Desastre aéreo da Air France – Voo 447

É com pesar que anunciamos o desastre aéreo da Air France – Voo 447, partindo do Rio de Janeiro – RJ com destino à cidade de Paris na França. Havia a bordo aproximadamente 228 pessoas.

O avião decolou do aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro com destino a Paris, quando seguia seu voo normal, começando a deixar o espaço aéreo brasileiro e que entraria no espaço aéreo de Senegal.

Só que depois disso, o avião simplesmente deixou de aparecer no radar, onde de acordo com a Air France o mesmo estava passando por turbulência. Depois disso a aeronave estava enviando mensagem dizendo que havia pane elétrica, além de informar que havia despressurização e falha no sistema elétrico, não havendo mais contato com o centro de controle, como era o previsto.

O avião A330 tinha um peso máximo de 230 toneladas para decolar, sendo que a aeronave vazia pesava 119 toneladas com capacidade máxima de combustível de 139.100 litros.

Desastre aéreo da Air France - voo 447
Desastre aéreo da Air France – voo 447

Parece que a aviação brasileira não vai ter trégua com relação aos desastres aéreos ainda mais que agora os voos de avião estão começando a se popularizar ainda mais.

Desastres anteriores ao Air France – Voo 447

Em menos de 3 anos foram 3 catástrofes aéreas, começando dia 29/09/06 com o desastre aéreo da GOL no voo 1907, tendo o do dia 17/07/07 com o desastre aéreo da TAM no voo 3054 e o desse dia 01/06/09 com o desastre aéreo da Air France no voo 447.

O blog Vida de Turista lamenta o ocorrido dessa triste notícia para a aviação mundial do desastre Air France! Que os parentes possam se confortar que seus familiares estão agora nas mãos de Deus e que estarão agora orando lá de cima por todos.

Sua viagem começa aqui!

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Precisa alugar um carro? Na RentCars a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem.

E não esqueça do seguro viagem. Na Real seguro viagem o pagamento pode ser em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto.

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigado! =)

Conteúdo relacionado

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

16 comentários em “Desastre aéreo da Air France – Voo 447

  • 02/06/2009 em 09:20

    Olá Daura..
    Que bom que gostou.. Tomara que ajude bastante você no seu voluntariado com a turma das “tribos” ou numa viagem em planejamento..
    Abraço..

    Resposta
  • 02/06/2009 em 07:36

    Passei por aqui achei muito interessante as dicas do blog!!!

    Parabéns

    Resposta
  • 10/06/2009 em 08:24

    Não é "estas coisas acontecem". O que é, é que estas coisas não podem acontecer! Os aviões de certas companhias por critérios economicistas já nem se desviam de condições meteorológicas extremas e este foi-se lá meter, duma forma irresponsável e foi destruído. É preciso respeitar as pessoas!
    A minha filha viajou poucos dias antes do Rio para Lisboa, na TAP, e o piloto fez um desvio de meia hora para fugir ao mau tempo.
    Um reputado meteorologista de Alagoas esteve a estudar os elementos do satélite meteosat 9 e encontrou condições excepcionalmente adversas no local da tragédia.
    O tempo vai dar-me razão: o avião foi destruido no ar por condições adversas com temperaturas de -81º e condições piores do que qualquer furação.
    Piloto particular

    Resposta
  • 11/06/2009 em 13:00

    Olá Thiago..
    É verdade e quando isso acontece não há mais o que fazer.. Já é tarde demais..
    Abraço..

    Resposta
  • 11/06/2009 em 13:08

    Olá anônimo..
    Concordo também com sua opinião..
    Por questões econômicas, ninguém mais parece privar a segurança das pessoas..
    Se for isso mesmo que aconteceu, é preciso de alguma forma repudiar qualquer atitude que venha a ser parecida..
    Seja na torre de controle avisando o piloto, seja o próprio piloto avisando os passageiros que será feita a volta da viagem e assim por diante..
    Não é possível mais tolerar esses desastres..
    Obrigado pela opinião com experiência..
    Quando quiser, volte sempre..
    Abraço..

    Resposta
  • 12/06/2009 em 15:03

    Acabo de ver corroborado o que disse: as vítimas apareceram praticamente despidas (alta velocidade a que foram expostas), não mostram sinais de queimaduras (ausência de explosão), não têm água nos pulmões (morreram antes de atingirem a água por rarefação do as, extremo frio e violência da exposição a uma velocidade da ordem dos 900 Km/hm/hora) e politraumatizadas (queda na água com extrema violência). Por outro lado verifica-se uma distância entre os dois núcleos de corpos de cerca de 80 Km, o que indicia que a maior parte acompanhou a parte do avião que não de desintegrou e, provavelmente, afundaram-se com ela. É o que me parece poder inferir das notícias de hoje. Abraço.
    Piloto particular

    Resposta
  • 15/06/2009 em 08:33

    Mais uma vez ótimas explicações Anônimo..
    Vamos ver qual será o desfecho dessa tragédia..
    Abraço..

    Resposta
  • 15/06/2009 em 10:40

    CAPITAL AVIADOR DA AERONAUTICA CONCEDE ENTREVISTA ESTARRECEDORA SOBRE A QUEDA DO AVIÃO DA AIR FRANCE.

    Em entrevista concedida a Radio Globo nesta semana, o Capital Aviador da Aeronáutica Marcio Evangelista da Costa Gomes, que participou da busca e resgate pelos corpos dos passageiros do Airbus A330 da companhia Air France, que seguia do Rio de Janeiro para Paris, e que desapareceu do controle dos radares em frente ao litoral do Brasil com 228 pessoas, afirmou que as causas do acidente “não são as que verdadeiramente seriam apontadas pela marinha e pela aeronaútica”,segundo o Capital Aviador foram encontrados vestigios de objetos de material e composição“totalmente diferentes dos conhecidos na tabela de Linus Pauli”, ou seja,material de composição desconhida no planeta terra,proximo ao local onde se encontravam os destroços do avião, também informou Marcio Evangelista que os radares do Sindacta,em Brasilia-DF, naquele mesmo dia e hora,detectaram a presença de objetos voadores não identificados nas proximidades do espaço aereo em que navegava o Airbus.
    O Capital Aviador Marcio Evangelista tem muito creditibilidade na corporação,ja tendo participado,em outras ocasiões, de perseguição a O.V.N.Is.(Objetos Voadores Não Identificados) que haviam invadido o espaço aereo brasileiro, como no caso de Varginha, em Minas Gerais.
    Ao ser perguntado pelo reporter da Radio Globo sobre a possivel colisão entre a Aeronave da Companhia Francesa e um possivel OVNi.,Marcio afirmou categoricamente que pelos indicios observados acredita que o Airbus chocou-se com essa outra “Aeronave de composição metalica desconhecida” e que “coloca suas medalhas no fogo” se não ficar comprovado que o Airbus colidiu com uma nave Extraterrestre.

    Resposta
  • 16/06/2009 em 18:58

    Olá anônimo..
    Acredito que essa seja a possibilidade mais remota..
    Existem muitos dados científicos comprovando fatos reais e normais sobre os mesmos..
    Abraço..

    Resposta
  • 17/06/2009 em 16:08

    Anônimo disse: Só Deus sabe,o que aconteceu,vamos entregar nas mãos DELE e pedir a Deus pai conformação para as família.

    Resposta
  • 20/06/2009 em 09:42

    na verdade acho que não estamos seguros
    em relação ao tráfego aéreo
    só lamento pelos familiares das vítimas.

    Resposta
  • 21/06/2009 em 09:57

    Olá Anônimo..
    Concordo com você..
    Abraço..

    Resposta
  • 21/06/2009 em 09:59

    Olá Johnny..
    De uma coisa temos que ter certeza..
    Precisamos melhorar muito todo tráfego e circulação aérea do mundo como um todo..
    Abraço..

    Resposta
  • 16/06/2010 em 17:58

    Olá amigo, vim aqui para deixa o link onde estão todas as obras do Cientista Herbert Alexandre Galdino Pereira da área de Eletromagnetismo Aplicado e Aviónica. Ele é autor da Teoria do Triângulo das Bermudas, Teoria dos Celulares e Eletricidade Estática, e Orientação aos Aviadores Brasileiros ao voarem a Serra do Cachimbo, em Mato Grosso, pois existe campo Magnético na área do Brasil. Entre outras obras.
    Deixo o Link aqui em baixo para Leitura e Downloads das Obras deles.

    http://www.scribd.com/people/documents/13555060-fuma-a

    Um abraço.

    Resposta
    • 25/07/2010 em 18:25

      Olá Silva..
      São teorias interessantes, mas não sei se chegam a representar a causa do problema, pois senão esses problemas seriam mais frequentes na rota do voo 447 que a AirFrance atuava.. Acredito que nessa causa foram mesmo questões meteorológicas extremas..
      Por sinal, conheço alguns profissionais que trabalham com a teoria do eletromagnetismo e que são aqui de SC..
      Até mesmo na elaboração de produtos para reduzir o eletromagnetismo de ambientes..
      Caso alguém se interesse pelo assunto, vale a pena ler os artigos..
      Abraço..

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *