BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Turismo em San Gimignano na Itália: A Cidade das Torres

Olá pessoal, aqui é a Nilce Franco, retomando as aventuras da nossa família pela Europa, dessa vez falando sobre um destino pouco conhecido, mas muito charmoso que é San Gimignano na Itália.

Esta foi mais uma grata experiência em família na Itália! Primeiro que viajar e passear em família torna tudo mais doce.

Segundo porque, além de ter próximas as pessoas que você ama, ainda vai poder reviver as lembranças durante almoços de domingo, em volta de uma boa mesa.

Vamos falar sobre os principais pontos turísticos de San Gimignano, o que você vai encontrar na cidade, o que levar em consideração na viagem e dicas que só quem esteve no lugar pode trazer.

Onde fica San Gimignano

Essa comuna italiana situada na região da Toscana foi surgindo aos poucos, desde o século 10, sobre um monte com 334 metros de altura.

De lá de cima, pode-se avistar o Vale de Elsa todinho, o que nos remete às paisagens fantásticas das antigas novelas italianas que se passam em meio a vinhedos e ciprestes.

A comuna possui um complexo arquitetônico medieval que foi todinho restaurado a partir do século 19, atraindo maior número de turistas, os quais se espalham por suas ruelas em busca de lojas, restaurantes e cafés.

As lojinhas vendem de tudo: de roupas a sabonetes e outros produtos feitos na região. Em uma delas compramos um delicioso salame de javali!

E o que dizer, então, sobre o Duomo, aquela igreja românica construída no século 12?

Além de ser edifício belíssimo que abriga um rico acervo de obras de arte, dentre elas afrescos e esculturas de madeira, o templo católico tresanda a fé!

Minha filha Flavia em uma selfie na Toscana com vista panorâmica
Minha filha Flavia em uma selfie na Toscana com vista panorâmica

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










Rota de turismo religioso

Há cerca de mil anos San Gimignano já era passagem de peregrinos que percorriam a rota que leva a Roma, em busca do túmulo do apóstolo Pedro.

Essa era a Via Francigena, uma das três maiores rotas religiosas de peregrinação da Europa, seguida por Terra Santa e Santiago de Compostela.

Muitos dos seus pontos turísticos seguem essa linha de história, religião e fé. Ao longo do texto vamos ver mais dos pontos turísticos deste vilarejo feudal!

>> Leia também: Nossa visita em Lucca na Itália

Como foi nossa viagem a San Gimignano

Saímos de Roma, onde locamos uma van, pois comportava toda a família e bagagens, que não eram poucas.

Pegamos a autopista em sentido a San Gimignano e chegamos na cidade pela serra, um lindo vale pincelado por parreiras de uvas, oliveiras e construções, algumas medievais.

A viagem de Roma para San Gimignano dura em torno de 3 horas e meia em um trajeto de aproximadamente 270 km. Uma viagem tranquila, com boas estradas e bem sinalizadas.

Visão das Torres de San Gimignano
Visão das Torres de San Gimignano

Primeiras impressões

Quando chegamos a San Gimignano, minha família e eu, nos sentimos como se tivéssemos regressado no tempo! Foi de arrepiar.

Tivemos a sensação de que esse pedacinho da Itália, um dos mais lindos da Toscana, parou no século 14!

Olhamos em volta e nos vimos em meio a um vilarejo cercado por torres e muros altos, totalmente diferente de tudo que vimos até hoje por nossas caminhadas.

As casas, construídas com pedras em ruazinhas estreitas, conservam ainda ares medievais, de beleza ímpar e características impressionantes, o que fez dela um Patrimônio Mundial da Unesco, em 1990.

San Gimignano era constituída de 72 torres, conhecidas como casas que chegavam até 50 metros de altura e que serviam para abrigar peregrinos com destino a Roma. Hoje existem somente 14 dessas casas.

As 14 casas-torre de San Gimignano que ainda existem são muito altas, o que naquela época era considerado sinal de prestígio, além de ser um importante fator de defesa.

Dizem que eram interligadas por pontes, para que seus moradores não precisassem descer às ruas, consideradas muito perigosas na época.

Não fosse o grande número de turistas espalhados pelas ruelas, com roupas modernas, poderíamos crer que realmente voltamos à era medieval!

San Gimignano realmente nos transporta a outra época. O clima é completamente feudal com direito a poço no centro da minicidade, onde hoje as pessoas colocam dinheiro do mundo todo, com certeza acompanhado de um pedido, com grande fé!

>> Leia também: Nossa visita para Roma

Meu genro Renato explorando as ruas de San Gimignano
Meu genro Renato explorando as ruas de San Gimignano

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

Hospedagem em San Gimignano

Estávamos na região da Toscana. Ficamos hospedados no Hotel Villasanpaolo, rodeado de oliveiras, um verdadeiro cenário cinematográfico.

Sabe quando você assiste a filmes que passam nesta região da Itália e vê aquele horizonte de tirar o folego? Sim, estávamos lá, nesta cena mais que admirável!

Com imagens maravilhosas de um sol se pondo, chegamos no Hotel Villasanpaolo, que oferece também um spa de azeite junto às acomodações.

Antes de irmos tomar um banho para jantarmos, tomamos um drink com vista para as oliveiras da Toscana! São nesses momentos que você tem certeza do quanto a vida é boa.

Jantamos no restaurante do hotel, e que jantar! Ufa, de tirar o fôlego!

Comemos uma bisteca a Fiorentina, o que é bem tradicional na Itália, com maravilhoso patê de fígado de entrada, com pães e azeite caseiros.

Minha filha que é apaixonada por cozinha, e em especial a cozinha italiana, não pode conter a emoção diante do tamanho da bisteca de boi que foi servida a cada um de nós. Um belo pedaço de carne, pães, queijo e vinho alegram a vida de qualquer um.

Na manhã seguinte, durante o café da manhã, acabei me deixando levar pela emoção da beleza do local.

Nunca tomei um café da manhã em um lugar tão lindo! Aproveitei e agradeci a Deus pela vida e pelo dia maravilhoso que estava todo em branco para colorir.

Hotel Villasanpaolo em San Gemignano que ficamos hospedados
Hotel Villasanpaolo em San Gemignano que ficamos hospedados
Dicas para a bagagem

Passeio em San Gimignano

Pegamos nossa van para fazer um passeio em San Gimignano, já que o hotel fica em uma área mais distante, como se fosse uma zona rural, no entorno da cidade.

Era o início de uma manhã fria, para ser sincera gelada, e lá fomos nós para mais um passeio, percorrendo estradas arborizadas rodeadas por oliveiras a perder de vista.

Estávamos a caminho da antiga Vila de San Gimignano, conhecida como San Gimignano dele belle Torri, o que só conhecíamos por fotos.

Deixamos o carro em um dos estacionamentos próximos à entrada da antiga vila, pois lá é proibido entrar carros.

Esses estacionamentos são como bolsões, já feitos para que você possa estacionar seu veículo e curtir sem pressa as belezas locais.

Interessante que todos esses estacionamentos na Itália é você mesmo quem paga por um ticket em uma máquina, sem precisar de ninguém. Uma vez que você aprende a utilizar esses estacionamentos tudo se torna muito prático.

>> Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre o visto de viagem para a Itália

Onde seu olhar alcançar, há sempre um pedacinho que te leva à época medieval – Assim é San Gimignano
Onde seu olhar alcançar, há sempre um pedacinho que te leva à época medieval – Assim é San Gimignano

Quem tiver um pouco mais de tempo à disposição, vale a pena hospedar-se em um dos hotéis da Vila de San Gimignano e curtir melhor as coisas lindas do lugar.

Os hotéis de San Gimignano ficam localizados em edifícios históricos, lembra muito as hospedagens de Tiradentes e Ouro Preto em Minas Gerais, e você pode escolher entre:

  • La Casa Dei Potenti: Possui quartos simples, com um ótimo custo benefício, totalmente construído em pedra com diárias a partir de R$ 509,00.
  • Leon Bianco: O hotel tem vista para a Piazza della Cisterna. Os quartos são espaçosos e bem decorados e um preço justo pelo que é oferecido, com diárias a partir de R$ 573,00.
  • Hotel La Cisterna: Um hotel com quartos avarandados muito elegantes, com vista para os vales ou para a praça e com diárias a partir de R$ 528,00.
  • Hotel Bel Soggiorno: Localizado próximo à porta San Giovanni, oferece quartos simples com vistas para os morros. Totalmente climatizado e com diárias a partir de R$ 706,00.
  • Hotel L’Antico Pozzo: Um edifício do século XV, com estilo e decoração incrível, localizado na rua central da Via San Matteo e com diárias a partir de R$ 639,00.
Entrada do Portão San Giovanni em San Gimignano
Entrada do Portão San Giovanni em San Gimignano

O que fazer em San Gimignano

Vamos ver agora os pontos turísticos que você deve levar em consideração e o que fazer em San Gimignano.

Portão San Giovanni

O Portão San Giovanni é a porta de entrada da cidade, um arco alto no meio da muralha de pedra, que segue vila adentro com o mesmo nome.

Ao longo da rua inúmeras lojas de roupas, de embutidos e de souvenires, além de bares e restaurantes italianos.

Seguindo pela direita visitamos as ruínas da Igreja de San Francisco, que ainda guardam traços da fachada em estilo românico.

Quando foi fundada, servia de ponto de abrigo para viajantes e peregrinos. Mais tarde tornou-se um mosteiro.

>> Leia também: O que fazer nas férias de julho na Itália

Essa é a Piazza de la Cisterna que possui o poço datado de 1237
Essa é a Piazza de la Cisterna que possui o poço datado de 1237
Para aproveitar melhor a viagem

Piazza della cisterna

A Piazza de la Cisterna fica no coração de San Gimignano e é o ponto de encontro popular. É ali que são realizados os festivais anuais e também as já tradicionais feiras.

Da praça pudemos admirar os inúmeros portais do vilarejo, suas torres e palácios. Um cenário lindo de se ver e guardar na memória para sempre.

Nesta praça foram gravadas cenas do filme Chá com Mussolini. Se quiser conhecer um pouco do lugar antes da viagem a San Gimignano, vale a pena assistir ao filme.

Bem no centro da praça fica um poço com degraus, que deu origem ao seu nome. Na parede do poço tem gravado um brasão de armas muito lindo, que na era medieval pertenceu ao magistrado-chefe Guccio dei Malavolti.

Poço com moedas e pedidos de turistas em San Gimignano
Poço com moedas e pedidos de turistas em San Gimignano

É nessa praça que fica a Gelateria Dondoli, que ganhou o prêmio de “melhor sorvete do mundo” de 2006 a 2009.

Escolhemos os sabores de nossos gelatos italianos, e nos sentamos nos degraus do poço para saborear o sorvete premiado, enquanto admirávamos as torres e palácios perdidos no tempo.

Depois fomos a Caffetteria Gelateria dell’Olmo, onde não perdemos a oportunidade de tomar um bom café italiano, ali mesmo na praça.

>> Leia também: Como foi nossa visita à torre inclinada em Pisa na Itália

Fachada rústica da Gelateria Dondoli
Fachada rústica da Gelateria Dondoli
Cópias de documentos

Piazza del Duomo

Vizinha à Piazza della Cisterna, a Piazza del Duomo é menor, mas encantadora, circundada por prédios históricos.

Passeando por ela pudemos avistar os prédios mais ricos e famosos da vila: as torres gêmeas dos Salvucci, a Torre Rossa e o Palazzo Nuovo del Podestá.

É nela que a religiosidade local se torna efervescente, pois abriga o Duomo, a catedral em estilo românico toscano, conhecida também como Basílica di Santa Maria Assunta, ou Colegiada de Nossa Senhora Assunção.

A basílica possui fachada e escadaria rústica que levam a três naves, onde encontram-se obras primas muito importantes, como as estátuas de madeira esculpidas por Jacopo della Quércia, o Martírio de São Sebastião, de Benozzo Gozzoli e afrescos maravilhosos de Federico Memmo e Lippo.

A fachada do templo é de 1200, mas foi restaurada após a Segunda Guerra Mundial, partir de 1900.

>> Leia também: Como é o réveillon na Itália

Eu, a caminho de mais um encanto nas ruas de San Gimignano
Eu, a caminho de mais um encanto nas ruas de San Gimignano

Torre Salvucci Maggiore

A Torre Salvucci Maggiore na verdade são duas torres gêmeas que podem ser vistas de diversos pontos da vila.

Datada do século XII, transformou-se em uma casa histórica particular que comporta dois quartos, duas quitinetes, uma casa de banho com ducha e um terraço panorâmico.

As acomodações são locadas para turistas, que assim podem usufruir de comodidades que lembram os tempos antigos e apreciar vistas lindíssimas e exclusivas de San Gimignano.

Vista panorâmica da Torre Salvucci Maggiore
Vista panorâmica da Torre Salvucci Maggiore
Adaptador de tomadas

Palácio Comunale

Um lugar que não pode deixar de ser visitado em San Gimignano é o Palácio Comunale.

Conhecido também como o Palazzo del Popolo de San Gimignano ou Palazzo Nuovo del Podestá, ou Palazzio Público, fica na praça Piazza del Duomo, próximo à Basílica di Santa Maria Assunta, onde encontra-se instalada a prefeitura.

É no Palácio Comunale que fica a Sala del Consiglio, conhecida também como Sala de Dante. A sala recebeu esse nome durante a visita do poeta, como embaixador da Liga Guelph, em 1299.

Parte da sala é decorada com cerca de 1290 afrescos do pintor florentino Azzo di Masetto, no século 14, representando a corte, sua cavalaria e cenas de caça.

Um painel com a obra Madonna in Maestá, de Lippo Memmi, domina uma outra parede. O Palácio possui, ainda, uma pinacoteca com obras importantes do século 12 ao 15.

Entretanto, o que atrai os turistas para o palácio é a Torre Grossa, devido ao cenário descomunal que pode ser admirado de cima da torre.

>> Leia também: Dicas para uma roadtrip de Roma a Veneza

Essa é a obra Madonna in Maestá, de Lippo Memmi
Essa é a obra Madonna in Maestá, de Lippo Memmi

Torre Grossa de San Gimignano

Com 54 metros de altura, a Torre Grossa é a torre mais alta de San Gimignano, conservando ainda o sino original.

A Torre Grossa é muito conhecida por sua beleza, arquitetura, exposições e artigos de consumo que oferece aos visitantes.

É uma visita imperdível, mas vá preparado, pois a subida não é de fácil acesso até o ponto onde começa a escada de ferro, que é mais vertical.

O ingresso para visitar a Torre Grossa vale também para se ter acesso ao Palazzo Nuovo del Podestá, ao qual se tem acesso pela torre.

Na Torre Grossa fica também o principal museu da vila, o Museo Cívico, onde estão expostas obras de artistas locais e de toda região da Toscana.

Visão da Torre Grossa de San Gemignano
Visão da Torre Grossa de San Gemignano
Fotos e identificação das malas

Igreja de Santo Agostinho

Se você quer beleza, romantismo, religiosidade e história, não deixe de visitar a Igreja de Santo Agostinho, situada na praça de mesmo nome, perto da Porta San Matteo.

Sua construção foi iniciada em 1280, em estilo romântico-gótico, e finalizada somente em 1298, juntamente com o convento anexo.

Falamos aqui de uma igreja católica de construção muito simples e despojada, mas muito famosa em todo mundo por seu rico acervo de arte.

Embora simples, é a segunda maior igreja de San Gimignano. Possui um salão enorme, onde predominam, dentre outros painéis, 17 afrescos de Benozzo Gozzoli, contando a vida do filósofo e santo católico Santo Agostinho.

Quando vimos aqueles painéis em torno do altar-mor, com o retábulo mostrando cenas da Coroação da Virgem, de Piero del Pollaiuolo (1943), a emoção bateu mais forte.

Oramos e saímos da igreja e da vila com o coração leve, na certeza de termos sido plenamente abençoados.

Não esqueça que em todo o percurso da visita à bela cidade, há lojas e mais lojas para você se deleitar.

>> Leia também: O que fazer em Veneza

Vai uma porchetta aí? Vitrine de um estabelecimento de comida
Vai uma porchetta aí? Vitrine de um estabelecimento de comida

Dicas de viagem para San Gimignano

Agora trouxemos abaixo algumas dicas de viagem para San Gimignano para você aproveitar a viagem tanto quanto nós aproveitamos.

  • Tome muitos gelatos! Afinal, San Gimignano é considerada a cidade com os melhores sorvetes do mundo! Só terá que ter paciência com as filas se for alta temporada. Como estávamos no inverno, os gelatos chegavam até nós de maneira muito mais fácil, já que não é todo mundo que gosta de encarar o frio de inverno europeu.
  • Os cafés da Itália são pequeninos e curtos, porem são divinos sempre. Por onde passávamos tomávamos um café, e as vezes um doppio.
  • Aproveite para comprar presentes, lembranças e até mesmo alguns produtos gastronômicos. Lá existem lojas com produtos que você pode degustar. Muitos deles apresentam trufas, azeites trufados, patês com trufas e até mel com trufas. Há trufas em tudo, o que eu particularmente adoro! Quanto mais trufa melhor!

Tire muitas fotos e não se esqueça de tirar na vista panorâmica da Toscana.

Loja de souvenires em San Gimignano
Loja de souvenires em San Gimignano

Gastronomia em San Gimignono

Ao longo do texto você viu que falamos de várias atrações culinárias de San Gimignono, entre elas os gelattos, os cafés e restaurantes. Abaixo trouxemos informações daqueles lugares que visitamos e recomendamos.

Caffetteria Gelateria Dell’Olmo

Tomamos um belíssimo doppio na Caffetteria Gelateria Dell’Olmo, porém quase caímos em tentação de tomar outro sorvete, pois eram coloridos e lindos! Se puder faça os dois!

Mais informações sobre a Gelateria Dell’Olmo você obtém clicando em sua página oficial.

Caffetteria Gelateria Dell’Olmo, toda linda!
Caffetteria Gelateria Dell’Olmo, toda linda!

Gelateria Dondoli

A Gelateria Dondoli oferece uma infinidade de sabores! Dá vontade de comer todos! Mas você não pode deixar de pedir o sorvete de pistache.

O sabor é realmente inacreditável, principalmente se você gosta desse sabor, como sei que o Thiago aqui do blog gosta! Saiba mais sobre a Gelateria Dondoli acessando seu site oficial.

Sorvetes de sabores diversos e maravilhosos na Gelateria Dondoli
Sorvetes de sabores diversos e maravilhosos na Gelateria Dondoli

Mangius

Uma das lojas que mais gostei é a Mangius que oferece mel, compotas, azeites, vinagres, e muito mais.

Todos os produtos são de altíssima qualidade e muitos você pode degustar. Tudo com um atendimento impecável.

Fiz várias compras nesta loja. Não deixe de comprar o mel trufado e o vinagre branco doce. Você vai se apaixonar. Para saber mais sobre a Mangius, visite sua página oficial.

Variedade de produtos que você encontra na Loja Mangius
Variedade de produtos que você encontra na Loja Mangius

Restaurantes de San Gimignano

Como foi um bate-volta de apenas um dia, não almoçamos ou jantamos em nenhum de seus restaurantes, mas existem muitos restaurantes de San Gimignano famosos, dentre eles:

D! Vineira

Localizado na Piazza Delle Erbe, possui área com mesas ao ar livre, aliando charme e conforto. Se for lá, não deixe de pedir o vinho da casa, que é sua especialidade.

Fattoria Poggio Alloro

Fica na Via Sant’Andrea, em meio a paisagens fantásticas, com vista para o vale. É especialista em gastronomia italiana, acompanhada por um bom vinho.

Cum Quibus

Lindíssimo restaurante, oferece comida gourmet diferenciada, fugindo da tradicional comida toscana. Sempre acompanhada por excelentes vinhos, é claro!

Finalizando

Nossas aventuras por San Gimignano foram realmente incríveis. O lugar é lindo e cheio de pontos turísticos e delícias gastronômicas para experimentar, como você deve ter visto ao longo do texto.

Procuramos trazer aqui um pouco de como foi a nossa experiência para ajudar você também no seu planejamento de viagem para San Gimignano. Espero que ajudemos você nesse sentido.

Lembre-se da importância de viajar para a Europa com um seguro de viagem para a Europa que te protege do início ao fim da viagem. Também não deixe de viajar junto com um chip de viagem internacional.

Agora queremos ouvir a sua opinião. Qual dos lugares que citamos no texto você ficou com mais vontade de conhecer em San Gimignano? Deixe abaixo o seu comentário!

Abraço e até o próximo texto!

Nilce Bueno
Nilce Bueno

Nilce Bueno teve experiências incríveis de viagem quando visitou a Europa e América do Sul e vem compartilhando suas histórias e experiências aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat