Turismo em debate: Contra a exploração sexual e infantil por meio do turismo

Considero o tema do turismo em debate deste mês um dos mais críticos discutidos até agora: abaixo a exploração sexual e infantil pelo turismo.

Sempre tive a ideia de lançar uma campanha de mídia sobre esse tema com banners específicos nos blogs que apoiam a causa com divulgação nas redes sociais e mídia comum por tudo que já vi por aí.

Então quando surgiu a ideia do turismo em debate trazer todo mês uma rodada de assuntos sobre o turismo essa foi uma das minhas principais sugestões. Afinal, quem aqui gosta de ter seu país como referência de turismo sexual pelo mundo afora?

Em muitos lugares que viajei, tanto dentro como fora do Brasil, vi facilidades para os turistas explorarem o turismo sexual. Veja os casos abaixo:

Exemplos de exploração sexual e infantil

Exploração sexual por meio do turismo
Exploração sexual por meio do turismo

Em Buenos Aires, em cada poste da esquina é comum ver uma enormidade de mini-panfletos colados em cima deles com números para se ligar para as garotas de programa.

Em pleno dia, andando pelas ruas principais da cidade há moças e mulheres lhe convidando para conhecer o que Buenos Aires tem de melhor.

Em Balneário Camboriú, tem táxis que levam para as casas de shows de graça, no qual as próprias redes de prostituição patrocinam os taxistas a levarem clientes para os estabelecimentos.

Em Brasília, tem hotéis famosos coniventes à prática do turismo sexual mostrando cardápios de mulheres nos balcões e sem estes precisarem registrar como hóspede convidado nos quartos.

Em São Paulo, há ruas famosas pelas cidade, como a Rua Augusta, sendo o maior bordel ao vivo e considerado por muitos como ponto turístico da cidade.

E por aí vai. Com tanta facilidade aqui dentro as mulheres brasileiras são vistas lá fora como fáceis.

Exploração sexual e infantil
Exploração sexual e infantil

Relatos das mulheres viajantes

Quando debatemos esse assunto no Twitter, mulheres relataram o fato de que, ao dizer que são brasileiras, os estrangeiros simplesmente ficaram abusados. Muito legal para sua mãe, filha, esposa que viaja por aí.

E o pior é que o Brasil ainda vende a imagem de mulheres bonitas, mulheres simpáticas, mulheres sem roupa. Exemplo são campanhas de turismo para o carnaval, verão, praias e outras do Ministério do Turismo.

Não é a toa que os aeroportos internacionais do Nordeste recebem todas as noites aviões enormes cheios de velhos europeus e norte-americanos que vêm fazer turismo sexual.

O que diz a lei

E o que diz a lei? Conforme a Lei do Código Penal no Brasil, a prostituição é permitida. O que não é permitido é o aliciamento e exploração do corpo dos outros para a prática. Se a mulher quiser “vender” o próprio corpo pode, só não podem existir os famosos cafetões.

Nesse caso a impunidade é grande. Muita vista grossa feita pelas autoridades que devem ganhar algum montante na repartição dos enormes lucros gerados por essa prática.

Exemplo de impunidade

Exemplo de impunidade sobre o assunto pode ser visto no caso a seguir.

Uma vez, nos pontos de ônibus de Blumenau, as casas de prostituição colocavam mensagens coladas nas paredes recrutando jovens bonitas para ganhar salários acima de R$ 2.000,00.

Uma jornalista resolveu fazer uma reportagem sobre o assunto e ligou para o anúncio, foi até a casa, viu como funcionava, recusou a oferta e voltou a publicando num dos jornais de maior circulação da cidade.

Perguntem se a casa fechou. Não! Está lá ainda! O assunto foi discutido por uma ou duas semanas e nada foi feito. Nessas horas não dá orgulho ser brasileiro.

Mas os jornais também dão uma ajudinha. É comum ver anúncios de casas de massagem e acompanhantes anunciando seus serviços nos classificados, sem filtro nenhum de anúncios para crianças e adolescentes que também leem o jornal.

Contra a prostituição
Contra a prostituição

Ainda em Blumenau é comum ver espalhado nas ruas da cidade panfletos de casas de prostituição anunciando shows ao vivo e as novidades da casa. Cadê as autoridades? Elas não devem andar a pé.

Sem contar que a exploração sexual está diretamente ligada a roubos, sequestros, drogas, tráfico e outros crimes.

É um assunto polêmico e complexo que permite ficar discutindo horas e horas.

Exploração sexual de jovens e adolescentes

Porém ainda não tocamos no assunto mais importante. E quando acontece a exploração sexual de jovens e adolescentes?

Se é um problema ter a exploração sexual de mulheres adultas, quem diria de crianças indefesas que não tem como se defender?

Dia 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.  Porém não pode ser só esse dia. Se você conhece algum lugar que faz essa prática, denuncie!

Para denunciar a exploração sexual de crianças e adolescentes Disque 100. Esse é o número de telefone para fazer denúncias anônimas. Não fique quieto.

Contra o turismo sexual
Contra o turismo sexual

Sem punição não haverá mudanças na exploração sexual infantil no Brasil. Enquanto isso gringos se esbanjam no país.

Não deixe as crianças ficarem à mercê de adultos sem escrúpulo que aliciam jovens e adolescentes tanto para turistas locais quanto para turistas internacionais.

Vamos fazer a diferença!

E você, o que já presenciou em suas viagens relacionado ao tema da exploração sexual e infantil por meio do turismo? Já fez alguma denúncia?

Sua viagem começa aqui!

Reserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Precisa alugar um carro? Na RentCars a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Se quiser viajar para o paraíso, o Zarpo tem os melhores pacotes de viagem.

E não esqueça do seguro viagem. Na Real seguro viagem o pagamento pode ser em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto.

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigado! =)

Conteúdo relacionado

Thiago Cesar Busarello

Thiago Busarello é autor e criador do Vida de Turista, no qual adora viajar e falar do assunto de turismo e viagens, compartilhando dicas e informações de viagens com os leitores.

5 comentários em “Turismo em debate: Contra a exploração sexual e infantil por meio do turismo

  • 27/05/2012 em 21:50

    Grande Thiago! Ficou incrível sua matéria sobre o tema.
    Citou ótimos exemplos no Brasil e no mundo.
    É triste ver que o Brasil ainda é foco do “turismo sexual” por pessoas q vem de fora exclusivamente para isso.
    Cabe a nós fazer a nossa parte.
    Obrigado pela participação no debate.
    Abração

    Resposta
  • 27/05/2012 em 22:04

    Valeu Maurício!

    Existem assuntos importantes que são complicados e pouca gente fala por medo de se expor e/ou se comprometer e esse é um deles.

    A gente vê que o Brasil está melhorando em vários aspectos importantes, inclusive no turismo, porém ainda peca em assuntos básicos como esse.

    Quem dera um dia possamos ver a área do turismo no Brasil organizada a tal ponto de não precisar mais falar sobre esse assunto.

    Abraço!

    Resposta
  • 02/06/2012 em 00:10

    BROKEN – THE MOVEMENT

    Movimento Mundial de combate ao Abuso Sexual Infantil. Participe!

    Broken é um projeto inédito e audacioso que visa o combate intensivo ao abuso sexual infantil, que atinge 25% das crianças no mundo. Através de uma linguagem acessível, o projeto visa atrair também a atenção de jovens e adolescentes para o tema.

    O projeto Broken é dinâmico e contará com o desenvolvimento de ferramentas de divulgação que terão grande impacto na sociedade e servirão como base de divulgação para outras organizações relacionadas ao tema.

    O desenvolvimento de um Portal super interativo e em diversos idiomas — que será a base de todo o projeto — e a produção de um Longa-metragem, serão as ferramentas utilizadas para a divulgação do tema – Uniremos o que hoje influencia e movimenta a sociedade. A Internet e o Cinema.

    Resposta
    • 14/06/2016 em 15:24

      Legal Marcia, muito importante movimentos como esse que lutam contra tudo o que dissemos acima!

      Resposta
  • Pingback: Turismo em Debate - Exploração Sexual e Infantil por meio do Turismo - AVENTUREIROS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *