Multa ampliada para cias aéreas

A notícia de hoje fala sobre a multa que o Governo Federal ampliou para cias aéreas que geram transtornos para os turistas que circulam no país. Todos sabemos o quanto é chato atrasar, cancelar ou alterar voos e conexões quando em trânsito de viagem, ou mesmo após ter comprado sua passagem aérea com antecedência.

Cias aéreas tem multa ampliada

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, vai anunciar um plano de contingência para reduzir os transtornos para os passageiros nos aeroportos na alta estação, que vai até março de 2008. Haverá medidas punitivas para empresas por cancelamento e atrasos e redução no valor da taxa de permanência e estacionamento dos aviões no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio. Com isso, o governo espera que as empresas transfiram vôos de São Paulo para o Rio, descongestionando Cumbica e Congonhas.

As novas medidas só entrarão em vigor duas semanas depois da estréia, em 01/12/07, da malha aérea que está sendo montada especialmente para as férias. Jobim já determinou à secretária de Aviação Civil, Solange Vieira, que estude como punir mais gravemente empresas por cancelamentos, pela suspeita de que essa tática seja usada para reservar autorizações de vôo e limitar a concorrência.

A idéia é retirar vôos das companhias que adotarem esse expediente e assim perder a venda das passagens aéreas. Se uma empresa dispõe de dez vôos Brasília-Rio e diariamente cancela três, deve perder uma ou duas dessas freqüências.

Para isso, está sendo feito um levantamento da quantidade de vôos que são cancelados e com qual freqüência. Há alguns casos em que as manobras se repetem quase que diariamente, de acordo com um estudo preliminar já entregue à Defesa.

Jobim quer ainda aumento no valor da multa para as empresas aéreas que atrasem os vôos. Hoje, já existe esse tipo de punição, mas o governo quer que o valor das infrações seja maior.

Outra medida será o aumento da taxa de permanência dos aviões em solo. Esse valor passará a obedecer a uma escala de pontualidade e as companhias que mantiverem aeronaves estacionadas nos aeroportos além do tempo previsto originalmente terão de pagar valores mais altos. Em Congonhas, cada avião fica, em média, 40 minutos parado no pátio. Em Cumbica, o atraso médio das operações é de 11 minutos, segundo especialistas.

O Ministério da Defesa quer também que o Centro de Gerenciamento do Tráfego Aéreo esteja em pleno funcionamento até 15/12/07, para facilitar a solução de problemas operacionais. As companhias aéreas, que estavam resistindo a mandar representantes participarem do centro, já estão trabalhando em conjunto com o comando da Aeronáutica.

O presidente do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (SNEA), José Márcio Mollo, disse duvidar que a multa e mudança de tarifa no Rio desafogue os aeroportos de São Paulo. “Muitos países adotam tarifas diferenciadas e essa é uma das formas para atrair tráfego. Mas não vale para o passageiro executivo, que prefere pagar mais para usar um aeroporto central. É a demanda que exige que Congonhas seja um hub de conexões, não as companhias aéreas”.

Nelson Jobim
Nelson Jobim

Fonte: Estadão

Achei a ideia de aplicar multa muito interessante, pois a prática de alterar, atrasar e cancelar voos só visa aumentar o lucro das companhias aéreas. E tudo fica pior quando o turismo está em alta temporada.

Para os passageiros que se sentem prejudicados em perder voos por ter chego atrasado ao aeroporto, só lamento. Organização e planejamento de viagem é essencial para não acontecerem problemas desse tipo. Nesse caso deveria ser aplicado inclusive multa para o próprio passageiro que só faz os demais passageiros pontuais perderem tempo.

Sua viagem começa aqui!

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Precisa alugar um carro? Na RentCars a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem.

E não esqueça do seguro viagem. Na Real seguro viagem o pagamento pode ser em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto.

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigado! =)

Conteúdo relacionado

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *