BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Nossa experiência de viagem para a Indonésia

Olá pessoal, aqui é a Halana Motta, e vou começar a escrever algumas histórias nossas de viagens para lá de especiais que fizemos, começando a contar da nossa viagem para a Indonésia.

Planejar uma viagem, quem é que não gosta? Fazer a lista dos lugares e restaurantes para visitar, o hotel onde se hospedar. É tanta coisa para organizar que em muitos casos alguns detalhes importantes acabam ficando de fora.

De fato, sobre planejar uma viagem, uma das que eu mais gostei de fazer foi a viagem para a Indonésia. Este destino incrível que estava em minha lista de desejo por mais de uma década, finalmente saiu do papel em 2019.

Sei que muitas pessoas também tem esse sonho e quer visitar a Indonésia, portanto agora tem a chance de ler dicas de alguém que foi para lá. Vamos lá!

Planejamento de uma viagem para a Indonésia

O destino escolhido na viagem para a Indonésia foi Bali. Essa ilha que está localizada entre mais de 17 mil ilhas do país, é atualmente um dos destinos mais queridinhos dos visitantes.

Bali tem um importante e grande aeroporto chamado Ngurah Rai que recebe voos de diversas companhias aéreas.

Eu sempre nutri um carinho especial por esse lugar, pois, diversas vezes durante minha adolescência assisti filmes e programas que mostravam as atrações de Bali.

Contudo, por conta da distância, sempre foi um destino com passagem área muito cara. Mas, como tudo tem sua hora, a minha chegou. Em janeiro de 2019, comecei a planejar as minhas férias para a Indonésia, que seriam em março, e o primeiro destino que veio a minha cabeça foi planejar férias para Bali.

Como eu moro em dois continentes (uma hora me divido com o Brasil e outra hora com a Europa), e no começo do ano estava em terras irlandesas, o meu sonho parecia estar próximo de se realizar já que viajar da Europa para Ásia é bem mais em conta do que viajar do Brasil para a Ásia.

Sendo assim, comecei a procurar por passagens aéreas para a Indonésia em meados de janeiro e achei um com parada em Singapura com um ótimo preço. Esperei até o dia seguinte. O preço não mudou e não perdi mais tempo, finalmente comprei a passagem.

E esse é um dos pontos fundamentais na hora de comprar passagem área. Infelizmente, em muitos casos, não podemos esperar muito senão acabamos pagando um valor mais alto. Em se tratando de Ásia, que é um destino bastante requisitado, deve-se esperar menos tempo ainda.

Com quase dois meses para planejar a viagem para a Indonésia, eu estava tranquila. Só o meu marido, que é meu companheiro de viagens, e que nunca tinha ido até à Ásia, estava um pouco receoso em se aventurar em um destino longe e completamente diferente do que já tinha visto.

Essa não seria a minha primeira vez na Ásia então eu já sabia um pouco como proceder em viagens para aqueles lados. Portanto, veja agora como foi o meu planejamento da viagem para a Indonésia e tudo o que fiz em dez dias incríveis naquele paraíso.

>> Leia também: Como é o réveillon em Jakarta

Os templos da Indonésia são incríveis e valem a viagem para Bali
Os templos da Indonésia são incríveis e valem a viagem para Bali

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










Primeiro passo: documentação

Sempre que vamos viajar para fora do país pela primeira vez, precisamos buscar informações sobre o tipo de documentação que aquele lugar requer em relação ao passaporte brasileiro, principalmente o visto de viagem.

No entanto, quem viaja para a Indonésia e quer ficar por até 30 dias, não precisa de visto para a Indonésia.

A embaixada informa que o passaporte precisa ter validade superior a 6 meses (como na maioria dos destinos). Porém é necessário apresentar passagem de ida e volta e o certificado de vacinação contra febre amarela.

No meu caso, mesmo que eu estivesse saindo da Europa para a Ásia e cidadãos europeus não precisam do certificado contra a febre amarela, por conta do meu passaporte ser brasileiro, eu precisaria apresentar o certificado na imigração.

No que diz respeito ao certificado contra a febra amarela em uma viagem para a Ásia, o que manda é o passaporte. Entretanto, para mais informações a respeito de documentação, sempre verifique o site da embaixada.

Segundo passo: quanto custa viajar para Bali

A moeda de Bali, a rupia indonésia (IDR), é bastante desvalorizada, até mesmo em comparação com o real. Não se assuste ao ver as suas primeiras notas devido à quantidade absurda de zeros porque é normal.

Você não vai estar rico com 10.000 Rp em sua carteira e para ter noção, convertendo esse valor temos menos de R$ 3,00.

Essa é a melhor parte de viajar para a Indonésia. Por mais que a passagem seja um pouco mais cara, lá você vai curtir bastante e sem gastar muito. Bali é um destino super em conta principalmente quando comparado com algumas modernas cidades asiáticas.

“Comida, bebida, hotel e passeios. Você vai aproveitar tudo isso sem precisar desembolsar muito.”

>> Leia também: Conheça a moeda do mundo e seus valores

Terceiro passo: onde se hospedar em Bali

Escolher onde se hospedar em Bali é realmente uma tentação porque você vai encontrar lugares lindíssimos e com um valor simplesmente maravilhoso.

Mas, como sou viajante estilo mochileira, sempre escolho o melhor valor e prefiro economizar nesse quesito para curtir com outras coisas.

A minha primeira parada foi a cidade de Ubud e do aeroporto solicitei um transporte através do aplicativo Grab (tipo Uber) e dali fui para a minha acomodação.

Não é uma viagem rápida e durou cerca de 1 hora. Chegamos um pouco tarde no hotel, por volta de 23 h, e o anfitrião estava lá nos esperando super receptivo.

Nesse caso, escolhi meu hotel através do Booking e encontrei um lugar que é um estilo de acomodação clássico por lá: as guest house.

Em Bali, você vai encontrar muitas acomodações deste tipo onde famílias balinesas construíram alguns quartos em seus quintais e fizeram dali uma forma de ganhar uma graninha extra.

Adorei a ideia e tive uma experiência ótima com a minha guest house em Bali. O quintal era grande e além do meu quarto (que era bastante espaçoso e limpo), tinha um segundo quarto. O café da manhã estava incluído e toda manhã me deliciava com panquecas balinesas e sucos da fruta.

A família era super agradável e ainda tinham um cachorrinho que virou o meu companheiro por lá e toda manhã ficava comigo durante o café. Quer saber o valor? Paguei menos de R$ 55 reais por noite. Vai dizer que não vale a pena?

Fique atento e caso esteja procurando por uma hospedagem em Bali com um ótimo custo-benefício, escolha uma guest house. Porém, se você optar por um hotel não precisa se preocupar porque a maioria oferece também preços acessíveis.

>> Leia também: Dicas para o seguro de viagem para a Ásia

Quarto passo: o que fazer em Bali

Agora, vou falar como escolhi os locais para visitar durante a minha viagem para a Indonésia, onde fiquei por dez dias.

A Indonésia tem diversos lugares de tirar o fôlego para curtir, sem dúvidas. Como Bali seria meu último destino de uma viagem de quase 30 dias pela Ásia (e não seria possível ficar mais tempo por lá), dei preferência aos lugares que sempre quis conhecer, é claro.

Então pesquisei bastante e fui selecionando os melhores lugares para visitar em Bali e também aqueles que de onde é melhor partir para visitar outras atrações (isso é muito importante).

Dessa maneira, escolhi dois destinos para me hospedar: Ubud e Uluwatu. Lugares distintos onde o primeiro é repleto de verde, cachoeiras e é mais badalado, e o segundo é considerado o paraíso dos surfistas em Bali e bem mais calmo.

Fiquei 5 dias em cada cidade e em Ubud me hospedei na guest house, como falei acima, e em Uluwatu fiquei em um hostel recheado de brasileiros.

“Os donos são brasileiros e por lá tive uma das experiências mais legais da minha viagem.”

>> Leia também: Como é o réveillon na Indonésia

Não alimente os macacos que você encontrar durante a sua viagem para a Indonésia
Não alimente os macacos que você encontrar durante a sua viagem para a Indonésia

VAMOS FALAR DE DINHEIRO?

Se precisar de empréstimo para a viagem, existem empresas especialistas em crédito pessoal para ajudar nesse sentido. Para conhecer algumas delas, clique aqui.

Um cartão de crédito internacional ajuda a acumular milhas e evita que você carregue muito dinheiro na viagem aumentando a segurança. Clique aqui para conhecer algumas opções.

Para ter acesso a vários serviços financeiros, gerenciar gastos e pagar boletos durante a viagem você pode criar uma conta digital em sites como esses aqui da lista.

O que fazer na viagem para a Indonésia

Atrações e passeios em Ubud

A melhor coisa que fiz em Ubud foi contratar um motorista particular que me levasse para as atrações turísticas.

Por mais que a maioria dos turistas alugue uma scooter por lá (e essa não era a minha intenção porque não sei pilotar moto), alguns lugares são distantes e você precisa de um carro.

Lembra que solicitei uma corrida através do aplicativo Grab no aeroporto em minha chegada para me levar até Ubud? Ao me deixar lá, o motorista disse que trabalhava com city tour e então peguei o seu contato.

No dia seguinte mandei uma mensagem para ele e combinamos os nossos passeios. Mas no primeiro dia decidimos sair para conhecer a cidade por conta própria e fui aos seguintes lugares:

Andei pela Monkey Forest Road e escolhi um restaurante para almoçar onde comi um dos risotos mais deliciosos da vida. Por lá você vai encontrar uma infinidade de lugares para comer e o melhor, com um precinho ótimo.

Em seguida fui até Ubud Monkey Forest (a floresta dos macacos). O lugar é lindo e você vai se divertir bastante com os macacos aprontando todas.

“Confesso que no começo fiquei um pouco assustada com eles  até porque na recepção, enquanto comprava meu ticket, um macaquinho veio com tudo, pegou minha garrafa d’água e bebeu ali mesmo.”

Evite alimentá-los porque eles ficam agressivos e se você der comida para um, pode ter certeza que virá mais uns 10, 15 querendo participar. Imagine a confusão!

Visitamos então Ubud Palace, um templo que fica no centro da cidade e foi a minha primeira experiência com um templo local balinês. Vale a pena visitar.

Também visitamos Ubud Traditional Art Market, uma feira agradável de andar e que conta com milhares de lojinhas, perfeita para comprar acessórios locais.

Se tem algo de espetacular em uma viagem internacional é conhecer culturas diferentes, como a cultura da Indonésia
Se tem algo de espetacular em uma viagem internacional é conhecer culturas diferentes, como a cultura da Indonésia

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

Outras atrações de Ubud

No segundo dia em Ubud, fiz o passeio com o motorista e ele me levou a diversos lugares incríveis. Sem dúvidas, essa é a melhor maneira de conhecer Ubud.

As atrações que fui com ele e você precisa visitar enquanto estiver lá são:

  • Goa Gajah: Caverna do Elefante;
  • Saraswati Temple Ubud: Palácio das Águas de Ubud;
  • Cachoeira Tukad Cepung;
  • Templo Pura Dalem Puri;
  • Templo Batuan;
  • Cachoeira Tegenungan;
  • Gunung Kawi: um templo hindu e complexo funerário;
  • Templo Tirta Empul;
  • Terraço de arroz Tegalalang.

A ordem foi de acordo com a melhor logística elaborada pelo motorista, mas visitei todos esses lugares em dois dias e cada tour durou por volta de 8 h. Ele nos buscava no hotel entre 8 h e 9 h e retornávamos umas 16 h.

De noite, após os passeios, eu ia para as ruas que cercam a feirinha de Ubud e por lá você encontra diversas opções de restaurantes e barzinhos. Essa é uma ótima opção de passeio para o final da tarde.

As ruas ficam todas lotadas e vale a pena passear por lá e escolher um restaurante bacana para experimentar a deliciosa culinária balinesa.

>> Leia também: Conheça as línguas e idiomas dos países

Cuidado com a alimentação na viagem para a Indonésia

Eu particulamente adorei a culinária balinesa, mas indico que você tenha bastante atenção quanto a comida. Não tem como prever o que estará bom ou ruim, mas tive uma experiência péssima quanto a isso.

Na minha penúltima noite em Ubud saí para jantar em um dos restaurantes de Ubud dessas ruazinhas e na manhã seguinte acordei passando muito mal, imagina uma intoxicação alimentar daquelas?

Eu e meu marido ficamos de cama o dia inteiro, apenas nos hidratando com Gatorade e dois remédios que nos indicaram na farmácia.

“Aliás, eles informaram que aqueles remédios eram sempre os indicados para os turistas que acabavam tendo uma intoxicação alimentar.”

Infelizmente tive que cancelar os meus passeios para aquele dia, ou seja, perdi um dia inteirinho em Ubud.

Evite tomar refrigerante com gelo (eu sei, lá é muito calor, mas evite) e escolha bem o restaurante aonde ir já que essa experiência acabou me prejudicando para os próximos dois dias de viagem.

Nessas horas é que damos valor ao seguro de viagem que nos ajudou e orientou também quanto a todos os procedimentos a seguir. Um dos lugares que indico é o site da Seguros Promo.

>> Fazer cotação de seguro de viagem

Uluwatu é o paraíso dos surfistas em Bali na Indonésia
Uluwatu é o paraíso dos surfistas em Bali na Indonésia

Atrações e passeios em Uluwatu

No meu sexto dia em Bali, fui para o meu segundo destino: Uluwatu. Infelizmente acordei ainda mal por conta da intoxicação alimentar, mas era hora de partir. Se desse, eu ficaria mais uns dois dias por lá só que infelizmente não tinha tempo para isso.

O nosso motorista nos buscou no hotel às 9 h e de lá seguimos para o Templo de Uluwatu, antes de seguirmos para a nossa próxima acomodação.

O lugar é lindo e a vista é simplesmente de tirar o fôlego. Na beira de um penhasco, a mistura das falésias com as construções balinesas vão te encantar. Você precisa visitar este templo, principalmente durante o pôr-do-sol, quando eles fazem uma apresentação de dança típica: a Kecac.

Também tenha cuidado com os macaquinhos de lá e proteja bem os seus pertences. Em alguns casos eles chegam até mesmo a pegar os óculos dos visitantes e se você tiver com alguma comida em mãos, certamente eles vão querer.

Em Uluwatu fiz tudo por conta própria. Como também não aluguei a scooter, acabei ficando um pouco limitada porque lá apesar de as atrações serem próximas, não tem calçada. É difícil e até mesmo um pouco perigoso andar a pé.

Alugar uma scooter em Uluwatu acaba se tornando uma necessidade e também a melhor forma de locomoção. Os lugares que visitei enquanto estive lá foram:

  • Padang-Padang beach;
  • Thomas Beach;
  • Bingin Beach;
  • Dreamland Beach.

Essas são as principais praias e todas são lindas. Uluwatu é o paraíso dos surfistas em Bali e pelas ruas você vai ver pessoas pilotando suas scooters com uma prancha junto em direção a uma das praias.

O lugar é bem pequeno e não tem muito que se fazer além de praia. Uluwatu é bom para relaxar e no fim de tarde os surfistas se juntam nas praias e admiram juntos o pôr-do-sol.

Aliás, se você sempre quis aprender surfar, prepara-se para a sua grande oportunidade.

Você vai encontrar nas próprias praias ou pela região, surfistas oferecendo aulas de surf e para quem sabe, vai adorar a experiência de um belo surf em Bali. E quem não quer se arriscar, pode alugar uma prancha de SUP e se divertir.

>> Leia também: Como é o réveillon em Denpasar

Outros destinos na Indonésia

Outros destinos na Indonésia que dá para fazer bate-volta a partir de Uluwatu e preferi não me hospedar foram:

  • Seminyak;
  • Kuta;
  • Canggu.

Cada lugar tem a sua particularidade e também são interessantes de se hospedar durante a viagem para a Indonésia. Para quem deseja curtir um beach club vai encontrar as melhores opções em Seminyak.

Surfistas em Uluwatu na Indonésia
Surfistas em Uluwatu na Indonésia

DICAS PARA A BAGAGEM

Importante conhecer as regras de bagagem antes de viajar para não pagar multa ou ser barrado de entrar no avião. Para conhecer as regras, clique aqui.

Se ainda não tem a mala para a viagem, pode fazer uma consulta e cotação de malas de viagem a partir de sites como esse clicando aqui.

Reserve um espaço nas malas para eventuais compras de roupas, presentes ou produtos típicos do destino.

Outras dicas de viagem para a Indonésia

  • Deixe para trocar dinheiro quando chegar em Bali já que a rúpia indonésia é uma moeda incomum e trocá-la no Brasil não faz sentindo nenhum. Você pagará mais por isso sem necessidade.
  • Para trocar grana no aeroporto de Bali, ao passar pela imigração você vai encontrar um ATM (caixa eletrônico) e também casas de câmbio. De quebra, aproveite as barraquinhas que vendem chip local e compre o seu. Você também pode comprar o chip internacional pela internet.
  • A tomada na Indonésia é aquela com a entrada de dois pinos redondos, como era o padrão no Brasil antigamente.
  • Apesar de ser um país muçulmano, a maioria dos locais acredita no hindu-balinês. A cultura é riquíssima e você vai se encantar.

Finalizando

Realizar o sonho da minha viagem para a Indonésia foi realmente um presente inesquecível e não veja a hora de poder voltar. Tenho certeza que você vai gostar tanto quanto eu.

Além do mais, a Indonésia é muito mais que Bali e se você tiver oportunidade, visite outros lugares desse extraordinário país.

E aí, curtiu essas dicas? Agora gostaria de ouvir a sua opinião. Qual dos destinos que mencionamos acima no texto você ficou com mais vontade de conhecer? Deixe abaixo o seu comentário!

Abraço e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat