha.

O palácio não é tão visitado por turistas, mas tem três museus interessantes: o Museu da História Militar, o Museu do Cinquentenário e o Autoworld, uma exposição de carros, das mais variadas épocas e modelos.

Edifício Berlaymont

O Edifício Berlaymont é a sede da Comissão Europeia, o Órgão Executivo da União Europeia. A arquitetura em forma de cruz impressiona, além de todo o vitral que mistura história e modernidade.

Ao todo ele tem 14 metros de altura e somente pode ser visitado com visitas agendadas ou então a convites. A segurança do prédio por toda a sua importância é bem rígida.

Edifício do Parlamento Europeu

O Edifício do Parlamento Europeu trata-se de um complexo de prédios localizados na Esplanada Solidarnosc.

A estrutura é incrível e o complexo todo possui arquitetura moderna que os estudantes de arquitetura deveriam considerar como objeto de estudo em suas faculdades.

É possível visitar o Parlamentarium e certamente vale a pena, principalmente para registrar aquela foto histórica.

Em uma exposição interativa, é possível aprender sobre a diversidade dos povos da União Europeia e sobre o funcionamento do Parlamento Europeu. Uma aula de história moderna.

Leia mais: Conheça a cidade de Spa na Bélgica

Edifício Justus Lipsius

O Edifício Justus Lipsius é a sede do Conselho da União Europeia e do Secretariado-Geral do Conselho.

O edifício, moderno, destoa bastante do estilo gótico predominante na cidade. Vale a pena apenas passar em frente, pela sua importância histórica, mas nada demais.

Estátua de Condes Egmont e Hornes

Localizada no centro dos jardins da Praça Petit Sablon, a Estátua de Condes Egmont e Hornes na verdade é uma fonte que homenageia dois condes heróis da Revolta Holandesa, ambos decapitados.

O monumento fica em um jardim muito bonito, considerado por muitos o mais belo de Bruxelas. Não é uma visita demorada e vale a pena reservar alguns minutos da viagem, sentar um pouco e apreciar o visual.

Estátua de Manneken Pis

O símbolo da cidade de Bruxelas é a Estátua de Manneken Pis, que ficou famosa no mundo inteiro, só não se sabe ao certo o porquê, muito provavelmente por ter um ar engraçado e ter seu lançamento durante um período de maiores formalidades.

Ao chegar em frente a ela, seu primeiro pensamento será: “sério que é só isso?” ou algo do tipo. Mas, sim, é só aquilo mesmo que você vai ver. A estátua é bem pequena com um menino fazendo xixi na fonte.

De qualquer forma, vale a foto ao lado dela (se você conseguir se livrar da multidão) porque, afinal de contas, a Manneken Pis é o símbolo da cidade.

Um fato curioso é que pertinho dela tem a versão feminina, a Jeanneke Pis que, por alguma razão, não é tão famosa.

>> Saiba qual é o melhor seguro de viagem para a Europa

Grande Sinagoga

Uma sobrevivente do Holocausto, a Sinagoga de Bruxelas é o ponto focal para os judeus de toda a Europa.

Quando se visita um país, especialmente pela primeira vez, o que se pretende, além de tirar fotos para ganhar likes nas redes sociais, é conhecer a cultura e o povo. Por isso, visitar prédios religiosos são muito interessantes, independente da sua religião.

Nesses prédios, você certamente irá aprender muito sobre a história do país, além de se encantar com a beleza.

Igreja de Chapelle

A Igreja de Chapelle é simples por fora, especialmente quando comparada a outras igrejas de Bruxelas, mas podemos dizer que ela é estonteante por dentro.

Toda a beleza salta aos olhos quando se entra na igreja. Não é uma visita que vai tomar muito do seu tempo, mas que certamente vale a pena, principalmente se você tiver mais folga na sua agenda de viagem para Bruxelas.

Igreja Notre Dame du Sablon

A Igreja do Sablon foi construída no mesmo estilo que Catedral de São Miguel e é normal que as duas igrejas sejam bastante comparadas.

Podemos dizer que a Notre Dame du Sablon é considerada uma versão de menor tamanho da Catedral.

Mas cada uma é dona de uma beleza única e possui suas particularidades. Se puder, visite ambas.

>> Como funcionam os fusos horários pelo mundo?

Palácio da Justiça

O prédio do Palácio da Justiça é absolutamente incrível, não dá para descrever em palavras e continua em plena atividade como sede dos tribunais da Bélgica até os dias de hoje.

Eu diria que vale a pena ir a Bruxelas apenas para ver esse palácio. Com certeza será um dos pontos altos de sua viagem. Você também ficará impressionado com o local.

Palácio Real

O Palácio Real é a sede da monarquia belga, porém não é lá onde a nobreza vive, já que eles possuem residência própria.

Lá funcionam até hoje os escritórios dos reis, salas de reuniões, salas para os chefes de Estado convidados e alguns ministérios.

A visitação só é permitida durante o verão europeu, que vai de 21 de julho até o início de setembro.

Durante a visita é possível ver algumas salas, todas bastante imponentes. Se estiver por lá durante esse período, fica a dica de visita.

Praça Real

A Praça Real é uma praça imponente, muito bonita, cercada pelo Palácio Real, pelos Museus Reais e por Igrejas.

É possível fazer uma visita aos escombros do antigo Palácio de Bruxelas, porém a opinião de muitas pessoas que conheceram o local é que poderia ser melhor explorado, que não é tão interessante.

>> Conheça as moedas do mundo e seus valores

Estátua equestre de Godefroid de Bouillon

No centro da Praça Real fica a famosa estátua de Godefroid de Bouillon, um dos líderes da Primeira Cruzada.

A obra é de autoria de Eugène Simonis e é muito antiga com data de sua construção em 1848. Durante a visita a Praça Real vale a parada para alguns cliques.

Mont des Arts

Um jardim incrível, extremamente bem cuidado. Impecável é a palavra para melhor defini-lo. Porém o Mont des Arts não se limita apenas ao jardim.

Na verdade, é toda a região, formada pelos jardins e pelos edifícios históricos em seus arredores, que formam um grande complexo artístico e cultural.

Além de toda a beleza do lugar, você ainda poderá ser presenteado com um belíssimo pôr-do-sol, dependendo do horário de sua visita.

Museu de Instrumentos Musicais (MIM)

O Museu de Instrumentos Musicais (MIM) fica localizado no Edifício Old England, um dos mais belos de Bruxelas.

A visita é incrível, vale cada minuto que você passar lá dentro, principalmente porque ele é muito interativo, no qual adultos e crianças vão adorar.

Com um fone, você pode ouvir os sons que são emitidos pelos instrumentos e é possível também saber detalhes sobre todo o processo de construção de um piano, dentre várias outras curiosidades.

>> Leia mais: Saiba como é o réveillon em Bruxelas

Como chegar até Bruxelas

O principal meio de transporte para chegar até Bruxelas é de avião, no qual você pode vir de qualquer lugar no mundo, pousando no aeroporto de Zaventem.

Para os que estão em tour pela Europa, é possível ir de carro, ônibus ou trem, conforme vamos contar mais detalhes logo abaixo.

Passagem aérea para Bruxelas

Como dissemos, o principal aeroporto de Bruxelas é o aeroporto Zaventem que fica apenas 15 minutos da Grand Place, ou seja, muito bem localizado, ajudando a economizar com táxis ou Uber.

Porém não é tão barato ir direto para Bruxelas daqui do Brasil. Os preços das passagens ida e voltam ficam em torno de R$ 5.000. Se você conseguir pegar uma boa promoção, pode cair para R$ 3.200, saindo de São Paulo.

O mais indicado mesmo é comprar uma viagem para outro destino na Europa próximo como França, Holanda e Alemanha, muitas vezes mais barato e então partir por meio terrestre.

>> Consultar preço de passagens aéreas

Caminho terrestre

A Bélgica, como dissemos no início, está em uma localização estratégica na Europa, entre os Países Baixos, a Alemanha e a França.

Bruxelas, por sua vez, fica na região central da Bélgica. Portanto, o acesso por terra é amplo.

É possível chegar até Bruxelas de Paris de carro em uma viagem de apenas 3,5 horas. Já de Frankfurt é possível chegar em apenas 4,5 horas. Já de Amsterdã é possível chegar em apenas 2,5 horas.

Aluguel de carro

Se você vai visitar apenas Bruxelas, não há necessidade de alugar um carro. É possível usar transporte público ou então táxis ou Uber para lugares mais distantes.

Entretanto, o país tem muitos lugares para serem visitados e pegar a estrada em um país diferente é sempre uma experiência única.

Qualquer brasileiro maior de 21 anos pode alugar um carro por lá. Entretanto, além da CNH, você vai precisar apresentar, no momento da locação, a Permissão Internacional para Dirigir, documento que deve ser providenciado com certa antecedência ainda no Brasil.

Uma dica para encontrar carros de aluguel em Bruxelas é o site do Rentcars que sempre faz a consulta em várias locadoras.

>> Consultar preço de aluguel de carro

Onde ficar em Bruxelas

A cidade apresenta inúmeras opções de hospedagem, desde hotéis de luxo até os famosos hostels. Passando ainda pelas casas de temporada, as opções são tantas que podem até confundir você.

Hotéis em Bruxelas

A maior parte dos hotéis em Bruxelas possuem boas avaliações cobram em média 600 reais pela diária.

É o caso do NH Cllection Brussels Grand Sablon, NH Collection Brussels Centre e NH Brussels Grand Place Arenberg, todos com café da manhã incluído e a poucos metros do centro da cidade.

Para quem quer gastar um pouco menos, as diárias no easyHotel Brussels City Centre e Bedford Hotel & Congress Centre custam um pouco menos de 400 reais, mas não oferecem café da manhã. Os preços são para um casal.

>> Consultar preços de hotéis com desconto

Outras opções de hotéis em Bruxelas

Aluguel de temporada em Bruxelas

Se você é daqueles que não se importa onde está hospedado na hora de dormir e tomar banho, talvez prefira gastar menos e procurar um imóvel por temporada em Bruxelas.

É possível encontrar acomodações dignas e confortáveis em Bruxelas pelo valor diário médio de 200 reais para o casal, com boa localização, perto do centro em sites como do Airbnb.

Gastronomia de Bruxelas

Não dá para falar em gastronomia em Bruxelas e não citar os chocolates e as cervejas artesanais. São diversas fábricas e lojas que comercializam esses dois produtos, que não dá para sair sem pelo menos experimentar.

Também não dá para deixar de provar os Speculoos, que são as bolachas ou biscoitos típicos do país. Mas cuidado, pois vicia… você vai querer comer todos os dias e ainda encher a sua mala com mais alguns (ou vários).

Os belgas comem muito o que chamamos de comida de rua. Waffles e batatas fritas são praticamente sagrados por lá.

Não se assuste se você vir alguém em uma barraquinha montando um prato de batata frita por cima de uma baguete com carne e enchendo de molho. É o Mitraillette, um prato muito consumido por lá.

É claro que também existem restaurantes chiques, especializados na culinária do mundo inteiro.

Porém, os que mais atraem os turistas, principalmente os brasileiros, são: L’Entrée des Artistes, Chez Léon, Le Perroquet e La Rue d’Or.

Em todos eles, é possível provar o que há de melhor na culinária local.

Seguro de viagem para Bruxelas

A Bélgica faz parte da União Europeia e do Tratado Schengen e segue as regras de todo o bloco, sendo obrigatório qualquer turista que entrar no país fazer o seguro de viagem internacional que cubra o valor mínimo de 30 mil euros para despesas médicas e de saúde.

Para encontrar uma boa opção de seguros de viagem para Bruxelas você pode consultar sites como da Seguros Promo que trazem o preço e fazem comparação em várias seguradoras.

>> Clique para fazer consulta de seguro de viagem

Finalizando

Como você viu ao longo do texto, fazer turismo em Bruxelas é um prato cheio para qualquer turista. São muitas e muitas atrações, uma mais diferente que a outra, envolvendo passeios culturais, igrejas, monumentos, edifícios e uma arquitetura de encher os olhos.

Ao longo do artigo falamos dos pontos turísticos mais famosos como a Grand Place, o Atomium e os parlamentos, mas também de lugares menos conhecidos para que você não perca nada.

Agora queremos ouvir a sua opinião. Quais dos pontos turísticos de Bruxelas você gostaria de conhecer primeiro? Deixe abaixo o seu comentário!

Abraço e até o próximo post!

FAQ – Perguntas e respostas

Que roupas levar para Bruxelas?

Isso depende muito da época do ano que você vai viajar. Vamos separar o clima por estações: - Primavera (março a junho): temperatura entre 13 e 20 graus Celsius. - Verão (junho a setembro): temperatura entre 24 e 27 graus Celsius. - Outono (setembro a dezembro): temperaturas começam a cair bastante. Máximas em torno de 15 graus em outubro e nove graus em novembro. - Inverno: (dezembro a março): temperaturas podem ser negativas, especialmente à noite. Os dias são mais curtos. Vale ressaltar que lá chove praticamente o ano inteiro. Então, adeque seu guarda roupa à temperatura e lembre-se sempre que o ideal é usar roupas confortáveis e ter sempre um casaquinho à mão.

Quais documentos obrigatórios para Bruxelas?

Passaporte com validade mínima de 3 meses até a data da partida e passagem de volta com prazo máximo de 90 dias. Não é necessário visto.

Quanto custa uma viagem para Bruxelas?

Isso é muito relativo, pois o valor da passagem aérea varia muito podendo chegar até R$ 5 mil. Depende muito também do tipo de hospedagem que você escolher com preços médios de diária de R$ 600. Em relação a alimentação, a média para as três refeições deve ser calculada em torno de R$ 150,00.

Que moeda levar para Bruxelas?

O Euro é a moeda oficial da União Europeia, consequentemente, da Bélgica. A sugestão é levar uma parte em dinheiro físico e uma parte em dinheiro eletrônico (travel cards, cartão de crédito habilitado no exterior, etc).

Qual idioma é falado em Bruxelas?

Na Bélgica, como um todo, os idiomas oficiais são três: neerlandês, francês e alemão. Nas ruas, o mais comum é ver as pessoas locais se comunicando em francês. Quase metade da população usa esse idioma. Entretanto, é possível se comunicar muito bem em inglês. Se você consegue se virar bem no inglês, não terá dificuldades por lá.

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI!

  • Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem em resorts e hotéis de tirar o fôlego.
  • Para encontrar a passagem aérea com o menor preço do mercado, não deixe de consultar o site da MaxMilhas que consulta os preços em várias companhias aéreas!
  • Reserve diárias de hotel no mundo inteiro de maneira prática e segura no Booking.com, com opção de cancelamento grátis e sem precisar pagar antecipadamente!
  • Precisa de aluguel de carro? Na RentCars o pagamento é feito em reais, sem cobrança de IOF parcelado sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.
  • E não esqueça do seguro viagem. Na Seguros Promo você usa o cupom VIDADETURISTA5 e ganha desconto de 5% na compra.
  • Para os passeios, ingressos para tours, shows e entradas em museus você pode contar com a Get Your Guide em vários lugares do mundo.
  • Com o cupom VIDADETURISTA da América Chip você ganha 5% de desconto na compra de um chip internacional para viajar conectado o tempo todo.

Ao fazer uma compra com um parceiro através do blog recebemos uma pequena comissão. Ninguém paga a mais por isso e de quebra ajuda o blog a trazer sempre artigos e novidades atualizadas. Obrigado! =)

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

3 comentários em “Bruxelas – Bélgica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *