BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Como foi nossa viagem para Pisa na Itália

Olá pessoal, aqui é a Nilce Bueno trazendo mais um artigo sobre as nossas viagens e andanças pela Europa, sendo que hoje vamos falar de uma cidade muito famosa por um monumento, que é a cidade de Pisa, na Itália.

Vamos falar sobre os principais pontos turísticos de Pisa, o que você deve levar em consideração ao visitar a cidade também dicas de hotéis e restaurantes para ter uma experiência de viagem para Pisa tão boa quanto a que nós tivemos.

Expectativas da viagem

Visitar a cidade da torre inclinada e de Galileu era um sonho de toda família, que realizamos em um dia de inverno, com um frio vivo e intenso, que nos acompanhava em nossas experiências.

Botamos o pé na estrada e lá fomos nós! Embarcamos em nossa van e lá chegamos por volta do meio dia.

Estávamos loucos para conhecer aquela cidade pequena, mas tão famosa da Itália, que hoje é também um importante centro industrial.

De fato ela é tão pequena que dá para visitar todas suas atrações turísticas a pé e de uma só vez!

Queríamos logo conhecer a famosa torre, que afinal falar em viagem para a Itália e não visitar a Torre de Pisa é o mesmo que ir ao cinema sem pipoca.

Como foi nossa viagem para Pisa na Itália
Como foi nossa viagem para Pisa na Itália

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










A chegada em Pisa

Fizemos um bate volta de um dia, partindo de Florença, que de carro proporciona acesso mais fácil pela autopista, além de poder curtir a vista das estradas.

Como desta vez fomos sem guia nenhum. Procuramos logo como chegar ao Campo dei Miracoli em Pisa.

Paramos o carro em um estacionamento a meio quarteirão de distância do campo, onde retiramos nosso ticket para pagarmos na volta.

No caminho nos deparamos com vários vendedores de souvenires e suas bancas, exibindo uma variedade imensa de lembranças do local.

Vista da Torre de Pisa ao chegar no estacionamento
Vista da Torre de Pisa ao chegar no estacionamento
Cupom desconto viagem

O que fazer em Pisa

Vamos ver agora as principais atrações turísticas de Pisa que conhecemos e também falar de algumas que não conhecemos por falta de tempo para conhecer deixando aquele gostinho de quero mais.

Praça Duomo

Logo entrando para dentro dos muros que cercam o Campo dos Milagres de Pisa, encontramos a Praça Duomo, ou Praça dos Milagres, que reúne os 4 monumentos do estilo românico pisano, que em 1987 a UNESCO declarou como Patrimônio da Humanidade: a Catedral, a Torre de Pisa, o Camposanto e o Batistério.

Dentro há uma bilheteria, localizada junto às lojas internas, é onde você pode comprar seu ticket que dá direito as entradas nos recintos, ou se preferir pode adquirir com antecedência pelo site oficial.

Essa é a Praça Duomo onde fica localizada a Torre de Pisa
Essa é a Praça Duomo onde fica localizada a Torre de Pisa

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

Catedral de Santa Maria Assunta (Duomo)

A Catedral é a Catedral de Santa Maria Assunta, dedicada à Virgem Maria. Uma obra prima que está entre as sete maravilhas do mundo, atraindo os turistas do mundo todo por sua Torre inclinada.

Com nossa família não foi diferente. Fomos conquistados pela construção de incrível perfeição arquitetônica, linhas curvas, seis níveis de arcada, e o mármore branco que reveste o templo católico.

Financiada pela guerra contra os muçulmanos em Palermo, na Sicília, quando Pisa era uma república marinha muito importante, a Catedral de Pisa foi construída longe do centro, na expectativa de que a cidade crescesse.

>> Leia também: Como foi fazer turismo em San Gimignano

A espetacular e imponente Catedral de Santa Maria Assunta em Pisa
A espetacular e imponente Catedral de Santa Maria Assunta em Pisa
Grupo de desconto de viagem

A catedral possui portas feitas em bronze. As Portas de San Ranieri do Duomo foram feitas pelo arquiteto Busketo, e prenderam minha atenção por muito tempo, pois retratam cenas bíblicas com grande perfeição.

As cenas bíblicas se misturam as imagens retratadas de palmeiras em meio ao vento. A beleza e delicadeza dos detalhes e de cada preenchimento me encantaram.

Reserve um tempo para sentir esses pequenos grandes detalhes que estão escondidos em Pisa.

Riqueza dos detalhes da porta de San Ranieri no Duomo
Riqueza dos detalhes da porta de San Ranieri no Duomo
Dicas para a bagagem

Torre de Pisa / Torre Sineira (Campanile)

Conhecida também como Campanário, Torre Inclinada ou Torre de Pisa, é o símbolo da cidade de Pisa, construída em 1773. Composta por 8 andares, alcança um total de 56 metros de altura.

Se você quiser subir na torre, precisa ter ânimo e preparo físico para vencer os três lances de escadas em espiral, que somam um total de 296 degraus.

Eu não encarei esse desafio! Entretanto, minha filha Flavia e meu genro Renato queriam curtir tudo o que tinham direito. Armaram-se de coragem e subiram até em cima da torre.

Achei interessante aquele monte de gente que ficava nas imediações da torre, subindo e se equilibrando em alguns pilares arredondados junto às grades baixas que demarcam o local, para fazer pose e tirar foto da torre, ao fundo, com as mãos estendidas, como se a torre estivesse em suas mãos.

A Torre de Pisa ficou fechada por alguns anos até 2008 para que pudessem conter sua inclinação e torna-la segura novamente. Para subir nela, é feito em pequeno número de pessoas a cada meia hora.

Os funcionários que ali estavam são super gentis e podem lhe dar informações sobre o local.

>> Leia também: Como foi conhecer a cidade de Lucca na Itália

Flávia e Renato com a tradicional foto com a Torre de Pisa
Flávia e Renato com a tradicional foto com a Torre de Pisa

Camposanto Monumentale (cemitério)

É claro que queríamos visitar o Camposanto! Afinal, adoramos cemitérios, e não poderíamos deixar de fora justamente esse, repleto de sarcófagos romanos, grandes túmulos e desenhos valiosos.

Infelizmente, estava fechado para a visitação, mas tenho certeza que teria sido incrível conhecer como eram os sarcófagos daquela época.

Sabemos que eram feitos em pedra com detalhes esculpidos, no formato de uma caixa que ficava sobre a terra. Verdadeiras obras de arte!

Em sua maioria, hoje os sarcófagos ficam encostados nas paredes, sob as arcadas das galerias. Conta-se que a coleção era bem maior, mas atualmente existem apenas 84 sarcófagos no local.

Entrada do Camposanto em Pisa na Itália
Entrada do Camposanto em Pisa na Itália
Para aproveitar melhor a viagem

Ali também se encontram 03 capelas:  Capela Ammannati (1360), Capela Aulla (1518) e Capela Dal Pozzo (1594), uma mais linda que a outra!

O Camposanto abriga relíquias que vieram da Catedral em 2009, dentre elas um espinho da coroa de Cristo, restos dos doze apóstolos e um pedaço do vestido da Virgem Maria, dentre outros.

Conhecido também como Camposanto Vecchio, o cemitério fica num edifício histórico, sobre ruinas do batistério antigo da Igreja de Santa Reparata.

O nome vem de uma crença antiga de que o cemitério foi construído em torno de um lote de terra santa que veio do Gólgota, por ocasião da Quarta Cruzada.

Não conseguimos fazer essa visita, mas pudemos apreciar sua energia pelo lado de fora.

>> Leia também: O que fizemos em Roma na Itália

Vista dos muros do Camposanto em Pisa na Itália
Vista dos muros do Camposanto em Pisa na Itália

Batistério

O prédio reservado para batismos (Batistério) é simplesmente maravilhoso! Construído entre 1152 e 1363, é uma combinação perfeita dos estilos arquitetônicos românico e gótico.

Considerado o maior batistério da Itália é também o segundo mais antigo edifício da Piazza del Miracolli.

Sua arquitetura foi inspirada no Panteão em Roma e no Santo Sepulcro em Jerusalém.

Linda arquitetura do prédio do Batistério em Pisa
Linda arquitetura do prédio do Batistério em Pisa
Cópias de documentos

Tudo é encanto dentro do Batistério: as esculturas em relevo, feitas por Nicola Pisano, no púlpito, mostram cenas da vida de Cristo. São João Batista acompanha tudo de perto, em forma de uma estátua moderna que comove.

Fomos surpreendidos pela equipe do Batistério, que fechou suas portas conosco dentro. Mas foi por uma boa causa: cantaram uma linda melodia, simplesmente para demonstrar a acústica perfeita do local.

Subimos até o segundo andar para apreciar a vista, onde se destaca o Duomo em toda sua plenitude.

Um ótimo local para tirar fotos incríveis e sentir-se mais perto de Deus! Ali me senti tão abençoada que pude passar meia hora somente agradecendo e me sentindo em paz.

>> Leia também: Como é o réveillon na Itália

Interior do Batistério em Pisa na Itália
Interior do Batistério em Pisa na Itália

Lungarnos

Ah, se essas ruas fossem minhas… Lungarnos são ruas às margens do Rio Arno, que corta a cidade, repletas de palácios com vistas para as ruas e estradas ao longo do rio.

A área mais falada é o Lungarno Mediceo, porque é ali que fica o Palácio Medici, hoje sede da Prefeitura de Pisa.

Foi muito bom caminhar por essas ruas, cruzar a ponte Solferino que liga a estação Central à Piazza dei Miracoli, ou qualquer outra ponte que cruza o rio.

Tomar um café nas mesas dos restaurantes e bares espalhados pelas calçadas de tábua ou concreto, tudo muito bom!

Tudo isso num cenário paradisíaco onde os casarões se refletem na água do Rio Solferino, misturando-se aos barcos coloridos que por lá trafegam.

Tanta beleza e paz que é impossível descrever, mas inspiraram versos dos poetas Shelley, Lord Byron, Dino Campoçano e tantos outros. Pesquise esses poemas: traduzem toda beleza e magia do lugar!

Loba Capitolina

Para finalizar o passeio no Campo dos Milagres, não poderia faltar o detalhe da Loba Capitolina, tão famosa, e que também se encontra em escultura nos gramados lindos e verdes de Pisa.

>> Leia também: O que fazer na cidade de Monza na Itália

Essa é a estátua da loba capitolina Rômulo e Remo
Essa é a estátua da loba capitolina Rômulo e Remo
Adaptador de tomadas

Igreja Santa Maria della Spina

Ainda ao longo do rio Arno, um gostoso passeio que fizemos foi caminhar da ponte di Mezzo à Igreja Santa Maria della Spina.

A igreja guarda um dos espinhos da coroa de Jesus, por isso leva esse nome. Para visita-la é preciso pagar, mas vale o preço.

Construída no século 11, em estilo gótico, é uma igreja bem pequena, mas é o único edifício que fica realmente à margem do rio.

Piazza dei Cavalieri

A Piazza dei Cavalieri é uma praça linda que tem em seu entorno edifícios importantes da cidade, como o Palazzo dei Cavaslieri (sede da Escuola Normale Superiore), Palazzo dell’Orologio, a Università Normale di Pisa.

Ainda no entorno da praça, vale a pena visitar a Igreja de San Stefano, todinha de mármore branco.

Bem no centro da praça está uma estátua lindíssima de Cosimo I, que era o grão mestre da Ordem dos Cavaleiros, que deu nome à praça.

>> Leia também: Dicas para as férias de julho na Itália

Museu da Ópera do Duomo em Pisa na Itália (na frente a obra Fallen Angel de Igor Mitoraj)
Museu da Ópera do Duomo em Pisa na Itália (na frente a obra Fallen Angel de Igor Mitoraj)

Jardim Botânico de Pisa

Fizemos questão de visitar também o Jardim Botânico de Pisa, conhecido como Orto Botanico dell’Università de Pisa.

Esta foi a primeira universidade botânica da Europa construída em um jardim. Seu fundador foi Cosimo I de Medici, em 1544.

Corso Itália

No caminho para a estação de trem Pisa Centrale, fica a rua mais movimentada de Pisa, o Corso Itália.

É nela que se concentra todo comércio turístico local, como lojas de grife, lojinhas para suvenires e restaurantes, tudo muito bom.

Fica numa excelente localização, bem pertinho dos pontos turísticos, e é excelente para comprar lembrancinhas, passear e principalmente fazer uma pausa para almoçar, lanchar, ou simplesmente degustar um vinho, uma cerveja ou um spritz.

Chamado também de aperol, o spritz é um aperitivo alcoólico delicioso, feito com laranja-azeda, rubarbo, quinquina, genciana, club soda ou água com gás. Uma delícia!

Mais para baixo no texto, na parte que fala da gastronomia de Pisa, colocamos uma receita de Spritz Aperol para quem quer sentir o gostinho da Itália.

Como iriamos ainda pegar a autopista, acabamos tomando somente um café em uma lanchonete bem na saída, onde aproveitamos para comprar lindos presentes e lembranças de Pisa, para lembrarmos das belezas pisano-romanas.

>> Leia também: Como foi nossa viagem para Bolonha

Dicas de viagem para Pisa

Vamos agora ver 5 dicas para ajudar você na sua viagem para Pisa:

  • Se você for subir na Torre de Pisa deve deixar suas bagagens perto da bilheteria.
  • A subida na Torre é proibida a crianças menores de 8 anos. Se informe na bilheteria para não ter surpresas.
  • Se possível, compre seus tickets antecipadamente para evitar pegar filas, mas saiba que é possível adquiri-los na hora também.
  • Vá preparado fisicamente para subir a Torre de Pisa, já que são 3 andares em espiral totalizado são 296 degraus.
  • Em 1 dia você consegue conhecer os principais pontos turísticos da cidade, mas para conhecer com calma recomendamos ao menos 2 dias.
Detalhes encantadores da passagem dos três Reis Magos na Porta de San Ranieri em Pisa na Itália
Detalhes encantadores da passagem dos três Reis Magos na Porta de San Ranieri em Pisa na Itália
Fotos e identificação das malas

Hospedagem em Pisa

Caso você decidir ficar por pelo menos uma noite em Pisa, saiba que a cidade tem algumas opções de hotéis disponíveis, conforme vamos ver a seguir, seja ela uma hospedagem tradicional em hotel ou até mesmo hospedagem via aluguel de apartamento via Airbnb.

Uma das opções com o melhor custo benefício é o Grand Hotel Duomo, de categoria 4 estrelas, localizado apenas 700 metros do centro, com direito a vista da Torre de Pisa se você pegar um quarto com vista, com diárias a partir de R$ 669,00.

Outra opção de hospedagem é o Hotel Repubblica Marinara, também de categoria 4 estrelas, com opção de quarto duplo estilo clássico, remetendo o viajante a entrar no clima da história italiana, com diárias a partir de R$ 505,00.

Veja abaixo uma lista de hotéis em Pisa disponíveis:

Esse é o Grand Hotel Duomo
Esse é o Grand Hotel Duomo

Gastronomia em Pisa

Pisa é uma das cidades mais tradicionais da Itália e por assim ser também carrega consigo na sua gastronomia os pratos típicos italianos, como o macarrão, a pizza, o nhoque, assim como um bom vinho.

Foi isso que procuramos aproveitar na viagem em um dos restaurantes que conhecemos em Pisa, assim como aproveitamos para conhecer um restaurante de uma cultura diferente, no caso a cultura grega.

La Grotta Osteria

O Restaurante La Grotta Osteria é um local lindo demais, simulando uma gruta, localizado no centro histórico.

Decoração delicada e excelente serviço. Cardápio bem variado, com destaque para as massas, é claro!

Ristorante Greco Itaca

Em plena Itália, o Ristorante Greco Itaca oferece pratos gregos de lamber os beiços!

Isso porque os donos são gregos e fazem questão de fazer você sair um pouco da cultura italiana, dando um salto das massas italianas para saborosos pratos mediterrâneos.

Um restaurante simplesmente divino!

Receita de Aperol Spritz

Para fazer a receita de Aperol Spritz você vai precisar de:

  • Espumante 150 ml
  • Aperol 100 ml
  • Club Soda 50 ml
  • 1 laranja baiana cortada em rodelas e uma meia lua.

Como fazer:

  • Encha uma linda taça até a metade de gelo;
  • Coloque metade do Aperol reservado;
  • Adicione o espumante;
  • Coloque a laranja em rodelas dentro da taça;
  • Complete com o restante do Aperol;
  • Finalize com uma fatia em meia lua na borda e um canudo.

Observação: Se não tiver club soda, pode usar água com gás.

O Aperol Spritz é uma das bebidas que fazem parte da gastronomia italiana
O Aperol Spritz é uma das bebidas que fazem parte da gastronomia italiana

Finalizando

O entusiasmo de conhecer a famosa torre inclinada de Pisa e tudo que a circunda, era grande. Seus monumentos, beleza arquitetônica, arte, cultura e tradições, tudo nos atraía demais!

Nos surpreendemos com o que encontramos em seus monumentos e prédios históricos, e da próxima vez, com certeza, ficaremos mais que um dia para ver com detalhes todos os locais.

Não se esqueça de que para viajar para a Itália é obrigatório portar um seguro de viagem para a Itália, que faz parte do Tratado de Schengen.

Agora queremos ouvir a sua opinião. Qual dos pontos turísticos de Pisa você ficou com mais vontade de conhecer? Deixe abaixo o seu comentário!

Abraço e até o próximo post!

Nilce Bueno
Nilce Bueno

Nilce Bueno teve experiências incríveis de viagem quando visitou a Europa e América do Sul e vem compartilhando suas histórias e experiências aqui no blog.

Um comentário em “Como foi nossa viagem para Pisa na Itália

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat