BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Melhores lugares para escalada no Brasil

Olá pessoal, aqui é Thiago Busarello e vamos começar uma nova série de artigos aqui no blog que fala sobre atividades outdoor, sendo que hoje vamos falar dos melhores lugares para escalada no Brasil.

Vamos mostrar as várias modalidades de escalada existentes, o que levar em consideração na hora de escolher um lugar, dicas de pontos brasileiros ideais para a prática, além de informações para ficar hospedado e chegar até cada lugar.

O nosso objetivo é que você conheça todas as particularidades para a sua escolha, os benefícios de fazer escalada no Brasil, a melhor época para ir ao local escolhido, com dicas para a sua total segurança!

Encontre as respostas para praticar o esporte da escalada nos principais lugares do país e prepare-se para o tipo de escalada que mais combina com você!

Por que fazer escalada?

A escalada é uma prática esportiva que te ajuda a enfrentar desafios e se superar diante de cada adversidade no caminho.

É um esporte que só depende de você e de seu condicionamento físico.

É uma atividade outdoor que pode virar um novo estilo de vida para os apaixonados por aventuras ao ar livre.

De fato, a escalada tem um propósito muito bem definido: escalar paredes, rochas ou montanhas em linha por caminhos e jeitos variados.

Para os seus músculos, essa prática tonifica e fortalece os músculos, estimulando diversos grupos musculares e melhorando a sua qualidade de vida.

Quanto ao bem-estar, ao utilizar várias partes do corpo na escalada aumenta sua flexibilidade e amplia seus movimentos, sendo um exercício completo para o corpo e para a saúde.

A escalada ainda melhora a concentração combinando raciocínio rápido, cardio e força.

Ou seja, em uma única sessão de escalada esportiva, o seu corpo executa movimentos físicos completos, por isso essa prática ganha cada vez mais adeptos no mundo.

Segundo o site climbing.com, só nos Estados Unidos são estimados 9 milhões de pessoas que praticam escalada em rocha por ano. No Brasil não encontrei esse número.

Fora as lindas paisagens que você consegue ver lá do alto após a conquista de chegar lá em cima (superação e recompensa). A autoestima vai lá em cima e as fotos ficam guardadas para sempre, principalmente se você tiver uma câmera GO PRO.

Quais os melhores lugares para escalada no Brasil?
Quais os melhores lugares para escalada no Brasil?

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










Quais os tipos de escalada que existem?

Existem 4 principais tipos de escalada: esportiva, artificial, clássica e boulder.

Independente da modalidade escolhida, o objetivo de todas é chegar ao topo e há diferentes níveis.

Por exemplo, a escalada no Brasil em rochas tem particularidades e possibilidades imensuráveis!

Conheça um pouco mais sobre cada uma das 4 modalidades de escalada:

Escalada Esportiva

A escalada esportiva (ou escalada tradicional) tem pontos de segurança fixados, portanto a modalidade consiste em existir uma parede já preenchida com chapeletas para que você siga progredindo pela via.

É um tipo de escalada que exige mais equipamentos e que demora mais tempo para se chegar ao topo, exigindo mais do atleta, mas também é aquela que dá o maior prazer de ser alcançada.

Escalada Artificial

A diferença da escalada artificial para a escalada tradicional é basicamente ter mais tipos de proteção, como recorrer a aparelhos como estribo, grampos e outras proteções móveis.

É quando o escalador se utiliza de recursos artificiais para escalar a montanha e muitas vezes possui um itinerário preparado.

Escalada Clássica

Diferentemente da escala esportiva, na escalada clássica o espaçamento entre as chapeletas é maior. A parede é mais limpa, ou seja, com menos interferência para a progressão na via.

Escalada do tipo Boulder

Na escalada em boulder a sua única proteção é o crashpad (colchão), os equipamentos de alpinismo necessários são a sapatilha e o magnésio e essa é uma modalidade de caráter explosivo, com alta intensidade.

É uma boa maneira de começar a prática da escalada, porque tem curta duração e geralmente é praticada em blocos de pedra pequenos.

O que levar em consideração na hora de escolher um lugar?

Existem alguns fatores para serem levados em consideração na hora de escolher um lugar para a escalada como:

  • Análise da montanha
  • Conhecer as vias esportivas
  • Grau de dificuldade das vias
  • Qualidade da via
  • Melhor época para visita-la
  • Contratação de guias
  • Acessos até a montanha
  • Entorno da montanha
  • Aeroporto mais próximo
  • Proximidade com a hospedagem
  • Cidade para a hospedagem

Na análise da montanha, uma das análises a serem feitas é o tipo de rocha na escalada. Para escalar montanhas, o escalador considera a porosidade primária e suas diaclases, que são as fraturas que dividem as rochas e as transformam em blocos.

O impacto dessas características é descobrir a aderência que o esportista terá ao escalar, as vias existentes e as paradas disponíveis.

Conhecer as vias esportivas da montanha onde você vai escalar também é importante para escolher qual via você quer cumpri e considerar o melhor caminho.

Escaladores locais costumam conhecer as vias mais recomendadas. Porém, em alta temporada, essas vias são super visitadas, o que pode aumentar o seu tempo de escalada.

Quanto ao grau de dificuldade da via, importante o escalador saber se está preparado para escalar montanhas do seu nível. Mais à frente trouxemos mais informações sobre o entendimento dos graus de dificuldade.

Outro ponto importante é avaliar a melhor época para visitar a montanha e tirar melhor proveito da escalada. Não adianta viajar em épocas chuvosas, ou de muito frio, com muita neblina, poucas horas de luz solar, etc.

Planeje se você vai viajar no verão ou no inverno, na possibilidade de escalar na chuva, assim como na qualidade da via para que não tenha surpresas.

Para todos esses pontos, é importante optar por escaladas com guias contratados e não ter preocupações subindo com um escalador de uma equipe especializada.

Leve em consideração também os acessos até a montanha antes de partir na aventura de praticar alguma modalidade no local escolhido. Veja qual a estrada pegar, suas direções, onde estacionar e analise os caminhos para aproveitar o tempo seguindo pela trilha correta.

Mais um item a ser levado em consideração é o entorno da montanha, já que pode levar um tempo até chegar na base da escalada, não ter a infraestrutura necessária, assim como um bom local para deixar seu veículo.

Outro ponto a ser destacado é se informar sobre o aeroporto mais próximo, principalmente para viagens de uma distância maior, assim como o custo de transportar seus equipamentos pela cia aérea.

A proximidade da montanha com a hospedagem é outro item que faz toda a diferença, principalmente na questão do cansaço após o exercício físico.

Logo, a cidade para hospedagem deve ser bem avaliada por você também, para que o passeio até a escalada não seja extremamente exaustivo, além do exercício em si.

Considere todas essas particularidades para viajar tranquilamente e praticar a escalada em segurança e bem informado.

Graduação das vias

Uma mesma montanha pode ter vários caminhos para se chegar até o topo, o que é chamado de vias ou variantes.

E cada variante, pode ter uma complexidade específica. Por isso ao longo do tempo foram sendo catalogadas cada uma das variantes e definidas seus graus de complexidade.

Isso é ótimo (principalmente para os iniciantes) para o escalador saber o que vai encontrar ao subir aquela montanha e também definir se está preparado ou não para o desafio.

Cada via recebe um nome próprio (e é comum encontrar nomes dos mais variados possíveis, muitos deles até engraçados), como “O dia da marmota”, “Infarto neurológico”, “Tente outra vez”, etc.

Por exemplo, para subir o Pão de Açúcar, você encontra as seguintes vias, cada uma com sua complexidade.

Exemplo de vias de escalada no Pão de Açúcar
Exemplo de vias de escalada no Pão de Açúcar
Cupom desconto viagem

A nível mundial, existem várias tabelas de medida, como as americanas e francesa, para definição da complexidade, sendo que no Brasil a que vale é a definida pela Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada, conforme link.

Na tabela de graduação das vias abaixo você encontra a equivalência das vias a nível mundial que valem para a escalada esportiva.

O estilo de escalada do tipo Boulder, tem uma definição própria, já que é um tipo de escalada com outro objetivo (tiro curto e rapidez), como já dissemos no começo do texto.

Tabela de conversão da graduação das vias na escalada
Tabela de conversão da graduação das vias na escalada

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

Exemplos de vias e suas graduações

Vamos ver agora alguns exemplos de vias e suas graduações para você entender e levar em consideração na hora de escolher uma montanha para a escalada.

  • O Tempo Não Para (Galpão de Pedra, Caçapava do Sul, RS) – Visup
  • Ácido Nítrico (Falésia dos Ácidos, Urca, RJ) – VIIIa
  • Corações e Mentes (Morro da Pedreira, Serra do Cipó, MG) – IIIsup
  • Asterix (Pedra da Ana Chata, São Bento do Sapucaí, SP) – VIIa

A via “Corações e Mentes” tem classificação IIIsup, sendo uma classificação ideal para iniciantes. Quanto maior o número em algarismos romanos, maior o grau da dificuldade.

Porém não quer dizer que a dificuldade será durante todo o trajeto da via. Ali sempre estará representada a etapa mais difícil.

Pode ser que durante todo o trajeto você encontre dificuldades do tipo II, III, IV, mas em um determinado momento você encontrará uma complexidade VI, 7a, 8a.

Por isso o mais importante na hora de escolher uma via é conhecer o seu grau de complexidade conforme tabela.

No site Escaladas existem catalogadas mais de 5 mil vias com seus graus de complexidade definidos.

24 Dicas de Lugares para Escalada no Brasil

Agora que você já sabe o que levar em consideração na hora de escolher uma montanha, vamos conferir 24 dicas de lugares para a escalada no Brasil.

Nossa lista abrange vários tipos de escalada e diversos públicos interessados para que você veja qual o lugar específico para você.

Serra do Cipó

A Serra do Cipó em Minas Gerais é o local mais famoso para a escalada esportiva no Brasil. Ao todo existem mais de 350 vias catalogadas com diferentes graduações e características.

As vias têm até 60 metros e a rocha é um ótimo calcário. Sua natureza e montanhas também são fascinantes, caracterizando-se por um relevo acidentado para explorar as rochas expostas e suas possibilidades.

Sem falar nas lindas cachoeiras da região que podem ser vistas lá de cima ou para tomar um banho após a descida do paredão.

Não é um local indicado para iniciantes, apesar de ter alguns trechos de vias que podem ser escalados por quem está começando.

Segue abaixo algumas das vias da Serra do Cipó para escalada:

  • Via Quitandinha (Morro da Pedreira – Grupo I) – V
  • Chaminé Alta Estação (Morro da Pedreira – Grupo I) – IIsup
  • Ao Apagar das Luzes (Morro da Pedreira – Grupo I) – IIIsup
  • Chaminé Beleza Curta em Flor (Morro da Pedreira – Grupo I) – III
  • Fissura Dedo de Dinossauro (Morro da Pedreira – Grupo II) – IIIsup
  • Fissura dos Duendes (Morro da Pedreira – Grupo II) – 3º V
  • Paredão El Caboing (Morro da Pedreira – Grupo II) – VI
  • Fissura 1001 (Morro da Pedreira – Grupo III) – VI
  • Chaminé Alternativa (Morro da Pedreira – Grupo III) – III
  • Paredão Vai-e-Vem (Morro da Pedreira – Grupo III) – Vsup
  • Chaminé Corta Túnel (Morro da Pedreira – Grupo IV) – Isup
  • Fissura Curta Metragem (Morro da Pedreira – Grupo IV) – IV
  • Chaminé Morro Livre (Morro da Pedreira – Grupo IV) – 4º IV

Entre as empresas que fazem escalada lá indicamos a Climb Cipó que oferece pacotes de batismo de escalada, curso básico de escalada, escalada guiada e rapel.

O point está a 100 km de Belo Horizonte (MG). Para chegar até lá, o aeroporto indicado é o de Confins, em Belo Horizonte.

Você pode optar por ficar hospedado na cidade de Belo Horizonte mesmo. Nesse caso, acorde cedo para viajar até a Serra do Cipó, já que a viagem para chegar até lá dura 1 hora e meia.

Para maior conforto, você pode ficar hospedado em pousadas próximas à Serra do Cipó, como a Pousada Anauê Cipó, a Pousada Estalagem da Serra ou a Bellavista Pousada, localizadas no município de Santana do Riacho.

Vias de escalada na Serra do Cipó
Vias de escalada na Serra do Cipó
Grupo de desconto de viagem

Parque Nacional de Itatiaia

Suba o pico das Agulhas Negras no Parque Nacional de Itatiaia e fique encantado com o cenário e a aventura de escalar essa escola da prática localizada entre Rio de Janeiro e Minas Gerais.

O aeroporto comercial mais próximo é o aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Caso queira, pode ficar hospedado na capital carioca e viajar para o parque logo cedo para aproveitar os paredões, sendo que a viagem demora 2 horas e meia de carro.

As sugestões de hospedagem são nas cidades de Itatiaia e Penedo, em hotéis e pousadas como o Hotel do Ypê, o Espaço Viverde e o Le Garden Pousada Boutique.

O local concentra uma das montanhas mais altas da Serra da Mantiqueira. A escalada é feita especialmente nas formações rochosas da Parte Alta (Camelo, Couto, Prateleiras, Agulhas, Altar, etc) e na Parte Baixa (Último Adeus).

Segue abaixo algumas vias do Parque Nacional de Itatiaia para escalada:

  • Paredão Estrela (Agulhas Negras) – D2 2º III E2
  • Chaminé dos Estudantes (Agulhas Negras) – D2 3º III E3
  • Via Bira (Agulhas Negras) – D2 3º IV E3
  • Fissura Calafrio (Prateleiras) – VIsup A1
  • Chaminé ETGE (Prateleiras) – 3º IV A2 E3
  • Sexto Sentido (Prateleiras) – Visup
  • Fissura dos Ventos (Prateleiras) – VIIc
  • Via AM Chocolate com Pandeiro (Pedra do Registro) – D2 6º VIsup
  • Via Mãe Natureza (Pedra do Registro) – D4 6º VIsup A2 E3
  • Via No Amaryllis (Pedra do Registro) – D4 6º VIIb E3
  • Via Só Para Loucos (Pedra do Registro) – D5 A3+ VIIc E4
  • Via Trágico e Sublime (Pedra do Registro) – D4 7º VIIa A2+ E4
  • Via Alexandra (Pedra do Altar) – D2 3º IV A1 E3
  • Via da Face Sul (Pedra do Altar) – IIIsup A1
  • Fissura Taurus (Último Adeus) – VI
Vias de escalada em Itatiaia
Vias de escalada em Itatiaia
Dicas para a bagagem

Furnas

O cânion de Furnas está localizado em Capitólio, Minas Gerais.

É uma conquista famosa para os praticantes de escalada porque suas paredes rochosas altas dão uma bela vista do Lago de Furnas e possibilitam a prática com fendas que chegam a ultrapassar os 70 metros de altura.

Aproveite os paredões naturais com mais de 20 metros de altura do Capitólio que são ideais para a escalada no Brasil.

A escalada esportiva de Furnas fica ao lado da Cachoeira do Filé. Você pode chegar de barco ou lancha para explorar a paisagem do local próximo à queda da cachoeira ou acessar por cima de carro.

Segue abaixo algumas vias de Furnas para escalada:

  • Racha Preta (Setor Cânion) – Vsup
  • BatFenda (Setor Cânion) – VIIa
  • Kingstone (Setor Cânion) – VIIIb

Hospede-se em Capitólio no Camping e Pousada Canyons, Pousada Lagoa Azul, Pousada do Rio Turvo ou Balneário do Lago Hotel.

O aeroporto mais próximo de Capitólio é o Aeroporto Estadual de Ribeirão Preto (RAO) no estado de São Paulo, mesmo que a cidade esteja localizada no estado de Minas Gerais.

Vias de escalada em Furnas
Vias de escalada em Furnas

Pão de Açúcar

A escalada no costão do Pão de Açúcar é uma aventura clássica para os amantes do esporte, sendo que existem algumas vias possíveis que vai depender do seu nível de experiência.

O Pão de Açúcar é um dos principais cartões postais do Rio de Janeiro e a possibilidade de praticar esse esporte em um monumento natural tão famoso é uma oportunidade única.

A escalada pela via Coringa é uma das escaladas mais populares, principalmente para os mais novos, que passa pela face sul e com lances quase verticais. É necessário percorrer uma caminhada de 1 km e possui um desnível de 80 m, mas percorrendo um total de 315 m.

Para uma melhor escalada na via Coringa, use as pequenas agarras dos lances e alguns outros de aderência, com um bom trabalho de pés para uma escalada que leva em torno de 5 horas de duração.

Já a escalada pelo Costão do Pão de Açúcar é o mesmo caminho em que a conquista desta montanha foi feita em 1817.

Existem algumas outras variantes pelo Costão, conhecidas como Paredão Santos Dumont, Variante 14 BIS, Variante São Bento, Variante Tarcísio Resende e Heineken.

Segue abaixo algumas vias do Pão de Açúcar para escalada:

  • Paredão Coringa – D1 IIIsup E1
  • Variante 14 BIS – IIIsup
  • Paredão Santos Dumont – D1 1º II E3
  • Variante São Bento – I
  • Variante Tarcísio Resende – D1 3º IIIsup E2
  • Heineken – D1 2º III E2
  • Via dos Italianos – D1 5º VI E2

Como o cartão postal do Pão de Açúcar fica na entrada da Baía de Guanabara, no Bairro Urca, e o ideal é ficar hospedado em algum bairro próximo da Zona Sul, como Ipanema ou Copacabana, por exemplo, ou no Centro da cidade.

Entre as dicas de hospedagem podemos citar o Hotel Atlântico Praia, o Miramar Hotel, o Rio Othon Palace ou o PortoBay Rio de Janeiro.

Para chegar até lá mais rapidamente, o aeroporto Santos Dumont fica mais próximo, levando aproximadamente 10 minutos até a montanha, sendo até uma opção para quem quiser fazer uma viagem bate-volta.

Vias de escalada no Pão de Açúcar
Vias de escalada no Pão de Açúcar
Para aproveitar melhor a viagem

Chapada Diamantina

A escalada Diamantina pode ser o destino mais completo com relação à diversidade de rochas, sendo desafiador desbravar as montanhas da Chapada Diamantina, na Bahia.

As vias da Chapada Diamantina foram instaladas em locais com cachoeiras e a prática do montanhismo é feita entre a mata nativa. É ideal para aventureiros, sendo um ótimo local para iniciantes e para famílias também.

A região tem todas as modalidades de escalada disponíveis e conta com um potencial infinito para exploração. Os tipos de rochas existentes nas vias de escalada são arenito, quartzito e conglomerado.

O roteiro mais comum para a prática é o Parque da Muritiba, mas os setores de escalada estão espalhados por todo o Parque Nacional da Chapada Diamantina.

Para o boulder (escalada de bloco), a prática pode ser feita nas cachoeiras, com destaque para a Vila de Igatu, cheia de potencial em meio à natureza para novas escaladas.

Segue abaixo algumas vias da Chapada Diamantina para escalada:

  • Topazio (Muritiba – Bloco Diamante) – VIsup
  • Curisco (Muritiba – Bloco Diamante) – VIIIc
  • Boca de Escopeta (Muritiba – Bloco Diamante) – VIIb
  • Ametista (Muritiba – Bloco Diamante) – Visup
  • Clube da Esquina (Muritiba – Setor Halley) – VIIa
  • Valderrama (Muritiba – Setor Halley) – 10a
  • Clube da Esquina (Muritiba – Setor Halley) – VIIa
  • Bolt (Muritiba – Setor Halley) – VIIIa
  • Pauliceia Baiana (Morro do Pai Inácio) – 5sup
  • Chapeleiro Maluco (Morro do Pai Inácio) – 6 A0

O aeroporto na cidade de Lençóis tem a localização mais próxima, a 430 km da capital de Salvador.

Você também pode chegar através de ônibus intermunicipais a partir da principal rota, em Salvador, até Lençóis. A rodoviária da cidade fica no centro e é possível chegar a pé em grande parte dos hotéis.

Entre as indicações de hospedagem estão o Hotel de Lençóis, o Portal Lençóis, o Hotel Canto das Águas ou a Pousada Vila Serrano.

Outras cidades próximas para hospedagem são: Vale do Capão, Mucugê e Igatu. Ainda há bases isoladas ao longo da estrada, para quem vai de carro.

Vias de escalada na Chapada Diamantina
Vias de escalada na Chapada Diamantina

São Bento do Sapucaí

O principal destaque de São Bento do Sapucaí é o Complexo Pedra do Baú, cartão postal localizado na Serra da Mantiqueira (SP) e é uma ótima pedida para escaladas.

A Pedra do Baú tem 1.950 metros de altitude e uma face rochosa ao norte que pode atingir até 400 metros.

A Pedra do Bauzinho está a 1.760 metros de altura e é mais acessível para quem gostaria de subir sem um monitor e com menos esforço.

O visual inesquecível da Pedra do Baú conta com a vista do Mirante do Vale Paiol Grande e também das cachoeiras dos Amores e Toldi.

Segue abaixo algumas vias de São Bento do Sapucaí para escalada:

  • 5 conto (Pedra do Bauzinho) – D1 4º VIsup E3
  • Aslan (Pedra do Bauzinho) – VIIb
  • Donelin (Pedra do Bauzinho) – D1 5º VIIb E2
  • Irmãos Cortez (Pedra do Bauzinho) – D1 VIIc E2
  • Anjos Covardes (Pedra do Baú) – D2 5º VIIb E3
  • Via Bito Meyer (Pedra do Baú) – D2 6º VIIb E3
  • Chora Negão (Pedra do Baú) – D2 5º VIIc E3
  • Casas Bahia (Pedra do Baú) – 9b
  • Cagões em Fuga (Pedra do Baú) – D2 5º VIIb E3

O acesso para São Bento dura quase 3 horas saindo de São Paulo de carro e pouco mais de 5 horas saindo do Rio de Janeiro.

O Aeroporto mais próximo de São Bento do Sapucaí é o de São José dos Campos, com distância de 80 km do local.

Uma dica é hospedar-se no Refúgio Eliseu Frechou que está a 2 km do centro de São Bento do Sapucaí. Outras opções são a Pousada Aldeia Manacás, a Pousada Rota dos Pássaros, a Pousada Lua Bonita ou a Pousada Turmalinas.

Vias de escalada em São Bento do Sapucaí
Vias de escalada em São Bento do Sapucaí
Cópias de documentos

Pindamonhangaba

Entre as melhores montanhas para escalada esportiva, duas estão em Pindamonhangaba: a Falésia Paraíso e a Falésia do Zé Vermelho. Juntas, elas têm mais de 200 vias e a escalada é em rocha de granito.

As vias são para todos os graus de dificuldade e a melhor época para ter a experiência ideal em escalada outdoor é no período de secas, de maio a setembro. A dica é começar com escaladas mais fáceis e aumentar o grau ao longo do dia.

Na Falésia Paraíso, a mais conhecida para os escaladores, as vias são mais simples e consideradas de baixa e média graduação.

Segue abaixo algumas vias de Pindamonhangaba para escalada:

  • A Volta da Furadeira (Falésia Paraíso) – VIIIa
  • A Volta da Talhadeira (Falésia Paraíso) – Vsup
  • Amnésia (Falésia Paraíso) – VIIa
  • Cleópatra (Falésia Paraíso) – VIIc
  • Hércules (Falésia Paraíso) – VIIIc
  • Nervo Ciático (Falésia Paraíso) – VIIa
  • O Despertar do Poeta (Falésia Paraíso) – IXa
  • Tutancamon (Falésia Paraíso) – IXa

Pindamonhangaba está a 149 quilômetros da capital paulista. O aeroporto mais perto de Pindamonhangaba é o de São Paulo (GRU).

O recomendável é se hospedar em Pindamonhangaba mesmo, onde há várias opções de pousadas, hotéis e até fazendas, entre eles o Intercity Patio, o Hotel Vitória, o Domum Hotel ou a Pousada Sagrados Corações.

Seguem cidades mais próximas caso queira outras opções de hospedagem: São José dos Campos, Caçapava e Taubaté.

Vias de escalada em Pindamonhangaba
Vias de escalada em Pindamonhangaba

Serra Caiada

Serra Caiada fica no Rio Grande do Norte, no Agreste Potiguar, e está apenas a 70 km da capital do estado.

A cidade está também às margens da BR-226 e é possível chegar tanto de carro, quanto de ônibus. Há um estacionamento na base da pedra e, de avião, chegue através do Aeroporto Internacional de Natal.

Serra Caiada oferece algumas opções de pousadas bem avaliadas, como a Pousada Pedra Grande que você pode reservar no Hotéis.com.

Seu tipo de rocha é gnaisse granitóide e a melhor época para visitar o local é de agosto a fevereiro, já que o meio do ano é o período de chuvas. É recomendável para iniciantes da escalada no Brasil, mas também atrai escaladores experientes na prática.

Segue abaixo algumas vias da Serra Caiada para escalada:

  • 25 de Março – IVsup
  • Anaconda – VIIb
  • Via Chuva de Lacas – 4º V E1
  • Via Arapuca de Bailarina – 4º Vsup E3
  • O Coronel e o Pescador – 5º VIIa
  • Lomechusa – III
  • Porquinho Voador – VI
  • Surucucu – VIIc
Vias de escalada na Serra Caiada
Vias de escalada na Serra Caiada
Adaptador de tomadas

Pedra da Boca

Pedra da Boca fica em Araruna, na Paraíba, e recebe visitantes de várias partes do país para o turismo de aventura.

Chegue também do aeroporto de Natal e se dirija de carro ou ônibus até a cidade de Passa e Fica, no Rio Grande do Norte.

De lá, pegue um moto-táxi rumo a casa do Seu Tico, conhecido por ser o guia local de todas as trilhas e setores de escalada esportiva.

Alguns dos melhores hotéis próximos a Pedra da Boca são: a Pousada Villas da Serra, na Serra de São Bento; Pousada e Restaurante Manaím, em Passa e Fica e Chalé Bons Ventos, também na Serra de São Bento.

O local impressiona pela beleza das pedras e é excelente para quem curte trilhas e escaladas.

Na Pedra da Boca também há passagens entre grutas e cavernas, com alguns apertos por passagens mais estreitas até a cavidade.

Segue abaixo algumas vias de Pedra da Boca para escalada:

  • Via Carneirex – 3º IV E1
  • Frango Frito – D1 6º VIIa E2
  • Via Fratura de Têmpora – 3º IV E2
  • Mãe Pantanha – D1 5º VIsup E3
  • Via Sulo Zigomo – V
Vias de escalada na Pedra da Boca
Vias de escalada na Pedra da Boca

Lapa do Seu Antão

Lapa do Seu Antão está localizada em Pedro Leopoldo, em Minas Gerais, e é mais um ponto interessante para a escalada.

O tipo de rocha é calcário e o melhor é que você pode visitar o local em qualquer época do ano, não existindo uma temporada mais adequada para a prática.

Lapa do Seu Antão fica próxima da capital mineira Belo Horizonte (distante 136 km, aproximadamente 2 horas de viagem), que possui aeroporto internacional e rodoviária que recebe ônibus de todas as partes do Brasil.

Tem aproximadamente 150 vias para chegar até o pico e das mais variadas graduações, tornando a localidade a mais atrativa para escalada esportiva no país.

Segue abaixo algumas vias de Lapa do Seu Antão para escalada:

  • A Vaca Mora ao Lado – V
  • Ás de Espadas – VIIIb
  • Cada Um No Seu Quadrado – VIsup
  • Gravidade Zero – IXa
  • Meditando em Transparência – VI
  • Orelha de Vivi – VIIa
  • Tanga Bamba – IXa

A dica é ficar hospedado no Abrigo Rupestres da Lapa, que está a 1 km da rocha ou no Lugar para Dormir, que se situa na Lapinha (próximo a Gruta da Lapinha) e fica a 10km do parque.

Ainda você pode ficar hospedado em Belo Horizonte, em lugares como o Nobile Inn Pampulha, o Normandy Hotel ou o Holiday Inn Savassi.

Vias de escalada na Lapa do Seu Antão
Vias de escalada na Lapa do Seu Antão
Fotos e identificação das malas

Pico Ibitirati

O Pico Ibitirati fica no Paraná e é muito procurado por amantes e profissionais do esporte, com 600 metros de subida à sua disposição.

Os montanhistas precisam ter cuidado com as condições climáticas que mudam rapidamente na região. É normal chegar ao Pico Ibitirati e seguir para outro famoso ponto, o Pico Paraná.

Segue abaixo algumas vias do Pico Ibitirati para escalada:

  • Via Mar de Caratuvas – D4 5º VI E4
  • Infarto Neurológico – 6º VIsup A2 E4
  • 3 Chapas
  • Musgos Eternos nas Mentes Delirantes
  • Toca toca o pau na mula

O acesso à montanha para as vias de escalada é feito pelo litoral do estado, pelo município de Antonina, precisamente pelo vilarejo de Cachoeira de Cima/Bairro Alto.

O tempo para chegada é de aproximadamente 2 horas de carro desde Curitiba. Portanto, o aeroporto mais próximo é o Aeroporto Internacional de Curitiba.

A dica é ficar hospedado em Morretes, distante 20 minutos de Antonina, em locais como a Pura Vida Residence, a Pousada Cidreira, a Pousada Guanumbi ou o Recanto da Mata.

Vias de escalada no Pico Ibitirati
Vias de escalada no Pico Ibitirati

Corupá

Corupá fica em Santa Catarina e possui um dos melhores pontos de escalada no Brasil, principalmente no Parque Natural Braço Esquerdo, que faz divisa com São Bento do Sul.

Essa é considerada a melhor escalada de conglomerado (rocha de qualidade) do país e você escala ao som da cachoeira com um grande número de vias de grau elevado, mas escolha entre vias longas ou boulderísticas.

Ainda mais, há sombra o dia inteiro e é um destino de ecoturismo rico em belezas naturais com seus rios e cachoeiras, ideal para ir no verão para praticar a escalada.

Segue abaixo algumas vias de Corupá para escalada:

  • Badalhoca – VIIIb
  • Humildade no Ar – 10a
  • Menino Bang Bang – 10c
  • Chivas – 4º
  • Lado Negro da Força – 6º sup
  • Boca Mordendo – 9b

O aeroporto mais próximo de Corupá é o de Joinville, com distância de cerca de 90 km.

Caso queira vir de Florianópolis, também é possível. De carro por Florianópolis, pegue a BR-101 (norte) até a altura da cidade de Joinville e entre na BR-280 em direção a Jaraguá do Sul.

Já de Curitiba, desça a BR-116 em direção ao Rio Grande do Sul para chegar a São Bento do Sul.

Entre as dicas de hospedagem estão o Hotel Tureck Garten que fica na cidade de Corupá, assim como a Estância Ribeirão Grande, o Mercure Jaraguá do Sul, assim como o Hotel Fazenda Vale das Pedras, todas essas últimas em Jaraguá do Sul.

Vias de escalada em Corupá
Vias de escalada em Corupá

Cocalzinho

A cidade de Cocalzinho de Goiás é um dos melhores destinos para praticar boulder em meio a áreas de proteção ambiental.

O tipo de rocha é quartzítica, de origem sedimentar, e a melhor época do ano para visita é entre maio a setembro (período de seca).

Os blocos de pedra têm formas e tamanhos extremamente variados e o destino parece inesgotável!

Segue abaixo algumas vias de Cocalzinho para escalada:

  • Invasão no Morro (Morro do Macaco) – VIIIa
  • Sintonia (Morro do Macaco) – VIIIa
  • Alegria, Alegria (Parque dos Pirineus) – V
  • Até Cubanos (Parque dos Pirineus) – VIsup
  • Cala e Escala (Parque dos Pirineus) – VI
  • Erótica (Parque dos Pirineus) – VIIb
  • Escoliose (Parque dos Pirineus) – VIsup
  • Manguaça (Parque dos Pirineus) – VIsup
  • Piriri (Parque dos Pirineus) – V
  • Rosinha (Parque dos Pirineus) – IV
  • Rolling Stones (Parque dos Pirineus) – VIsup

Cocalzinho de Goiás um município com apenas 15 mil habitantes que fica a 133 km da capital de Goiás, mas você pode sair de Goiânia ou Brasília de carro para chegar no local. O aeroporto mais próximo do local é o aeroporto de Brasília.

Para quem planeja ir de ônibus, pegue um para Pirenópolis e vá de táxi para Cocalzinho.

Uma opção de hospedagem para acampamento em Cocalzinho é a Cachoeira do Girassol que oferece infraestrutura e acesso ao complexo turístico.

Para maior conforto, a indicação é a hospedagem em Brasília, em hotéis como o Royal Tulip Alvorada, o Cullinan HPlus Premium, o Athos Bulcão Hplus Executive ou o Meliá Brasil.

Vias de escalada no Cocalzinho
Vias de escalada no Cocalzinho

Pontão da Fortaleza

Pontão da Fortaleza é o paraíso para os boulders e fica na praia de Fortaleza, em Ubatuba, no estado de São Paulo.

O local associa a maravilhosa orla da praia à Mata Atlântica, o que torna o passeio ainda mais delicioso entre as trilhas até chegar aos blocos.

Impressiona pela beleza da costeira rochosa, rodeada pela imensidão do mar.

O aeroporto próximo está na capital São Paulo (GRU) e esse ponto fica na região Sul de Ubatuba, então chegue de carro pelo KM 68 da rodovia Rio-Santos (BR-101).

Para se hospedar, há algumas opções de pousadas de frente ao mar da Praia de Fortaleza, como o Refúgio do Corsário, a Pousada Ilha Vitória, o Hotel Porto do Eixo ou a Pousada Kaliman. Mas você também pode optar por alugar casas de temporada.

Vias de escalada no Pontão da Fortaleza
Vias de escalada no Pontão da Fortaleza

Falésia da Barrinha

A Falésia da Barrinha é uma falésia negativa localizada no bairro da Barra da Tijuca no Rio de Janeiro. O aeroporto Santos Dumont é o mais próximo para voos domésticos.

A Falésia da Barrinha é considerada um dos pontos altos para a modalidade de escalada esportiva.

Ela tem vias de até 30 metros e as maiores podem precisar de até 17 costuras. Assim, a Falésia da Barrinha fica no início da trilha que leva a famosa Pedra da Gávea.

O acesso principal para a Pedra da Gávea fica no final da Estrada do Sorimã. Mas, antes de chegar nesse ponto, a trilha é pesada entre raízes e pedras.

Segue abaixo algumas vias da Falésia da Barrinha para escalada:

  • Abobrinha – VIIIc
  • Barra Mansa – VIIb
  • Barra Pesada – Xa
  • Calça Frouxa – VIIc
  • Chapa Quente – Xa
  • Crux com Certeza – IXb
  • Filé com Certeza – IXa
  • Massa Crítica – XIa
  • Bill – Xc
  • Vaca Louca – Xb

Se você não se hospedar próximo aos bairros São Conrado ou Barra da Tijuca, prepare-se para sair bem cedo e evite chegar ao topo da falésia com o sol muito forte.

Nas opções de hospedagem bem pertinho da Pedra da Gávea, basta procurar pousadas, hotéis e acomodações na Zona Sul do Rio de Janeiro, como o Windsor Hotel. Ou então em São Conrado, como no Hotel Nacional.

Vias de escalada na Falésia Barrinha
Vias de escalada na Falésia Barrinha

Conceição do Mato Dentro

Conceição do Mato Dentro não é uma das áreas de escalada mais badaladas, porque não supera a fama da Serra do Cipó, também em Minas Gerais.

Porém é um lugar incrível porque é o lugar onde fica o Parque do Tabuleiro, onde fica a terceira maior queda d’água do Brasil.

Além disso, como lugar de escalada, tem uma qualidade rara: você pode parar o carro do lado de boulders, sendo o acesso mais fácil para a escalada de blocos já visto.

Ou seja, além da escalada esportiva, o local é um dos melhores picos de boulder, oferecendo grandes blocos.

Segue abaixo algumas vias de Conceição do Mato Dentro para escalada:

Fica localizado a 60 km da Serra do Cipó, que está localizada a 160 km de Belo Horizonte.

O aeroporto mais perto de Conceição do Mato Dentro é o de Belo Horizonte mesmo, Confins (CNF), que fica a 140 km de distância.

Há algumas pousadas e hotéis em Conceição do Mato Dentro para se hospedar, como o Itabira Hotel, o Alfon Hotel, a Pousada do Lago e o Splendore Hotel.

Vias de escalada em Conceição do Mato Dentro
Vias de escalada em Conceição do Mato Dentro

Cachoeira do Tabuleiro

A Cachoeira do Tabuleiro fica no Parque Natural Municipal do Tabuleiro, distante 19 km do Centro de Conceição do Mato Dentro, pouco menos de uma hora indo de carro.

Você pode estar hospedado em Conceição do Mato Dentro e passar por esse local, devido à proximidade.

A escalada na Cachoeira do Tabuleiro conta com quase 300 m de parede de quartzito com linhas e já tem inúmeras vias tradicionais em sua lateral.

Segue abaixo algumas vias de Cachoeira do Tabuleiro para escalada:

  • Hidronotopo – D5 VIIIa A1 E3
  • Incrível Engano – D1 7º VIIa E2
  • Mestre Mister – D3 7º VIIc A0 E2
  • Natureza Selvagem – D6 7º VIIIa E3
  • Torres del Pânico – D2 8º VIIIb E1

Esse local é um exemplo no Brasil da prática de esportes de aventura em unidades de conservação e parques nacionais.

Portanto, assine as devidas autorizações para a escalada e aproveite ao máximo a sua prática nesse paraíso.

Vias de escalada na Cachoeira do Tabuleiro
Vias de escalada na Cachoeira do Tabuleiro

Milho Verde

Blocos a perder de vista a cerca de 200 km de Belo Horizonte: essa é a característica do roteiro de escalada por Milho Verde.

O Milho Verde tem a capacidade de se tornar destino internacional por ser conhecido como os alpes mineiros e ter uma grande quantidade de blocos de qualidade para escalada espalhados pela região.

Esse pico de boulder pode ser seguido após a visita à Cachoeira do Tabuleiro, pouco mais de 80 km depois desse local.

Chegue pelo aeroporto de Confins também. De carro, o acesso é pela BR-040 (direção Brasília), BR-135 e BR-259. Você pode seguir de Diamantina pegando o acesso pela MG-010 e sua distância é 98 km.

Alugue um hotel, pousada ou casa de temporada em Milho Verde mesmo, como a Pousada Luar do Rosário, a Pousada Cachoeiras de Milho Verde ou a Casa Rústica Milho Verde.

Vias de escalada no Milho Verde
Vias de escalada no Milho Verde

Iperó

Conhecido como Iperocks, o point impressiona na região paulista. Iperó está a uma hora da capital de São Paulo com blocos e mais blocos de arenito, mais precisamente em Sorocaba.

Esse pico vem se desenvolvendo rapidamente na escalada do tipo Boulder pela qualidade de rocha excelente e a quantidade de blocos e linhas se multiplicando.

Já conta com mais de 300 linhas de boulder nesse arenito de qualidade e é ótimo para escalar.

A cidadezinha de Iperó tem 36 mil habitantes e não tem nem hotéis ou ao menos pousadas para os visitantes. O aeroporto mais próximo é o de Congonhas.

Mas seu potencial para 5 setores de escalada já atraiu uma multidão de escaladores, então você pode ficar hospedado em Sorocaba ou Boituva, distante 9 km da cidade, como o All Inn Sorocaba, o Golden Park Sorocaba ou o Novotel Sorocaba.

Vias de escalada no Iperó
Vias de escalada no Iperó

Pedra Riscada

Pedra Riscada fica em São José do Divino, mais um ponto em Minas Gerais e é considerada a maior parede rochosa do Brasil.

As rotas têm diversos estilos e é a evolução da escalada em rochas no estado, porque há vários graus e níveis de comprometimento também.

Então, o complexo de montanhas da Pedra Riscada é um dos principais locais para quem busca desafios na escalada, com muitos braços, vales, arestas e até topos falsos com escalada em granito.

Segue abaixo algumas vias de Pedra Riscada para escalada:

  • Barrufets – D5 7º VIsup
  • Carolina – D1 5º V
  • Cria Cuervos – D6 7º VIIa E6
  • Divina Liberdade – D5 5º VIIa E3
  • Moonwalker – D4 4º Vsup E3
  • Onde o Vento Faz a Curva – D5 7º VIIIa E3
  • Vai, Mas Não Cai Não – D6 6º VIIa E5

O aeroporto mais próximo é o Aeroporto de Governador Valadares, distante 120 km, aproximadamente 2 horas de viagem.

Para chegar ao município de São José do Divino de carro, vá pela BR-259 e BR-381 e siga sentido à Comunidade de Nossa Senhora Aparecida.

Hospede-se em alguma dessas pousadas: Pousada Dois Irmãos, Refúgio Pedra Riscada e Pousada São José.

Vias de escalada na Pedra Riscada
Vias de escalada na Pedra Riscada

Agulha do Diabo

A Agulha do Diabo é um dos lugares para a prática mais lindos do mundo localizado na sede do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Teresópolis, no Rio de Janeiro.

A distância aproximada do Aeroporto Rio De Janeiro-Galeão (GIG) para Teresópolis é 87 km.

Hospede-se na cidade de Teresópolis, já que a distância do Rio de Janeiro até o local de escalada é de 60 km.

Há diversas opções de pousadas e casas de temporada, bem avaliadas ou econômicas, como o Intercity Teresópolis, o Hotel Willisau, o Athos Hotel e a Nova Pousada Chamonix.

Para chegar ao seu cume pontiagudo é uma caminhada difícil. É recomendável para escaladores em rocha com experiência e bom preparo físico.

Seguindo rumo ao imponente topo, o escalador passa por um mirante e uma passagem um pouco fechada chamada Morro da Cruz.

A seguir, a trilha segue em direção ao Mirante do Inferno para alcançar a base da Agulha do Diabo. Em toda a trilha, é preciso vencer trechos de aderência, micro agarras, chaminé e entalamento até chegar ao topo.

Para subir e descer, leva-se em média 14 horas ao todo nessa atividade, mas depende da condição física, aptidão e conhecimento do caminho.

Segue abaixo algumas vias da Agulha do Diabo para escalada:

  • Crédito Divino – D5 A2+ IV E2
  • Diabinho – A0
  • Via Agulha do Diabo – D2 4º V C E3
Vias de escalada na Agulha do Diabo
Vias de escalada na Agulha do Diabo

Monte Roraima

O Monte Roraima fica na tríplice fronteira entre o Brasil, Venezuela e Guiana, sendo um sonho também para os escaladores.

A subida de 6 km até o pico tem terrenos variados, desde solo arenoso, com lama, pedras, cachoeiras e mata fechada. A recomendação é ir entre setembro e março.

O clima é instável lá em cima e há trechos bastante íngremes, embora você não fique exposto a muitos abismos.

As formações rochosas são desafiadoras e surpreendentes. Assim, esse lugar é enigmático e um ambiente singular com natureza preservada, por isso se tornou um dos destinos mais populares para a escalada.

As condições de acesso para a prática são relativamente fáceis, embora chegar a sua localização seja uma aventura mais complicada.

Segue abaixo algumas vias do Monte Roraima para escalada:

  • Behind The Rainbow – 9º 10a
  • Cutting The Line – D6 VIIIa A2+
  • Great Northern Prow – D6 7º IXa E6
  • Guerra de Luz e Trevas – D6 6º VIIa A3 E5
  • Lost World – D6 A3
  • The Scorpion Wall – D6 7º VIIc A0

O aeroporto mais próximo é o de Boa Vista. O modo mais fácil de chegar ao Monte Roraima é pela cidade de Santa Elena de Uairén, na Venezuela, atravessando a fronteira a partir de Boa Vista.

Portanto, hospede-se em Boa Vista antes de seguir para essa aventura em hotéis como Ibis Style, Hotel Euzebios, o Aipana Plaza Hotel ou o Hotel Orla do Rio Branco.

Vias de escalada no Monte Roraima
Vias de escalada no Monte Roraima

Parque Estadual da Pedra Branca

O Parque Estadual da Pedra Branca está localizado na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, no Bairro Jacarepaguá, abrigando uma das vias de escalada mais antiga do Rio de Janeiro.

Ele é considerado um dos maiores parques urbanos do mundo, com montanhas e falésias espalhadas à sua volta. O acesso para o topo mais alto do Rio de Janeiro é feito a partir da Pedreira Tamoio, na Rua Dr. Odim Góes, uma rua sem saída.

Ao longo da trilha e seguindo as poucas sinalizações, você aprecia o bioma da Mata Atlântica, os mirantes naturais e seus rios e cachoeiras cristalinas.

Cuidado com as várias bifurcações: para seguir sem problemas até o pico, siga atentamente as orientações de um guia na longa caminhada a ser feita.

A escalada exige experiência e preparo físico devido aos trechos de grande aclive. É um bom lugar para quem pratica os tipos de escalada tradicional, esportiva e boulder.

Segue abaixo algumas vias do Parque Estadual da Pedra Branca para escalada:

  • Ervas Verdes – 7a
  • Super Sonic – 9b
  • Cão de Briga – 9º
  • Cortina de Fumaça – 8a
  • Tomatecru – 7c
  • Tomaton – 7c

O aeroporto mais próximo é o Santos Dumont. Hospede-se em Jacarepaguá mesmo para acessar o parque pelo bairro Taquara, no Núcleo Pau da Fome ou pelo núcleo Camorim.

Entre as dicas de hospedagem em Jacarepaguá estão o Quality Hotel e o Samba Rio Convention.

Vias de escalada na Pedra Branca
Vias de escalada na Pedra Branca

Serra do Marumbi

A Serra do Marumbi é considerada o berço do montanhismo brasileiro, localizada no Paraná. O aeroporto mais próximo é o Aeroporto Internacional Afonso Pena, conhecido como o aeroporto de Curitiba.

Para chegar até lá você pode percorrer a Estrada da Graciosa ou então viajar de trem pela rota ferroviária Curitiba até Morretes para curtir a natureza e chegar na Serra do Mar em grande estilo, onde fica a Serra do Marumbi

De fato, fazer a escalada na Serra do Marumbi é uma experiência incrível. Ele fica próximo à cidade de Morretes e possui uma paisagem de tirar o fôlego.

Escalar o maciço montanhoso pesado é uma verdadeira muralha. Por isso, requer preparo para subir os 1500 metros de altitude em uma trilha vertical que emerge da Mata Atlântica e uma caminhada que pode durar 10 horas.

A trilha passa por gargantas profundas e é considerada a mais difícil do Brasil. Assim, essa subida é recomendada apenas para quem já alcançou um nível de experiência alto.

Segue abaixo algumas vias da Serra do Marumbi para escalada:

  • Atalho do Paraíso – D4 7º VIIIc A1
  • Cada Macaco no Seu Galho – VIIa
  • Cristal Negro – 7º VIIb
  • Fuga do Cafofo – VIIIb
  • Ilusionista – 7º VIIIa
  • Maria Buana Ventosa – 7º VIIIb
  • Via Los Encardidos – D4 7º VIIIa A1
  • Terra de Marlboro – D2 6º VIIb A1

A hospedagem em acomodações na cidade próxima a Morretes é uma opção para ficar em hospedagens como o Armazém do Porto ou o Pura Vida Residence, mas Marumbi tem alguns lugares como a Eco Estância Maktub e Pousada Graciosa perto do Pico do Marumbi.

Vias de escalada na Serra do Marumbi
Vias de escalada na Serra do Marumbi

Cuidados necessários

Se você vai encarar uma cadeia de montanhas ou qualquer outra escalada pelo Brasil afora, importante ler as dicas abaixo sobre os cuidados necessários antes de partir para a viagem.

Vamos explicar melhor como se resguardar nessas viagens e no que prestar atenção quando o objetivo é praticar a escalada nos melhores lugares do Brasil.

Seguro de viagem

Das regras de segurança para os turistas que ficam expostos em atividades esportivas como a escalada no Brasil, contratar o seguro de viagem para esportes é uma das ações mais importantes.

Se deslocar por lugares de aventura para competição ou lazer, requer estar precavido para qualquer problema que ocorra em meio à natureza. Simplesmente, algo pode acontecer e te surpreender.

O seguro de viagem para o turismo esportivo é fundamental para cuidar da sua saúde e evitar riscos desnecessários, como não ter onde ser atendido no local que você escolheu para escalar.

A nossa indicação para a procura do melhor seguro é o site da Seguros Promo, uma plataforma especializada nesse ramo e que é parceira aqui do blog pela qualidade dos seguros oferecidos.

Para a compra, você pode utilizar o nosso cupom VIDADETURISTA5 que ajuda com 5% de desconto.

>> Fazer cotação de seguro de viagem

Condicionamento físico

Não negligencie também o seu condicionamento físico. Prepare o corpo para começar a escalada, uma atividade que estimula diversos grupos musculares e precisa de preparo aeróbico para ser prazerosa.

Corrida e natação são boas alternativas para deixar o corpo em alerta para a atividade. Alongue antes da prática e crie esse costume para condicionar o físico para a escalada.

Depois, veja como você suportará com mais facilidade toda a demanda dos músculos e das articulações.

Alimentação

Cuide da alimentação com um cardápio rico em proteínas e carboidratos para praticar esse esporte. É um conselho importante, mesmo que simples.

Os praticantes da escalada precisam ter a energia proporcionada pelos carboidratos para gastar as calorias exigidas durante a prática. Enquanto as proteínas também ajudam na reconstrução muscular.

Psicológico

A escalada e o montanhismo precisam de um bom preparo físico e psicológico, porque as vias de escalada proporcionam diferentes graus de dificuldade e é um grande desafio para a maioria das pessoas.

O escalador pode apresentar sentimento de frustração por não conseguir passar por certos empecilhos, precisa de concentração extrema, motivação para utilizar toda a sua técnica em prol de chegar ao cume e, portanto, é necessário preparar o psicológico para todos os medos que surgem no caminho.

Assim, estando com o psicológico preparado, evita-se acidentes por imprevistos causados através de reações perigosas durante a prática.

Equipamentos

A pior situação para um escalador é ter equipamentos básicos de escalada sem manutenção guardados na mochila, seja para um iniciante ou experiente atleta.

Importante conhecer quais são os equipamentos adequados e fazer a devida manutenção para aumentar a vida útil de cada equipamento e sua resistência.

Cuide bem até de sua sapatilha de escalada, ou seja, veja desde os instrumentos mais simples até os mais essenciais, como as cordas.

Em momentos de necessidade, sentir que está assessorado com o que há de mais seguro fará toda a diferença.

Leve os equipamentos mais importantes e guarde em um local limpo e que não seja exposto ao calor.

Entre os equipamentos mais importantes para a escalada estão:

Importante ter bons equipamentos para escalada
Importante ter bons equipamentos para escalada

Acompanhamento de guias

Para quem busca este tipo de passeio apenas por lazer, é essencial ter o acompanhamento de guias para mostrar o trajeto seguro a ser seguido.

Guias preparados e empresas especializadas podem acompanhar até mesmo os escaladores mais aptos tecnicamente e que não conhecem os diversos níveis de dificuldade do local escolhido para escalar.

As instruções dos guias em escaladas (por mais complicadas que sejam) são muito úteis para quem costuma praticá-la sozinho também.

Fique sempre atento para as atividades de montanhismo que exigem conhecimento e uma escalada guiada no local.

Treinamento/Graduação necessária

Montanhistas e escaladores podem iniciar o seu interesse pela escalada no Brasil escalando muros para que depois evoluam para as paredes rochosas.

O modo mais fácil e seguro de começar antes de partir para as grandes montanhas é treinar em pequenos muros em uma academia de escalada indoor e fazer um curso onde é possível praticar sessões de treinamento, aprendendo as técnicas básicas.

Mas o principal para qualquer pessoa é desenvolver em um ambiente seguro os aspectos de força e resistência necessários para virar um escalador, mesmo que não seja profissional.

Conclusão

Esperamos que esse artigo te ajude a escolher o melhor lugar para escalar no Brasil. Procuramos fazer esse um dos artigos mais completos para ajudar na prática do esporte.

Apresentamos as modalidades existentes, dicas como realizar a prática com segurança e todos os benefícios que a escalada traz, independente do tipo escolhido.

Antes de partir rumo ao ponto mais alto de alguma localidade presente neste post, analise o tipo de rocha da montanha, a melhor época para a visita, quantas vias esportivas já foram abertas, se você está preparado para a subida e como chegar, analisando o aeroporto mais próximo e a cidade que oferece hospedagem perto da prática esportiva.

Após todas essas informações, agora é só aproveitar! Cuide do planejamento básico contratando um seguro de viagem, separe os equipamentos necessários, esteja com corpo e mente preparados.

Seja um escalador nas suas férias ou dias de folga e curta o turismo esportivo em meio à natureza. Para mais informações sobre viagens e lugares incríveis para conhecer, continue navegando pelo nosso blog!

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat