BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Visto de trabalho nos Estados Unidos

Nesse artigo vamos falar sobre tudo o que é necessário parar tirar o visto de trabalho nos Estados Unidos.

Trabalhar em terras americanas é o sonho de muita gente. Uma pesquisa realizada pela companhia de recrutamento Talenses afirma que este é o desejo de 91% dos profissionais que desejam trabalhar fora do país. A maioria prefere os EUA, seguido por Canadá e Portugal.

Conhecido por suas regras imigratórias rígidas, alguns chegam a desistir do processo por isso. Mas, estamos aqui para mostrar as diversas formas existentes e te ajudar a conquistar esse objetivo.

Na matéria a seguir abordaremos os tipos de vistos, onde e como solicitá-lo, documentação, taxas, formas de pagamento, como proceder na entrevista, status de caso, como conseguir o tão sonhado Green Card, entre outros pontos que o ajudarão a se preparar para essa nova etapa de vida.

Vale a pena trabalhar nos EUA?

O sonho de viver no estilo americano às vezes pode nos colocar em algumas armadilhas. Há quem use a experiência para melhorar o inglês, conhecer a região e ter uma experiência de vida no exterior. Isso pode ser realmente uma excelente ideia.

Já pensou sempre poder curtir as férias em família em Miami? Curtir os parques da Disney nas melhores épocas? Conhecer o Grand Canyon nos finais de semana de folga? Vivenciar os famosos feriados americanos como 4 de julho? Passar o réveillon em Las Vegas? Trabalhar fantasiado no halloween? Assistir a vários shows da Broadway?

Porém, há quem vá em busca de uma alternativa melhor financeira: e isso dependerá de inúmeros fatores, como:

  • Análise de situação econômica do país (lembre-se que morar nos EUA não é barato!)
  • Seu real objetivo em arrumar um emprego lá
  • Grau de escolaridade
  • Profissão que deseja atuar
  • Facilidade de adaptação a uma nova cultura

Não existe receita pronta de bolo para isso e você deve estar preparado para todas as situações, principalmente a de rejeição por imigrantes. Analise seu caso com cautela!

Vale a pena trabalhar nos Estados Unidos?
Vale a pena trabalhar nos Estados Unidos?

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










O que é preciso para tirar o visto de trabalho americano?

Antes de mais nada, é importante que o imigrante já possua uma promessa de trabalho no país, que pode ser adquirida de 3 formas:

  1. Você mesmo entrando em contato com empresas para solicitar trabalho
  2. Você buscar apoio de empresas de recrutamento especialistas
  3. Através de agências de intercâmbio de trabalho

Se você não tiver uma empresa patrocinadora, não adianta nem começar os preparativos para solicitar o visto de trabalho americano.

“Inclusive, é o empregador americano ou patrocinador que precisa solicitar o processo de imigração e, muitas vezes, chega até a financiar esse documento.”

O contratante precisa fazer um pedido junto ao USCIS (United States Citizenship and Immigration Service) primeiramente. Neste caso, esta é a primeira etapa antes do Consulado ou Embaixada no Brasil.

Entrar em contato com as empresas americanas

Com o mundo conectado dos dias atuais, não é difícil você conseguir contato com empresas americanas ou profissionais que trabalhem em empresas americanas.

A dica é mapear as empresas que você tem interesse, entrar no site delas, verificar se existe uma seção de empregos ou de recrutamento e enviar suas informações e qualificações.

“Se a empresa se interessar, muito provavelmente ela entrará em contato com você através de e-mail ou telefone de contato.”

É importante que você faça sempre o contato em inglês, mostrando que está preparado para trabalhar naquela empresa. Caso precise aperfeiçoar o inglês, nossa sugestão são cursos online, como da English Live que trabalham com professores americanos.

Outra alternativa é entrar em contato com as empresas através de redes sociais, como o LinkedIn. Lá a maioria das empresas disponibilizam as vagas de emprego em aberto e também deixam o contato dos recrutadores.

Você também pode entrar em contato com profissionais que trabalham nas empresas e pedir indicação delas para as vagas de emprego existentes.

Apoio de empresas de recrutamento especialistas

Além da opção acima, o solicitante do visto de trabalho nos Estados Unidos também pode recorrer ao auxílio de uma empresa de recrutamento ou buscar vagas em sites americanos, como GlassDoor, SimplyHired, Monster, CareerBuilder, Dice, Media Bistro, entre outros. É imprescindível que o currículo esteja em inglês e atualizado no LinkedIn.

“Os serviços pagos desses sites são melhores do que os serviços gratuitos, já que assim você contará com apoio dos especialistas que trabalham nessas empresas. Faça uma avaliação dos serviços oferecidos e compare os preços antes de contratar os serviços.”

Importante falar que existem carreiras que são mais fáceis de conseguir emprego nos Estados Unidos do que outras. Tudo vai depender das necessidades do mercado de trabalho americano.

Entre as carreiras de destaque estão as de empreendedorismo e de profissionais voltados para as áreas de ciência, tecnologia, engenharia, matemática, saúde e ramo da aviação.

Uma outra opção com apoio de especialistas, caso não tenha perspectiva de trabalho nos EUA, é contratar um advogado especialista em imigração.

Um advogado especialista analisa cada caso individualmente e recomenda a melhor forma de tirar o visto e qual o tipo de visto que deve ser solicitado, entre outras etapas do processo.

Agências de intercâmbio de trabalho

Estudantes universitários que querem a experiência de trabalhar por um tempo determinado no país podem optar pelas agências de intercâmbio que facilitam o processo trabalhista.

Uma das agências reconhecidas por essa atuação é a CI (Central Intercâmbio), porém existem outras como você pode conferir nessa lista que trouxe 7 das melhores agências de intercâmbio brasileiras.

Além disso, existem os programas e parcerias entre Brasil e Estados Unidos (como o SWT – Summer Work Travel), com oportunidades temporárias para estudantes.

“Os alunos podem usar suas férias, desde que estejam matriculados em uma universidade, tenham cursado pelo menos um semestre e tenham inglês fluente.”

O período varia de 3 a 4 meses de experiência. Mencionaremos mais sobre os vistos de estudante nos Estados Unidos em outra reportagem, aqui no blog, confira!

Dicas para conseguir trabalho nos Estados Unidos
Dicas para conseguir trabalho nos Estados Unidos

VAMOS FALAR DE DINHEIRO?

Se precisar de empréstimo para a viagem, existem empresas especialistas em crédito pessoal para ajudar nesse sentido. Para conhecer algumas delas, clique aqui.

Um cartão de crédito internacional ajuda a acumular milhas e evita que você carregue muito dinheiro na viagem aumentando a segurança. Clique aqui para conhecer algumas opções.

Para ter acesso a vários serviços financeiros, gerenciar gastos e pagar boletos durante a viagem você pode criar uma conta digital em sites como esses aqui da lista.

Onde e como solicitar o visto de trabalho?

O governo norte-americano emite os vistos através da embaixada americana em Brasília e dos consulados americanos em Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Além da documentação necessária (explicação adiante), é necessário fazer dois tipos de agendamentos:

  1. Primeiro no CASV – Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (centro contratado pelo governo americano para coletar dados biométricos de solicitantes de visto antes do comparecimento à seção consular).
  2. Depois no consulado ou embaixada (agendamentos devem ser feitos nos sites ou telefones oficiais destes).

Será preciso criar uma conta usando o número da página de confirmação do formulário eletrônico DS-160. Sua função é coletar informações dos interessados em solicitar o visto americano.

“O consulado americano alerta para a importância do preenchimento do DS-160 com atenção para evitar futuros transtornos e evitar que o visto seja negado por informações incorretas.”

Inclusive, nossa recomendação é que anote o número de identificação que será fornecido, caso ocorra algum erro de sistema no momento do preenchimento online, uma questão de segurança.

Após esse procedimento, pague a Taxa de Solicitação de Visto (intitulada como MRV) pelo cartão de crédito através da internet, telefone ou boleto bancário.

Sempre aguarde a confirmação do pagamento antes para que o agendamento possa ser efetuado.

E, por fim, selecione o local onde deseja receber seu passaporte com o visto de trabalho nos Estados Unidos. Os endereços da embaixada e consulados você encontra abaixo:

Embaixada americana em Brasília

  • SES – Av. das Nações, Quadra 801, Lote 03
  • CEP 70403-900 – Brasília, DF
  • Fone: +55 (61) 3312-7000
  • Fax: +55 (61) 3225-9136

Consulado americano em São Paulo

  • Rua Henri Dunant, 500
  • Chácara Santo Antônio,
  • CEP 04709-110 – São Paulo – SP
  • Fone: (55-11) 3250-5000
  • After hours: (11) 3250-8730

Consulado americano no Rio de Janeiro

  • Presidente Wilson, 147 – Castelo
  • CEP 20030-020 – Rio de Janeiro, RJ
  • Fone: +55 (21) 3823-2000
  • Fax: +55 (21) 3823-2003

Consulado americano em Recife

  • Rua Gonçalves Maia, 163 – Boa Vista
  • CEP 50070-060 – Recife, PE
  • Fone: +55 (81) 3416-3050
  • Fax: +55 (81) 3231-1906

Consulado americano em Porto Alegre

  • Assis Brasil, 1889 – Passo d’Areia
  • CEP 91010-004 – Porto Alegre – RS
  • Fone: +55 (51) 3345-6000

Quais são os tipos de vistos para trabalho?

Existem mais de 100 opções de tipo de vistos para os Estados Unidos, cerca de 80 tipos de visto somente para trabalho. Todos requerem fluência em inglês, o que será analisado durante a entrevista com a embaixada americana.

Os vistos mais solicitados para trabalho são os H, L e O, porém existem outras opções específicas para determinados tipos de profissões, como jornalistas, atletas e religiosos.

TIPO H:

  • H1B: para recém contratos nos EUA, com duração de até 3 anos, podendo ser estendido por mais 3. Necessário ter formação acadêmica concluída ou certificado profissional com habilidades diferenciadas. Cônjuges e filhos com menos de 21 anos podem acompanhar o profissional, mas não possuem permissão para trabalhar no país.
  • H2B: trabalhadores qualificados ou não podem solicitar o H2B, desde que comprovem que vão cumprir um trabalho de natureza sazonal ou temporária, em áreas com escassez de mão-de-obra entre os residentes americanos. Sua duração é de 1 ano, podendo se estender para até 3.
  • H3: concedido para estagiários estrangeiros que pretendem receber algum treinamento em território norte-americano. A área do treinamento não precisa ser relacionada com a graduação do estudante.

TIPO L:

  • L1: utilizado em expansões internacionais, é o visto de transferência de executivo: quando uma empresa brasileira estabelece uma operação nova nos Estados Unidos e deseja transferir um executivo ou gerente brasileiro para o país. Neste caso, o cônjuge pode imigrar com o portador do visto e recebe permissão para trabalhar.

TIPO O:

  • O1: concedido para pessoas com habilidades em ciência, arte, educação, negócios ou atletas, que trabalha em posição crítica em uma empresa relevante ou que recebe um salário comprovadamente muito acima da média.

Documentação para o visto de trabalho nos Estados Unidos

Abaixo você encontra um resumo de tudo o que precisa ter pronto de documentação para tirar o visto de trabalho nos Estados Unidos:

  • Página de confirmação de envio do formulário online DS-160.
  • Recibo original de pagamento da taxa de solicitação de visto. Não serão aceitas cópias autenticadas.
  • Passaporte válido e anteriores, especialmente que contenham vistos para os Estados Unidos, mesmo que vencidos.
  • Na data agendada para entrevista de visto, o solicitante deve levar documentos adicionais: que demonstrem condições financeiras para custear a viagem e retornar ao Brasil e que evidenciem os fortes vínculos da pessoa com o país (ex.: carteira de trabalho, declaração de imposto de renda de pessoa física e jurídica, contra-cheques, certidão de casamento/nascimento, comprovantes de bens como carro, casa ou outra propriedade, ou qualquer outra renda, como aluguel, poupança etc.).
  • A fotografia deve ser recente (tirada nos últimos seis meses); ter 5cm x 5cm, com a cabeça centralizada no espaço; pode conter uma margem branca pequena (de cerca de 0,5cm); ser colorida com fundo branco ou cinza claro; não ser montada em moldura, com o rosto inteiro ocupando cerca de 50% da área da fotografia; acessórios (incluindo adereços religiosos e culturais) não podem ocultar o rosto.

LEMBRE-SE: documentos falsos ou alterados podem resultar na negação do visto e/ou na declaração de inelegibilidade permanente para um visto. A fraude é um crime federal no Brasil.

Para cada solicitação é cobrada uma taxa de solicitação de visto (MRV) não-reembolsável, em reais. Cada uma delas varia de valor de acordo com a categoria: US$ 160, US$ 190, US$ 205 e US$240. Para analisar cada caso, consulte o link.

Preparação da documentação para o visto americano de trabalho
Preparação da documentação para o visto americano de trabalho

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

Como devo proceder na entrevista do visto americano?

A entrevista é um dos momentos mais importantes e não existe um procedimento padrão. Ela pode variar conforme o encarregado no setor consular e é baseada nos dados e respostas informadas no questionário online preenchido no momento da solicitação do visto.

“Geralmente, as perguntas giram no tempo de duração da viagem, local da acomodação, itinerário, motivo da viagem, se vai sozinho ou acompanhado, se conhece alguém nos EUA, entre outros pontos.”

Também podem ser requeridos uma série de documentação que comprove sua situação atual, como extratos bancários, holerites, laços familiares, propriedades, bens materiais etc.

Portanto, não deixe de levar todos os documentos relacionados à viagem e sua situação financeira, além do passaporte atual e antigo (se tiver), declaração de imposto de renda, carteira de trabalho, matrícula em universidades, entre outros.

Fique calmo e tranquilo, não tenha vergonha de errar uma ou outra frase no idioma americano e acredite em você para se sentir seguro nas respostas.

Relaxar antes da entrevista ajuda, seja lendo um bom livro, escutando uma boa música ou estando próximo das pessoas que você mais gosta.

Também esteja preparado para a frustração, caso você não seja aprovado pelo consulado americano. Você tem direito a solicitar o visto americano após 1 ano da última entrevista e, nesse caso, você pode continuar aprimorando o inglês.

Entrevista visto americano de trabalho
Entrevista visto americano de trabalho

Posso usar o visto de turismo para trabalhar?

Não, não pode! Os Estados Unidos são rígidos quanto a legalização da imigração. Trabalhar com o visto de turismo é ilegal e pode trazer muitos problemas caso seja descoberto.

O visto de turismo permite permanência por até 6 meses no país. Ele pode ser renovado por até 2 anos se ainda estiver nos EUA, no entanto não é fácil conseguir essa postergação devido a investigação que os funcionários da imigração farão.

Como conseguir o Green Card a partir do visto de trabalho?

Os vistos de trabalho não concedem cidadania. Para isso, será necessário solicitar o famoso Green Card após alguns anos de trabalho no país, juntamente com a documentação de cidadania.

O Green Card garante a residência permanente nos Estados Unidos e deve ser renovado de 10 em 10 anos, assegurando uma série de direitos e deveres, como trabalhar, abrir um negócio, receber previdência social, pagar impostos, educação e serviços públicos, entrar e sair livremente do território norte-americanos (contanto que não se ausente por mais de 6 meses).

Uma das maneiras de se conseguir o Green Card é por meio de um casamento com um cidadão do país, parentesco com norte-americano ou então a partir do trabalho (que é o foco do nosso artigo).

Neste último caso a partir do visto de trabalho, existem cinco tipos de vistos americanos que concedem o cartão Green Card:

  • EB1: o tipo mais solicitado para pessoas com habilidades em ciência, arte, educação, negócios ou atletas; professores e pesquisadores; ou executivos de multinacionais que estejam em transferência.
  • EB2: se aplica a três grupos: acadêmicos com 5 anos ou mais de trabalho em pós-bacharelados, mestrados ou PhDs. Devem cumprir pelo menos três dos critérios: graduação acadêmica na área em que trabalha; licença para praticar a profissão no país de origem; ao menos 10 anos de profissão; ser membro da associação profissional do país; ter realizado contribuições significativas reconhecidas pelos superiores de seu meio; evidências de que recebe remuneração compatível com suas habilidades.
  • EB3: para pessoas com bacharelado e pelo menos 2 anos de experiência profissional na área de formação, ou para os que não possuem experiência mas podem comprovar um certificado de trabalho qualificado.
  • EB4: concedido para “imigrantes especiais”, pessoas que trabalharam ao menos 20 anos para o governo americano fora dos Estados Unidos, como em consulados ou embaixadas.
  • EB5: conhecido como “visto por investimento”. O imigrante deve investir de US$ 500 mil a US$ 1 milhão no território americano, a depender da região. Também é necessária a criação de no mínimo 10 empregos no país. Se o negócio for considerado “bem-sucedido” pelo governo, ele pode adquirir o seu cartão.

Em todos os casos de Green Card, o cartão também é concedido aos filhos menores de 21 anos do imigrante e ao cônjuge, podendo ser renovado por eles de 10 em 10 anos, mesmo em caso de divórcio.

Meu visto foi aprovado, e agora?

Após seu visto de trabalho americano ser aprovado, é só esperar seu passaporte chegar com o visto, o que pode levar de 3 a 10 dias dependendo de onde mora.

Caso o seu endereço não esteja habilitado para a entrega, o sistema indicará para fornecer os dados de terceiros ou, ainda, existe a possibilidade em retirar o passaporte pessoalmente no próprio Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV).

“Agora é momento de comemorar, afinal você passou em um dos processos de visto mais burocráticos do planeta.”

A partir desse momento é que você pode começar a se preocupar com a compra das passagens aéreas a partir de sites como do Viajanet e da MaxMilhas, na reserva de estadias para os primeiros dias em sites como do Booking e na compra do chip de viagem para se manter conectado durante todo o período em sites como da América Chip.

Visto de trabalho nos Estados Unidos
Visto de trabalho nos Estados Unidos

DICAS PARA A BAGAGEM

Importante conhecer as regras de bagagem antes de viajar para não pagar multa ou ser barrado de entrar no avião. Para conhecer as regras, clique aqui.

Se ainda não tem a mala para a viagem, pode fazer uma consulta e cotação de malas de viagem a partir de sites como esse clicando aqui.

Reserve um espaço nas malas para eventuais compras de roupas, presentes ou produtos típicos do destino.

Seguro de viagem para intercâmbio de trabalho

Outro dos pontos mais importantes para quem é aprovado para trabalhar fora do país, é estar seguro e protegido durante todo o período com um seguro de viagem.

O sistema de saúde americano é um dos mais caros do mundo e você precisa cobrir todas as eventuais despesas médicas, com remédios, odontológicas e assistenciais caso venha a ficar doente ou sofrer um acidente. Por isso, ao viajar para os Estados Unidos, um seguro viagem é tão importante!

Existem sites que são especialistas em seguro de viagem, como é o caso da Seguros Promo. Inclusive nós somos parceiros da empresa pelo bom serviço prestado. A parceria está explicada nesse post.

Abaixo você pode fazer uma consulta de preços de seguro viagem para cobrir toda a viagem:

Conclusão

Realizar o sonho americano de morar fora e trabalhar nos Estados Unidos é possível, desde que você siga todas as etapas que mencionamos aqui no texto e que também esteja preparado para a viagem.

Aqui no artigo procuramos trazer de forma muito explicada e sucinta o que é preciso, como deve solicitar o visto, quais os tipos de visto de trabalho nos Estados Unidos, a documentação, entre outras informações.

Se ficar alguma dúvida, não deixe de entrar em contato conosco a partir dos comentários abaixo. Sempre respondemos na medida do possível. E se o destino for Nova York, confira esse artigo que traz um mapa de Nova York para você se localizar melhor.

Desejamos a todos um ótimo processo de solicitação de visto e ficamos na torcida para que todos sejam aprovados.

Abraço e nos vemos por aí!

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI!

  • Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem em resorts e hotéis de tirar o fôlego.
  • Para encontrar a passagem aérea com o menor preço do mercado, não deixe de consultar o site da MaxMilhas que consulta os preços em várias companhias aéreas!
  • Reserve diárias de hotel no mundo inteiro de maneira prática e segura no Booking.com, com opção de cancelamento grátis e sem precisar pagar antecipadamente!
  • Precisa de aluguel de carro? Na RentCars o pagamento é feito em reais, sem cobrança de IOF parcelado sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.
  • E não esqueça do seguro viagem. Na Seguros Promo você usa o cupom VIDADETURISTA5 e ganha desconto de 5% na compra.
  • Para os passeios, ingressos para tours, shows e entradas em museus você pode contar com a Get Your Guide em vários lugares do mundo.
  • Com o cupom VIDADETURISTA da América Chip você ganha 5% de desconto na compra de um chip internacional para viajar conectado o tempo todo.

Ao fazer uma compra com um parceiro através do blog recebemos uma pequena comissão. Ninguém paga a mais por isso e de quebra ajuda o blog a trazer sempre artigos e novidades atualizadas. Obrigado! =)

Avatar
Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat