BAIXE GRÁTIS NOSSO KIT DE PLANEJAMENTO DE VIAGEM! CLIQUE AQUI!

Como foi nossa viagem para Bolonha na Itália

Olá pessoal, aqui é a Nilce Bueno, trazendo mais um artigo sobre a nossa viagem pela Europa, sendo que dessa vez vamos falar sobre Bolonha, na Itália.

Vamos trazer muitas informações das nossas aventuras, falar sobre os principais pontos turísticos, o que você deve levar em consideração na sua viagem e dicas que só quem fez viagem para Bolonha pode trazer.

Onde fica Bolonha

Bolonha fica aos pés de uma cadeia de montanhas, o Parque Nacional Apenino Tosco-Emiliano, na Itália.

É esse aglomerado de montanhas que separa a região de Emilia Romagna, da qual Bolonha é capital, da região de Toscana.

Conhecida também de “A Vermelha” por suas construções medievais em terracota, a cidade nos chamou em altos brados durante nosso tour pela Itália.

Isso porque, em “La Gorda”, seu outro apelido, sabíamos que estaríamos em casa, eu e minha família, pois a cidade tem fama de ser o polo de gastronomia da Itália mais irresistível de toda Itália.

Você já se imaginou degustando aquela massa maravilhosa com o famoso molho bolonhesa, que em Bolonha é chamado de Ragu?

Deu até para sentir água na boca, não foi? Pois saiba que Bolonha é muito mais que gastronomia e arquitetura! É também arte e estilo de vida!

Esse é o Santuário Madonna San Luca que conhecemos na nossa viagem a Bolonha
Esse é o Santuário Madonna San Luca que conhecemos na nossa viagem a Bolonha

QUAL O MELHOR SEGURO DE VIAGEM PARA VOCÊ?










Bolonha respira cultura

Além de sua deliciosa cozinha e ruas com mais de 40 quilômetros repletos de pórticos e construções medievais, “A Vermelha” ou “La Gorda” é uma efervescência cultural!

Possui um dos mais concorridos festivais de jazz do continente e também a universidade mais antiga da Europa, a Università di Bologna, que data de 1088.

Festival de Jazz de Bolonha

O Festival de Jazz de Bolonha é realizado anualmente em novembro e atrai multidões de todas as partes do mundo, assim como outros eventos famosos e muito disputados.

Em 2020, o Festival de Jazz de Bolonha iria ser realizado de 30 de outubro a 15 de novembro, por[em foi cancelado devido a pandemia.

Ele seria em comemoração ao centenário do nascimento de Charlie Parker com destaque para as apresentações dos saxofonistas Mattia Cigalini, Jesse Daves e Francesco Cafiso.

Saiba mais sobre o Festival de Jazz e outros eventos, no site oficial.

Universitá di Bologna

A Universitá di Bologna funciona dentro de uma maravilhosa cidade em forma de palácio, o Palazzo Poggi, e tem entre seus ilustres ex-alunos nada mais que Dante Alighieri, dentre outros.

Ocasionalmente a universidade recebe visitas guiadas, como as sempre previstas na alta temporada que geralmente acontecem de 01 de novembro a 06 de dezembro. As visitas são gratuitas e devem ser agendadas com antecedência.

Saiba mais sobre a Universitá di Bologna, as visitas guiadas e muito mais, em sua página oficial.

>> Leia também: Como foi nossa viagem para Pisa na Itália

Vista das ruas de Bolonha na Itália
Vista das ruas de Bolonha na Itália
Cupom desconto viagem

Início da nossa viagem para Bolonha

Pisamos em Bolonha, pela primeira vez, vindos diretamente de Florença. Pela estrada, paramos para tomar um café, e aproveitamos a loja de conveniência para comprinhas de balas italianas.

Eu particularmente fui direto em direção as balas de alcaçuz, lá conhecidas por liquirizia. Já aproveitei e comprei várias, já que aqui no Brasil é muito difícil de achar.

Essas são as deliciosas balas italianas de liquirizia (alcaçuz) com e sem menta
Essas são as deliciosas balas italianas de liquirizia (alcaçuz) com e sem menta

COMPARADOR DE SEGURO DE VIAGEM

Para a viagem utilizamos novamente uma van, assim toda família pode participar do tour de um dia que fizemos por lá.

Chegamos no meio da manhã, estava um friozinho gostoso, bem típico do inverno da Itália, o que nós adoramos!

Ficamos hospedados no Royal Hotel Carlton, um lindíssimo hotel a menos de um quilometro dos pontos turísticos, o que deu para visitarmos tudo em uma boa caminhada.

Ali ficaríamos até o dia seguinte, de onde iriamos partir para uma nova aventura. As acomodações do Hotel são sensacionais e o café da manhã é espetacular!

>> Leia também: Como foi nosso passeio por San Gimignano

Esse é o saguão do Royal Hotel Carlton em Bolonha
Esse é o saguão do Royal Hotel Carlton em Bolonha
Grupo de desconto de viagem

Gastronomia em Bolonha

Como não poderia deixar de ser, fomos logo pesquisar onde poderíamos almoçar, e qual manjar divino iríamos degustar.

Fomos direto ao centro histórico de Bolonha, que oferece o tradicional menu:

  • Antipasto: composto por uma salada, crostini, queijos e embutidos;
  • Primo piato: uma pasta ou risoto, à sua escolha;
  • Secondo piato: opcional, geralmente uma carne;
  • Sobremesa: vinho e café.

Inicialmente pensamos em comer um prato de massa que leva o nome da cidade: espaguete à bolonhesa.

Mas logo desistimos, pois com o tempo os restaurantes mais famosos foram substituindo o famoso prato por outros ainda mais saborosos, como tagliatelle al ragu e outras inúmeras tentações.

Como estávamos passeando e conhecendo a cidade, optamos por conhecer e comer um belo lanche em Bolonha.

Eu não pude acreditar na variedade de elementos possíveis e de combinações extraordinárias que havia no cardápio.

Estávamos convencidos que nossa refeição de almoço seria ali: Bar Pasticceria Impero.

Aproveitamos para saborear outros ingredientes deliciosos da região, como o clássico parmesão, prosciutto di Parma (presunto), salames, alcachofras, linguiças e a melhor mortadela do mundo!

Tudo isso acompanhado, é claro, de cogumelos, alho em abundância e do vinagre balsâmico de Modena, famoso mundialmente.

Abaixo trouxemos uma lista de alguns restaurantes que indicamos em Bolonha:

Interior do restaurante San Pietro em Bolonha
Interior do restaurante San Pietro em Bolonha
Dicas para a bagagem

Ristorante San Pietro

O Ristorante San Pietro é mais que especial. Fomos atendidos pelo Roberto, que nos deixou muito à vontade e depois conversamos com o chef, que é casado com uma brasileira.

Ele também já trabalhou como chef em Brasília, para o governo. Tudo foi com hospitalidade, atendimento e comida nota mil.

Saiba mais sobre esse restaurante acessando sua página de Facebook.

Prato de entrada do Restaurante San Pietro
Prato de entrada do Restaurante San Pietro

Bar Pasticceria Impero

No Bar Pasticceria Impero há uma infinidade de opções de refeição e de doces de dar água na boca!

Saboreei um belíssimo panini recheado com provolone, carciofi (alcachofra), peito de peru e repolho roxo. Incrível!

Além do panini maravilhoso, existem outras maravilhas por ali: o local fica em meio aos pórticos medievais o que torna o sabor de tudo mais especial.

Para saber mais sobre o local, acesse sua página oficial.

Surpresa magnífica de comer alcachofra no pão no Bar Pasticceria Impero
Surpresa magnífica de comer alcachofra no pão no Bar Pasticceria Impero
Para aproveitar melhor a viagem

Feirinhas próximas da Igreja San Pietro

Próximo a Igreja de San Pietro, há feirinhas como se fossem galerias, ou ruas o que além de suvenires e artigos de artesanatos locais, oferecem doces coloridos e cheios de sabor.

Experimentamos vários deles e compramos alguns para levar junto durante os passeios pela cidade. O marzapan da foto estava delicioso!

Vitrine de doces da feirinha perto da Igreja San Pietro em Bolonha
Vitrine de doces da feirinha perto da Igreja San Pietro em Bolonha

O que fazer em Bolonha

Vamos mostrar agora vários pontos turísticos de Bolonha para você visitar na cidade e trazer dicas daqueles que visitamos e mais gostamos.

Centro histórico de Bolonha

Não tem jeito de fugir do centro histórico de Bolonha. É ali que ficam as lojas das melhores grifes italianas para você satisfazer alguns caprichos.

É ali que ficam as mais valiosas obras de arte e renomados museus. É ali que que ficam os bons hotéis e também os melhores restaurantes, como já vimos acima.

Tudo isso sem veículos poluindo o ar ou complicando o trânsito, pois aos finais de semana só se anda a pé por ali: os carros ficam proibidos de entrar.

E mesmo em outros dias da semana, o trânsito é bem limitado na região, em respeito aos turistas.

>> Leia também: Como foi nosso passeio em Lucca na Itália

Caminhando nas ruas de Bolonha
Caminhando nas ruas de Bolonha
Cópias de documentos

Mercato di Mezzo (Quadrilátero)

Nada poderia definir melhor o Mercato di Mezzo do que uma explosão de aromas e cores! E se você for a Bolonha e não for conhecer o Mercado do Meio, no centro histórico, nem precisa dizer que foi a esta cidade.

Terá perdido um encontro muito especial entre comércio, sabores, memória e também tradição em gastronomia. Isso porque o Mercado do Meio de Bolonha surgiu na Idade Média e foi o primeiro mercado coberto de Bolonha.

Desde então essas botteghe (lojas) viraram heranças compulsórias, passadas de pai para filho ao longo das gerações.

É nesse local impregnado de história que, além de comprar, você pode saborear muitos pratos deliciosos, iguarias e vinhos, ali mesmo… Como nós fizemos, é claro!

Chegamos lá bem cedo para fazermos nosso desjejum no famoso Bravo Café, onde atuava um dos mais famosos artistas de jazz da história, o trompetista e cantor Chet Baker.

Na sequência, ratos de iguarias que somos, fomos logo explorar os tradicionais empórios do local, como o Empório Tamburini, a Chocolateria Venchi e a Via Pescherie.

Linda arquitetura de Bolonha na Itália
Linda arquitetura de Bolonha na Itália

Uma de minhas compras foi no Empório Tamburini, situado na esquina da Via Drapperie com a Via Caprarie, onde compramos tortellini verdadeiros, deliciosos!

Caminhando pela Via degli Orefici (Rua dos Ourives), fomos atraídos para a Chocolateria Venchi, onde quase que engoli um inigualável cremino (sorvete de avelã coberto por creme de avelã com chocolate), tão bom ele estava!

Também passeamos pela Via Pescherie, mas lá não compramos nada, pois a maioria dos produtos eram perecíveis. Pudemos degustar algumas iguarias, vivenciar a beleza de banquinhas de peixe, verduras e frutas organizadas na rua e ouvir os comerciantes chamando os clientes. Passeio lindo, cujo aroma peculiar será lembrando para sempre.

Não deu certo em nossa agenda, mas se você for com mais tempo, pode também organizar-se e participar de encontros sobre cultura alimentar e degustações que ocorrem no local durante a semana.

>> Leia também: Como foi nosso passeio em Roma

Minha filha Flavia em frente a um restaurante de massas, que ela adora comer e fazer
Minha filha Flavia em frente a um restaurante de massas, que ela adora comer e fazer
Adaptador de tomadas

Piazza Maggiore em Bolonha

Sabe aquela praça que emana alegria por todos os cantos? Essa é a Piazza Maggiore, cercada por muitos cafés e construções antigas, onde os músicos se espalham para tocar e cantar a alegria de viver, em tons de rock!

É uma linda praça medieval, toda cercada, com o admirado pórtico do Pavaglione. É ao redor dessa praça que ficam também algumas construções históricas, dentre elas:

Vista à noite da Piazza Maggiore em Bolonha
Vista à noite da Piazza Maggiore em Bolonha

Basílica de São Petrônio

A Basílica de São Petrônio foi construída em homenagem a São Petrônio, que é o padroeiro da cidade, mas permanece inacabada. É muito linda e dentro abriga obras de arte nas paredes, as quais, infelizmente, não pudemos fotografar.

Essa é a Basílica de São Petrônio em Bolonha
Essa é a Basílica de São Petrônio em Bolonha
Fotos e identificação das malas

Palazzo del Podestà

É o mais antigo da cidade e funciona atualmente como sede de importantes escritórios de Bolonha.

O palácio abriga também a Biblioteca Nacional de Bolonha, onde pode-se admirar relíquias etruscas.

>> Leia também: Dicas para as férias de julho na Itália

Linda fachada do Palazzo del Podesta em Bolonha
Linda fachada do Palazzo del Podesta em Bolonha

Palazzo Comunale ou Palazzo d’Accursio

É onde funciona a Prefeitura de Bolonha e também a Biblioteca Salaborsa. A biblioteca possui um amplo espaço com piso de vidro incrível.

Através dele pudemos apreciar Bolonha, ainda em sua origem romana, com ruínas renascentistas e torre medieval.

A biblioteca abriga uma Coleção Comum de Arte muito valiosa e admirada.

Esse é o Palazzo Comunale
Esse é o Palazzo Comunale

Palazzo Rei Enzio

Conhecido também como Palácio Novo, o Palazzo Rei Enzio foi construído em 1200 para ser o Palácio da Justiça de Bolonha.

Recebeu esse nome em homenagem ao Rei Enzio, de Sardenha, capturado na batalha Fossalta, permanecendo em Bolonha por 23 anos, até morrer. Rei Enzio era filho de Frederico II, da Germânia.

Esse é o Palazzo Rei Enzo
Esse é o Palazzo Rei Enzo

Fonte de Netuno

Ao lado da Praça Maggiore fica a Piazza del Netuno, como um dos símbolos de Bolonha: uma intrigante obra de arte em forma de fonte, que leva o mesmo nome da praça.

A Fonte de Netuno é chamada também de “Il Gigante” e hoje é um ponto turístico muito visitado e ponto de encontro dos moradores locais.

A fonte foi criada pelo escultor Giambolologna, no século XVI, em comemoração à nomeação do Papa Pio IV.

Repleta de detalhes simbólicos, é muito respeitada pelo povo, em especial por estudantes, que costuma dar uma volta no sentido horário em volta da fonte antes das provas, para ter sorte.

>> Leia também: Como é o réveillon na Itália

Majestosa Fonte de Netuno e seu tridente em Bolonha
Majestosa Fonte de Netuno e seu tridente em Bolonha

Palazzo Dell’Archiginnasio (Teatro Anatômico)

Foi nesse palácio que nasceu a Universidade de Bolonha, em 1563, aí permanecendo até 1805. O teatro anatômico onde os estagiários, candidatos a cirurgiões estudavam, é sua principal atração.

Construído no século XVII, muitos afrescos e também o teatro foram destruídos durante a Segunda Guerra Mundial, mas foram reconstruídos e hoje encontram-se bem preservados, tornando-se as principais atrações do palácio.

Em uma ala ao lado, encontra-se a Biblioteca Comunale dell’Archiginnasio. Possui cerca de 700 mil volumes e cada vez mais é reconhecida como uma biblioteca de pesquisa e conservação.

Em 1909, ganhou maior impulso com a criação em paralelo da Biblioteca do Povo em uma das seções do Archiginnasio.

Hoje funciona como Biblioteca Central de leitura pública, promovendo eventos culturais como conferências, exposições, simpósios e outras atividades editorais e culturais.

Catedral De San Pietro

Mais que uma igreja, a Catedral de Bolonha é dedicada a São Pedro. Conta-se que desde 1028 ali havia uma igreja, que foi reconstruída no século XVIII.

Infelizmente os afrescos de suas paredes não sobreviveram. Dizem que eram obras lindíssimas, feitas por pintores da escola de Ferrara, na qual se inspirava Michelangelo.

Nos dias de hoje a capela “maggiore”, que ainda guarda afrescos e esculturas belíssimas, é sua maior atração.

Dentre as esculturas, pudemos admirar um bloco de esculturas em terracota, sobreviventes do século XVI, intituladas “O lamento da morte de Cristo”.

Foram criadas por Alfonso Lombardi, famoso escultor italiano, nascido em Ferrara, autor de outras inúmeras obras famosas em Bolonha.

Enorme portal da Catedral San Pietro em Bolonha
Enorme portal da Catedral San Pietro em Bolonha

Santuário di Santa Maria della Vita

À direita da basílica fica a Via delle Clavature, onde pudemos visitar o importante Santuário di Santa Maria della Vita (Santa Maria da Vida).

É ali que fica exposta a coleção de esculturas surreais, dentre elas a escultura em terracota com os 12 apóstolos em tamanhão real rodeando o túmulo da virgem. Feita com afrescos barrocos por Alfonso Lombardi, representa “Il trânsito della Vergine (Morte da Virgem).

Outro conjunto com 7 estátuas ali exposto, leva o nome de “Lamentação sobre o Cristo Morto”, uma das mais importantes da arte mundial, feitas por Niccolò dell”Arca.

Torres Garisenda e Asinelli

A Torre Garisenda é uma das torres pendentes de Bolonha. Fica na Via Rizzolli e é muito famosa por ter sido citada por Dante em Divina Comédia.

Tem 48 metros de altura e inclina-se por 3,22 metros, mas não pode ser visitada por dentro.

Já a Torre dos Asinelli, que foi utilizada durante a Segunda Guerra Mundial como atalaia, é uma torre com quase 100 metros de altura.

Possui inclinação de 2,23 metros e a subida ao seu topo é permitida.

As duas torres de Bolonha: Garisenda e Asinelli
As duas torres de Bolonha: Garisenda e Asinelli

Curiosidades sobre a Bolonha

Para tornar a sua viagem ainda mais interessante, trouxemos abaixo algumas curiosidades. Por exemplo, essa de que Bolonha tem também outros apelidos, dentre eles:

  • La turrita: a cheia de torres, pois em uma época contava com 200 torres. Hoje restam apenas algumas, dentre elas as mais famosas, que ficam no centro histórico: Garisenda e Asinelli;
  • La dotta: a doutora, pois além de um importante centro cultural, foi sede da primeira universidade de toda Europa;
  • La grassa: a gorda. Isso você já sabe porque é também o motivo de iniciarmos nossa história de hoje pela gastronomia…

Dentre as ruazinhas estreitas da região do mercado, que são proibidas ao trânsito de veículos, existem ainda algumas que levam seus nomes antigos.

Elas homenageavam antigas profissões das pessoas e comércios ali instalados. Assim ficava fácil encontrar tudo:

  • Se você queria um cabrito, por exemplo, era só procurar pela Via Caprarie (Rua das cabras);
  • Se quisesse comer peixes, era só encaminhar-se à Via Pescherie (Rua dois Peixes) para escolher o peixe que iria cozinhar;
  • Se precisasse de uma joia feita em ouro, era só caminhar pela Via Orefici (Rua dos ourives) e escolher;
  • Se quisesse comprar tecidos, era só dirigir-se à Via Drapperie (Rua dos tecidos).
Um dos monumentos que você encontra nas ruas de Bolonha
Um dos monumentos que você encontra nas ruas de Bolonha

Finalizando

Como você viu, Bolonha é uma cidade especial e que vale muito a visita. Nós adoramos tê-la visitado e deixamos aqui como dica e recomendação para a sua viagem para a Itália.

Procuramos trazer aqui algumas informações para tornar também a sua viagem para Bolonha tão inesquecível como a que tivemos.

E lembre-se, antes de viajar para Bolonha, é fundamental você ter contratado o seguro de viagem para a Itália.

Agora queremos ouvir a sua opinião. Quais dos pontos turísticos de Bolonha você ficou com mais vontade de conhecer? Deixe abaixo o seu comentário!

Abraço e até o próximo artigo!

Nilce Bueno

Nilce Bueno teve experiências incríveis de viagem quando visitou a Europa e América do Sul e vem compartilhando suas histórias e experiências aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat