Empresas de turismo ganham crédito para capital de giro

A notícia de hoje é sobre as empresas de turismo, que ganharam crédito para capital de giro. Isso é muito bom, porque com dinheiro em mãos é possível fazer novos investimentos a juros baixos.

Crédito para capital de giro

As empresas do setor turístico acabam de ganhar acesso a crédito para capital de giro, com prazo de 24 meses e taxas de 9,22% ao ano (TJLP + 2,8% a.a.). Até então, os empresários do setor só tinham como opção uma taxa em torno de TJLP + 14% a.a.

De acordo com a ministra Marta Suplicy, o Giro Setorial é uma boa alternativa para o crédito para capital de giro e dar fôlego ao turismo. “Hoje o setor é o quinto gerador de divisas em moeda estrangeira no país. O FAT Giro Setorial é uma estratégia para fomentar os negócios no turismo”, disse ela.

De acordo com o secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo, José Evaldo Gonçalo, uma vez que o FAT Giro Setorial passa a oferecer recursos também para o turismo, o empresário do setor vai evitar buscar apoio financeiro em fontes mais onerosas.

“É dessa maneira que a empresa consegue equilibrar o seu fluxo de caixa a um custo compatível com a rentabilidade. Com essa desoneração, o setor do turismo pode melhorar as condições de prazo e preço dos pacotes oferecidos ao turista”, disse ele.

A aprovação do pleito do MTur vai reduzir os juros dos créditos obtidos pelas empresas de turismo para pagar despesas administrativas, aquisição de material de consumo, pagamento de tributos, entre outros, ajudando no crédito para capital de giro.

“O turismo hoje é um dos principais produtos na pauta de exportação brasileira, mas até então não tinha conseguido ser beneficiário de alguns programas de governo que foram criados justamente para fortalecer as empresas exportadoras”, explicou Marta Suplicy.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH), Eraldo Alves da Cruz, confirmou que essa conquista é um marco para o turismo brasileiro. “A ministra já demonstrou que está disposta a atender as reivindicações do setor”, disse ele.

A proposta do MTur, apresentada pela ministra do Turismo, foi aprovada, na última quarta-feira (11), pelo Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador).

A inclusão do turismo no FAT Giro Setorial também pode fortalecer o programa Viaja Mais Brasil Melhor Idade, que será lançado em agosto.

O crédito do FAT, ao desonerar o capital de giro, possibilita que as empresas ofereçam pacotes turísticos nas condições que o Ministério do Turismo vem negociando para os aposentados e pensionistas do INSS.

Crédito para capital de giro
Crédito para capital de giro

Fonte: PanRotas

Sua viagem começa aqui!

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Precisa alugar um carro? Na RentCars a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem.

E não esqueça do seguro viagem. Na Real seguro viagem o pagamento pode ser em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto.

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigado! =)

Conteúdo relacionado

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *