Balneário, sempre Balneário Camboriú

Esse fim de ano estive novamente na cidade de Balneário Camboriú para passar a temporada de verão, as férias com a família e a passagem de ano novo e de uma coisa posso dizer: Balneário é e será sempre Balneário Camboriú.

Temporada 2015 em Balneário Camboriú

Balneário Camboriú estava lotada mais uma vez na temporada 2015. Principalmente entre o período do Natal e Ano Novo. É uma época festiva, de férias e de muito agito. Depois do réveillon a cidade ficou mais calma e também melhor de se aproveitar.

Praia de Balneário Camboriú
Praia de Balneário Camboriú

O réveillon em Balneário Camboriú não teve chuva e Balneário pôde novamente mostrar porque tem uma das melhores festas de réveillon do Brasil. Foram 15 minutos de fogos com shows e festa na areia em suas barracas. Perto da virada, todo mundo desce para celebrar o ano novo e depois permanece até mais tarde curtindo o momento.

Réveillon em Balneário Camboriú
Réveillon em Balneário Camboriú

Eu aproveitei a temporada em Balneário Camboriú para fazer coisas diferentes. Fui ao restaurante Taj Bar, no qual em um ambiente belíssimo decorado no estilo balinês, ao som de música eletrônica e rodeado de gente bonita conheci uma das melhores casas da cidade. Cada dia tem um ritmo diferente: tem dias de eletrônico, sertanejo, pagode e outros.

Fachada do Taj Bar
Fachada do Taj Bar

A dica para o Taj Bar é chegar cedo para não enfrentar filas e ter opção de escolha dos melhores lugares para se sentar, além do que o preço varia de acordo com o horário que você entra na casa. Quanto mais cedo, mais barato. Uma sugestão para economizar no Taj Bar é jantar antes de sair de casa e aproveitar mais as bebidas e os drinques da casa.

Restaurante Taj Bar
Restaurante Taj Bar

Também pratiquei meu lado esportista. Fiz caminhada, corrida e uma das coisas muito bacanas foi ter andado de bicicleta pelo calçadão. Aluguei bicicletas por R$ 10,00 a hora com os amigos e percorri tanto a barra sul quanto a barra norte. Um passeio completo desses leva em torno de 2 horas e você acaba conhecendo sempre Balneário Camboriú como um todo.

Passeio de bicicleta em Balneário Camboriú
Passeio de bicicleta em Balneário Camboriú

Só tem de cuidar com os pedestres que atravessam a pista e com a bicicleta que você pega. Por exemplo, uma das nossas caiu a corrente, outra não tinha o freio tão forte, outra estava sem campainha e assim por diante. A dica aqui é levar água junto ou dinheiro para comprar algo nos quiosques de Balneário Camboriú para repor as energias, porque o passeio é divertido, mas cansativo também.

Vista durante passeio de bicicleta em Balneário Camboriú
Vista durante passeio de bicicleta em Balneário Camboriú

Outro passeio que fiz foi pelo camelódromo de Balneário Camboriú em um dia nublado. Ele estava absolutamente lotado. Tinham produtos de tudo quanto é tipo para venda, como bolsas, roupas, eletrônicos, capas de celulares, bebidas e brinquedos. A sensação do momento foi o pau de selfie. Incrível como esse pau de selfie virou moda no Brasil.

Fachada do camelódromo em Balneário Camboriú
Fachada do camelódromo em Balneário Camboriú

No mais, curti como sempre a orla, o calçadão, o tempo com a família e os amigos, seja em restaurantes, passeios, torneio de canastra e também o merecido descanso depois de um longo ano de trabalho.

Pôr-do-sol em Balneário Camboriú
Pôr-do-sol em Balneário Camboriú

Problemas e soluções para Balneário Camboriú

A cidade aprendeu com a temporada de verão anterior e minimizou problemas graves que foram enfrentados no ano passado como falta de água, de energia e de telefonia. É isso que se espera de uma cidade que vive absolutamente do turismo. Ainda não estava 100%, mas melhorou bastante.

Um problema para resolver para 2016 são os estacionamentos. Dificilmente se encontra um local para estacionar o carro sem pagar, o que faz o turista desistir de estacionar na cidade para ir a restaurantes, curtir a praia ou simplesmente dar uma volta no calçadão de Balneário Camboriú.

A praia de Balneário Camboriú também está sofrendo com proliferação de algas que deixam as águas escuras, a praia suja e um cheiro insuportável. Nesse ponto a prefeitura deveria envolver um órgão ambiental para estudar uma solução para o problema. Porque a situação só está piorando ano após ano.

Ainda falando da falta d’água, ela faltou somente nos lava-pés e alguns prédios mais antigos que não tinham caixa d’água tão grande. O sofrimento da falta d’água dos moradores de Balneário e de turistas do ano passado ajudou na conscientização. Quero destacar os turistas paulistas que aprenderam a economizar e racionar pelos problemas enfrentados da falta d’água de São Paulo e trouxeram experiência, conscientização e técnicas de racionamento para cá e os paulistas representam uma boa parte dos turistas de Balneário Camboriú.

Enfim, se sempre Balneário Camboriú conseguir melhorar seus problemas, voltará a ser uma das melhores cidades de turismo do Brasil.

E para você, qual sua opinião sobre Balneário Camboriú? Esteve lá recentemente?

Abraço!

Sua viagem começa aqui!

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Precisa alugar um carro? Na RentCars a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem.

E não esqueça do seguro viagem. Na Real seguro viagem o pagamento pode ser em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto.

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigado! =)

Conteúdo relacionado

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

4 comentários em “Balneário, sempre Balneário Camboriú

  • 02/02/2015 em 18:30

    Muito boa tarde!!
    Agradecemos por vivenciar nossa cidade e aproveitar um pouco do que temos a oferecer, também agradeço por sua colocações construtivas, e com certeza nos servirá para trabalhar para melhorar ainda mais tudo o que prezamos que é qualidade dos serviços, segurança e bem estar de todos que nos visitam,

    me coloco a disposição

    cordialmente,
    Ademar Schneider
    secretario de turismo e desenvolvimento econômico de Balneário Camboriú.

    Resposta
    • 12/08/2015 em 00:42

      Obrigado pela ilustre visita secretário! E parabéns por estar acompanhando digitalmente o que é dito sobre Balneário Camboriú! Mostra pioneirismo e preocupação que é primordial para a execução de um bom trabalho. Também coloco o Vida de Turista à disposição da cidade. Abraço!

      Resposta
  • 22/11/2015 em 21:37

    Thiago,

    Não sou tão ilustre, mas os teus posts estão me ajudando a planejar minhas férias. Resumindo: estarei entre 30/12/2015 e 05/01/2016 com minha esposa e filho de 4 anos. Vamos ao Beto Carrero em dois dias, a Blumenau em 1 dia e vou passear no Parque Unipraias e fazer as praias da Interpraias.. Quero alugar carro. Já vi que a cidade fica complicada nesse sentido, mas com esse roteiro, o que você me indica? Estou propenso a alugar, mas me dê umas dicas. Saudações cariocas.

    Obrigado e Parabéns,

    Antonio de Pádua

    Resposta
    • 22/11/2015 em 23:57

      Olá Antonio, obrigado pelos elogios, e que bacana que você escolheu Santa Catarina para passear. É um estado lindo que você não vai se arrepender de conhecer.

      Pela distância que tem cada um desses destinos entendo que é uma boa alugar um carro. Por dentro de Balneário Camboriú, vale a pena ir de transporte público, o Bondindinho, que leva você até o Unipraias. Porém ele não vai até Cristo Luz e nesse caso ter um carro ou ir de táxi é uma boa (claro, bem cedo, já que é a data do Réveillon).

      Só fica a dica para cuidar de viajar de carro para fora de Balneário Camboriú nos horários de maior movimento na BR-101 (entre 7 h e 19 h), porque as estradas de Santa Catarina geralmente ficam lotadas no fim do ano. Não é incomum perder 4 horas em um trajeto que levaria 1 hora nesse período de fim de ano.

      Se você sair sempre bem cedo, umas 6 h da manhã por exemplo, conseguirá fugir do trânsito e aproveitará mais a viagem.

      Espero ter ajudado,
      Abraço,
      Thiago

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *